Associação Portuguesa de Desportos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso importante: Clubismo aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa pra quem você torce, seja o time da sua rua, o time dos seus amigos ou time daquela sauna gay que você frequenta. Seja engraçado e não apenas idiota.


Associação Portuguesa de Desportos faliu!
Graficozero.JPG
Cows1.jpg

Nem o Silvio_Santos quita suas dívidas!

Outros que ficaram no vermelho.

Associação Portuguesa de Desportos
Escudo da Portuguesa.jpg
Brasão
Hino Olha o Vira, o pá!
Nome Oficial Associação Portuguesa de Desportos
Origem Bandeira de Portugal Portugal São Paulo
Apelidos Lusa, time do Canindé, rubro-verde, lusinha, etc
Torcedores Lusitano, Rubro-Verde, Manoel, Padeiro.
Torcidas Ora pois, o suficiente para encher Lisboa o pá.
Fatos Inúteis
Mascote Bacalhau
Torcedor Ilustre Giiiil Gôôôômes, narradooor dos fáááátos do tiimeeee
Estádio Padaria da Canindé
Capacidade 120 mil pãezinhos
Sede Lisboa
Presidente Manuel "da Puta" Conceição (Nããaao, sério que o presidente chama Manoel?)
Coisas do Time
Treinador Jorginho
Pior Jogador Nuvola apps core.png Preto Costa, ...
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Cristiano Ronaldo
Patrocinador rtp
Time
Material Esportivo Pênalti
Liga Série-A Brasileira (guardando vaga para o Ultimão)
Divisão 1ª em anos pares e 2ª em anos ímpares
Títulos Taça das Padarias, Campeonato Português, Copa d'além mar
Ranking Nacional 24° Lugar
Uniformes Uniforme01.jpg
Uniforme02.jpg



Cquote1.png Gauchada Viada! Cquote2.png
Torcedor da Portuguesa, sobre o Grêmio, seu eterno rival
Cquote1.png Copiaram o Horto Mágico! Cquote2.png
Torcedor do Fluminense, sobre a Leões da Fabulosa
Cquote1.png Jornalista decadente e baba-ovo! Cquote2.png
Torcedor da Portuguesa, sobre Juca Kfouri, eterno rival da imprensa
Cquote1.png Esse é freguês! Cquote2.png
Torcedor do Ituano, sobre a Portuguesa
Cquote1.png Legal, é um bom time, agora fala aí, qual é seu primeiro time? Cquote2.png
torcedores de outras equipes perguntando para um torcedor da Lusa
Cquote1.png Se não fosse por aquela trave em 102 a.c seriamos campeões do paulistão , a trave foi nosso inimigo! Cquote2.png
Armando Pinto sobre ex jogador da lusa se queixando da perda do titulo contra o Bragantino agora o dito cujo está falecido
Cquote1.png Peraí ora pá, o Morumbi é nosso! Cquote2.png
Manuel da Lupa (presidente da Portuguesa), refletino após 75 anos de ter tomado o golpe do São Paulo (depois disso um líquido negro escorreu dos ouvidos de Manuel e seu cérebro apodreceu!)
Cquote1.png Qual é o nome do presidente da Portuguesa? Cquote2.png
Idiota fazendo pergunta idiota ao presidente da lusa
Cquote1.png Manuel da Lupa Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre pergunta acima
Cquote1.png kkkk...Manuel... Cquote2.png
Desciclopediano ao descobrir a verdade idiota
Cquote1.png Dane-se Cquote2.png
quaquer um sobre frase acima
Cquote1.png A CBF anuncia que a Portuguesa não precisa mais jogar a série B, pois colocaremos ela na 5ª posição. Cquote2.png
Ricardo Teixeira sobre a Portuguesa terminar smepre em 5º e enganando seus torcedores que achavam que ela poderia subir
Cquote1.png Para que eles colocam aquelas faixas de ponta-cabeça? Cquote2.png
Torcedor de qualquer time de 2ª divisão sobre torcedores da Portuguesa
Cquote1.png É O SEGUINTE TRUTA, SÓ VAMU DESVIRÁ ESSAS FAIXA TÁ LIGADU, QUANDO A PORTUGUESA ESTIVER NO LUGAR DELA QUE É A PRIMEIRA DIVISÃO Cquote2.png
Torcedores da Portuguesa sobre a esperança deles
Cquote1.png Nunca... Cquote2.png
Dr. Roberto sobre quando eles irão desvirar as faixas
Cquote1.png Deveriam criar a série B e 1/2, pois a Lusa sempre sobe na série B e sempre é rebaixada na série A Cquote2.png
Crítico esportivo sobre Associação Portuguesa de Desportos

