Associação Cristã de Mulheres Jovens

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Yoda.jpg Poucas imagens esse artigo tem. Novas imagens adicionar considerar você vai!!!
Este artigo poucas ou nenhuma imagem ilustrando-o possui. Padawan, que você é quase um Jedi mostre, e novas imagens a ele adicione. Que a força com você esteja!.
Big foot-girl.png Este artigo pode levar-te para o Lado Azul da Força!

Este artigo contém fatos sobre sapatas e usa regata sem depilar o sovaco.

Neve campbell denise richards lesbian kiss.jpg
Cristão.jpg E nomine patris et filii et spiritus sancti!

Este artigo foi criado por um cristão devoto. Ele vai à igreja todos os domingos com o intuito maior de tomar vinho louvar o SENHOR. Se você vandalizar, Javé Deus te mandará sem hesitar para o inferno!

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: YWCA.

Associação Cristã de Mulheres Jovens, também chamado de Associação Cristã de Moças, Associação Cristã Feministana e YWCA (Young Women's Christian Association) é uma versão alternativa da Associação Cristã de Moços, só que invés de viados garotos, serve para iniciação de sapatas garotas. Surgiu no Reino Unido em 1865 e é a segunda organização de mulheres mais velha do mundo ainda em atividade, só perdendo pra Ordem de Fofoqueiras da Vizinhança Relief Society, e atualmente é a maior organização de mulheres do planeta.

Tal qual sua contraparte homossexual masculina, a YWCA une diversas mulheres para fazer uma maçonaria um surubão de aranhas incontroláveis ações de caridade e de arrecadação de fundos em prol de várias causas, como a aquisição de calcinhas novas, de alguns consolos e outras similares.

A YWCA não tem nenhuma discriminação racial, de gênero, identidade de gênero e similares, aceitando inclusive elelas, travestis e neomulheres. Por isso que no Brasil a patrona maior dessa organização por anos foi Roberta Close. Atualmente a patrona é Pablo Vittar.

Hahahamini.jpg
Esse artigo é ridículo de tão pequeno!
Pelo amor de Deus, faça alguma coisa! Nem que seja um Viagra!