Associação Portuguesa de Desportos, a Lusa, é a maior padaria brasileira, e maior vergonha do futebol paulista, sendo uma tentativa fracassada do que o America é para o Rio de Janeiro, um time pequeno mas simpático que todos gostam. Pequeno a Portuguesa conseguiu ser, agora o resto ficou faltando.

História[editar]

Fundação[editar]

A Portuguesa foi fundada em 14 de Agosto de 1920, visando homenagear alguma coisa que nem os próprios portugueses sabem, por isso o nome do time não é "Associação Bacalhau de Desportos", porque não era o bacalhau que eles queriam homenagear, e assim por diante. Sua fundação se deu quando representantes de diversos clubes da comunidade portuguesa de São Paulo se uniram, visando formar um só clube. A verdade é que essa atitude era uma clara evidência de cartel, já que os cartolas de cada clube eram também padeiros, assim, unindo os times, teríamos também a união de padarias, diminuindo a concorrência da época.

Época antiga[editar]

Na época em que Dercy Gonçalves era nova e viva, a Portuguesa conquistou diversos títulos estaduais, como os títulos paulistas de 1935 e 1936.

Campeonato Brasileiro de 1996[editar]

O Campeonato Brasileiro 96 foi um sucesso, todo mundo tinha esse jogo em seus Super Nintendo na época. A quantidade de glitches e combinações improváveis de campeonatos eram infinitas. O Paraná Clube, por exemplo, se aproveitando de um bug, conseguiu vencer o Real Madrid por 51X0 no campeonato brasileiro (sim, o Real Madrid jogou o Brasileirão de 1996), enquanto o União São João terminou um torneio com 300 times com apenas 6 pontos ganhos e um total de 296 derrotas acumuladas, e seguindo esta linha de absurdos, a Portuguesa chegou na final do certame onde enfrentou e perdeu para o Grêmio.

Devido ao regulamento bizarro com que se disputava na época, a Portuguesa mesmo terminando o torneio num desprezível oitavo lugar, do nada teve a chance de jogar contra o líder Cruzeiro numa quartas-de-final mesmo que o time mineiro tenha terminado a competição com 8 pontos de diferença e sete posições a frente. A Portuguesa venceu em algum tipo de cagada e na semi-final venceu também o Atlético Mineiro que só comprovou a deficiência do futebol mineiro.

O jogo decisivo foi contra o Grêmio de Porto Alegre, e no Canindé vitória histórica de 2x0, mas a Lusinha amarelou e perdeu o segundo jogo por iguais 2x0, e o Grêmio foi então sagrado campeão sem prorrogação ou disputa de pênaltis, mas porque a Portuguesa era café-com-leite mesmo (lembre-se que na década de 90 os regulamentos dos campeonatos eram escritos com a bunda).

Campeonato Brasileiro de 2002[editar]

A partir do ano 2000 a Portuguesa sumiu do palco futebolístico, após uma sucessão de cartolas terem roubado dinheiro de seus cofres e injetado em suas padocas, postos de gasolina, imobiliárias, e jaguares. Com isso, o desfalcado leão caiu para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro no ano de 2002 junto com Palmeiras, Botafogo e Gama. Palmeiras e Botafogo se reergueram no ano seguinte, mas a Portuguesa seguiu o exemplo do Gama e nunca mais foi vista.

Campeonato Paulista de 2006[editar]

A Portuguesa deu todas pistas do sofrimento que seria a série B daquele ano já no começo da temporada, quando após um fiasco de campeonato estadual, foi ir se aventurar pela primeira vez na Série A2 do campeonato paulista ao acumular impressionantes 11 derrotas em 19 jogos num campeonato que só tem os mesmos 4 times bons de sempre, e o resto uma bosta.

Série B de 2006[editar]

Em 2006 se safou da Terceira Divisão conseguindo um feito que nem mesmo o Corinthians iria conseguir 2 anos depois, venceu o Sport na ilha do retiro na última rodada e não rebaixou graças à ajuda de tribunais que tiraram pontos do Guarani. É verdade que no ano seguinte conseguiu o acesso, mas o time parece tão apagado quanto um português após uma garrafa de vinho...

Paulistão A2 de 2007[editar]

A Portuguesa fez uma campanha impecável (mas também, segunda divisão do Paulistão, lá tinha times que se chamavam XV de Jaú e Osvaldo Cruz, vejam só) e com 11 vitórias e apenas 3 derrotas classificou-se em primeiro para a fase seguinte. Ficaram morrendo de medo porque na fase seguinte tinha o Guarani, mas é exatamente por ser o Guarani que a Portuguesa conseguiu o acesso de volta para a Série A1 com tanta facilidade. Depois foi só cumprir tabela contra o Rio Preto na final que foi goleado de 4x0.

Copa do Brasil de 2013[editar]

Sabe o Naviraiense? Aquele que perdeu humilhantemente pro Santos na Copa do Brasil por 10x0! Então, em 2013 eliminou a Portuguesa na mesma Copa do Brasil, na primeira fase, só não foi de 10x0

Campeonato Brasileiro de 2013 (rebaixado)[editar]

Após 17 anos no completo ostracismo, jogando a Série A do Brasileirão só por jogar e pra participar, nunca tendo chance de nada, vendo que nem uma eliminação para um time chamado "Naviraiense" havia atraído atenção, a Portuguesa ressurge no cenário nacional ao protagonizar um dos episódios mais varzeanos da história do futebol moderno. A Portuguesa descaradamente vendeu-se para salvar Flamengo e Fluminense do eminente rebaixamento ao qual estavam condenados.

A Portuguesa escalou no último jogo do campeonato um torcedor que estava na arquibancada só de zoeira, no último minuto do jogo, e seu nome era Héverton, ao receber um dinheiro gigante do Flamengo e do Fluminense que o presidente da Portuguesa usou para comprar vinho e investir em sua própria padaria e foi embora largando a presidência do clube. O STJD que é parceiro do Fluminense não pensou duas vezes e rebaixou a Lusinha no lugar de qualquer outro time carioca, e ficou nisso mesmo.

Série B de 2014 (bi-rebaixado)[editar]

Em mais uma demonstração de incompetência, falta de profissionalismo, com direito a retiradas de campo antes do fim e derrotas por W.O., a Portuguesa foi rebaixada da série B com monstruosas 5 rodadas de antecedência, embora já se encontrasse virtualmente rebaixada com 99% de chances de rebaixamento já com 21 rodadas de antecedência ao acumular 21 derrotas, 13 empates e meras 4 vitórias, ficando atrás inclusive do Vila Nova de Goiás que bateu o recorde de derrotas com 26, só que não empatou tanto quanto a Lusinha.

Campeonato Paulista de 2015 (tri-rebaixado)[editar]

Continuando sua saga rumo à falência, após a vergonha e o vexame de 2013 de vender a vaga na Série A para o Fluminense, nenhum jogador que honre suas calças topa mais jogar pela Portuguesa, sobrando apenas uns caras horríveis... péssimos o bastante para rebaixar até no campeonato estadual (mais uma vez), dessa vez em 2015. A Portuguesa só não pareceu tão péssima porque nesse ano ainda teve Bragantino e Marília com duas campanhas ainda mais bizonhas!

Série C de 2015[editar]

Infelizmente a Lusinha não conquistou seu tão sonhado tetra-rebaixamento, pois havia no páreo times muito mais competentes para isso como SER Caxias e Madureira EC, sendo que o time inclusive ficou em segundo lugar em seu grupo, apenas atestando toda a falta de qualidade das divisões inferiores do futebol brasileiro. Todavia, no jogo que importava mesmo pra valer contra o Vila Nova FC de Goiás valendo a vaga do acesso a Portuguesa perdeu, o mesmo time que 1 ano antes rebaixara miseravelmente junto com ele se redimia, enquanto a Portuguesa ia pro fundo da vala.

Paulistão A2 de 2016[editar]

Cada vez mais esquecido, apenas meros 3 anos depois do escândalo do rebaixamento na série A, ninguém nem se recordava mais desse time, e por mais que o Fluminense seja odiado por todos, qualquer torcedor de um dos times decentes grandes da Série A concorda que a Portuguesa jamais deve disputar uma primeira divisão e por isso já nem contestam mais o rebaixamento desse time miserável.

Começou então o ano de 2016 da maneira mais miserável na Série A2 do Paulistão. Mesmo com abundantes 8 vagas disponíveis para classificação para próxima fase dentre 20 times (praticamente a metade dos competidores) a Portuguesa destilou falta de competência ao sequer ficar entre estes oitos, perdendo em casa para timaços como Juventus, São Caetano e Rio Branco.

Brasileirão Série C de 2016 (tetra-rebaixado)[editar]

Após a campanha frustrante na A-2 do Paulistão, onde a Lusinha infelizmente não conquistou seu tetra-rebaixamento, o time então surpreendeu a todos na competição nacional da Série C de 2016. Numa competição onde só participou times endividados à beira da falência como Macaé, Tombense, Boa Esporte, Juventude, Guarani, Mogi Mirim, a Portuguesa superou todas as intempéries e conseguiu um feito que nenhum outro time conseguiu, perdeu para o Guaratinguetá Futebol, um time que perdeu absolutamente todos jogos possíveis e imagináveis de todas as goleadas possíveis para todos times falidos da Série C, e o único que não conseguiu vencer o Guaratinguetá foi a Portuguesa, lógico, e o resultado foi um rebaixamento que só não foi decretado com mil rodadas de antecedência porque o Macaé fez de absolutamente tudo para tentar ser rebaixado.

Ao contrário da comoção gerada por eventual rebaixamento de algum clube grande, o tetra-rebaixamento da Lusinha apareceu apenas em rodapés de noticiários, pois depois de vender-se em 2013 para salvar Fluminense, não há mais ninguém no Brasil ou Portugal que simpatize com a Portuguesa e não torça para que o time seja extinto.

A fase está tão péssima, que até morte aconteceu, quando no final de outubro de 2016, o time sub-17 da Lusinha comemorava uma vitória (sobre o Corinthians? Sobre o Palmeiras? Claro que não, uma vitória sobre o poderoso Água Santa!). Ainda não se sabe como moleques sub-17 comemoram vitórias dentro da lei enchendo a cara de cerveja, mas o fato é que um dos supostamente promissores atletas, decidiu se matar de desgosto e morreu afogado na piscina do clube. Pelo menos empatou com São Caetano no quesito morte de jogador.

Penta-rebaixamento em 2017?[editar]

Cientistas astrofísicos mobilizaram o Telescópio Espacial Hubble em 2017 para tentar focalizar e enxergar o que acontecia no fundo do poço a que a Lusinha se encontrava naquele fatídico ano, e o resultado de tais observações levaram o brilhante astrofísico Stephen Hawking a teorizar pela primeira vez acerca da existência da matéria escura, quando proferiu "nada é ruim o bastante que não possa piorar" quando se referiu à situação da Portuguesa naquele ano em meio a uma matéria escura de corrupção.

O começo do ano foi promissor para a Portuguesa, jogando a modesto (pra não dizer merda) Série A2 do estadual, por muitas rodadas permaneceu na zona do rebaixamento, mas foi incapaz de conquistar o sonhado rebaixamento para a Série A3, escapando infelizmente na última rodada.

Para o resto do ano, concentrou-se na Série D, na qual a regionalização das chaves prejudicou fortemente a Portuguesa, que desde 2013 sente-se perseguida pela CBF. Se pudesse enfrentar na primeira fase times do Acre, Roraima e Amapá, certamente teria se classificado, mas a Portuguesa caiu numa chave fortíssima só com tradicionais times do futebol brasileiro como o Villa Nova AC que já foi 37º lugar no Brasileirão de 1985, o temido Bangu AC que já jogou até Libertadores, e claro o Desportiva Ferroviária que tinha em seu invejável currículo incríveis 18 títulos capixabas. A Portuguesa portanto não teve a menor chance e ficou em lanterna do grupo, conquistando o seu primeiro rebaixamento para a Série E do Brasileirão, que felizmente nem existia. Até a Portuguesa carioca classificou sem problemas em primeiro em seu grupo.

Estádio[editar]

Sim, a portuguesa, apesar de toda sua mediocridade tem estádio próprio! A história de sua construção tem início com uma venda de um terreno do São Paulo a um padeiro local, que acabou por ceder o mesmo a padari..., quero dizer, diretoria do clube. Depois foi-se construindo aos poucos o estádio hoje conhecido como Canindé.

A toca do leão como é chamado pela torcida, fica ao lado do Rio Tiête, dando um aroma peculiar a construção, além do maravilhoso cheiro de carne mal passada vindo da churrascaria (!) que fica debaixo das arquibancadas...

A padaria do Manuel, mesmo assim, parece que não existe, e misteriosamente parece não ser notada nem mencionada, sendo quase como um "Acre distante do Acre" (seja lá onde for).

Depois de fazer muitas merda desde 2013 (Lembre-se que a Lusa foi rebaixada para série B, e se vendeu para o Fluminense/Flamengo), a Lusa afundou-se em dívidas devido às suas falcatruas, precisou vender e leiloar o seu estádio para pagar as dívidas dessa merda de clube, mas ninguém tem culpa do estádio não ter uma vista a paisagem da série D.

Torcida[editar]

Jovem torcedor não aguenta mais ser café-com-leite nas conversas de futebol entre amigos.

Um fato interessante é que antigamente podia-se notar muitos torcedores da Portuguesa nos estádios, muitos mesmos, porém na rua você nunca encontrava os mesmos, porque na verdade eram todos torcedores de outros times secando o rival da Lusa. O que se sabe também é que a Portuguesa nem possui torcida entre os imigrantes portugueses. Os times que os portugas realmente torcem são: Benfica, Sporting e Porto.

Hoje em dia o time é tão cretino que não se encontram torcedores nem nas ruas, nem no próprio estádio.

A torcida porém existe, e está por aí a espreita, só não comparece ao estádio... o que rende aos torcedores do clube o título de torcida mais acomodada do Brasil, pois o time é garfado, roubado, joga mal, se vende para salvar times cariocas de rebaixamento, é rebaixado, os diretores roubam descaradamente, e nada acontece.

Vemos hábitos curiosos na mesma. Os mais velhos torcedores se localizam abaixo da marquise do estádio, e ficam ali comendo amendoin e Tremossos (Espécie de milho gigante, de origem mutante). Alguns se ausentam e vão para os arredores da construção tomar caldo verde ou comer uns bolinhos de bacalhau. Os mais novos ficam brincando numa parte da arquibancada brilhantemente construída abaixo do nível do campo, por arquitetos de Lisboa (ou rivais)... Uma coisa é certa, nunca chame a Lusa de Lusinha ou Lurdinha perto de um lusitano, porque você nunca encontrará um.

Festa Junina[editar]

Uma característica marcante do clube em si, é a Festa Junina considerada a melhor e mais tradicional de São Paulo, mostrando as raízes Brasileiras e caipiras do clube, apresentando as caipiríssimas bandas de Axé, entre outros lixos da MPB... A festa culmina na apresentação de Roberto Leal, ídolo da MPB Luso-brasileira, e escritor do hino do clube.

É importante ressaltar que não é um ambiente familiar, devido a lusitanos que enchem a cara de vinho e lutam pelos últimso bolinhos de bacalhau ou pela última gota de caldo verde...

Títulos[editar]

Presidente da Portuguesa e toda sua beleza.
  • Campeonato Paulista: 3 vezes.
  • Torneio Rio-São Paulo: 2 vezes.
  • Vice Campeão Brasileiro: 1 vez.
  • Paulistão de Pães: Todas as edições.
  • Campeonato Brasileiro de Panificação: 9 vezes (Só perde para o Vasco).
  • Taça Panificadores da América: 3 vezes (Todos os time paulistanos tem pelo menos 2,. Venceu o Grêmio, o São Paulo e o Framengo, pois os 3 deixaram queimar a rosca).
  • Mundial de Pães da FIPA (Federação Internacional de Panificadores associados): 2 vezes (O Corinthians conseguiu uma sem passar pela Panificadores).
  • Fogueira de Ouro: Melhor Quermesse.
  • Taça das Padarias 2 vezes, em 1927 e em 1928
  • Segunda divisão Muito invicto em 2011
  • Tapetão Fluminense e Flamengo 2013
  • Tetra-rebaixamento 2013, 2014, 2015, 2016
  • Ser lanterna na Série D 2017

Ver também[editar]