Astrosmash

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Astrosmash é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Kratos mutila mais um inimigo para conseguir orbs vermelhas.


Space Invaders+Asteroids
Astrosmash.png

Capa do jogo

Informações
Desenvolvedor Mattel
Publicador Mattel
Ano 1900 e guaraná com rolha
Gênero Space Invaders do Paraguai
Plataformas Intellivision
Avaliação 1/10
Idade para jogar Livre

Astrosmash é uma versão de Space Invaders porcamente misturada com Asteroids desenvolvida pela Mattel em algum galpão secreto do Paraguai, lançado para o console mais fudido de sua época, 1981, que nem o Atari 2600 era, avabçado demais pra merda que estava sendo esse jogo, lançado é para o tal Intellivision, um videogame que ninguém teve.

Jogabilidade[editar]

Cquote1.png Spin. Blast. And drop into hyperspace to avoid a killer asteroid shower. Power on. Attack computer engaged. Fire a quick burst at the alien antagonists. Got 'em! Cquote2.png
Com essa introdução escrita por alguém tendo derrame cerebral, somos introduzidos ao mundo de Astrosmash

O jogo é um Ctrl+C/Ctrl+V descarado do Space Invaders, apenas modificando umas coisinhas para ficar ainda mais piorado e com menos variedade ainda que o original de Atari, que já era bem enjoativo vamos ser francos. Controlamos uma nave que só pode andar de lá pra cá e de cá pra lá, atirando pro alto um paralelepípedo, feito um autista retardado, destruindo uma quantidade literalmente infinita de lixo derramado por aliens cagões. Aí é só ficar ali, indefinidamente,a té o dia que arrebentar um tendão e ficar com LER.

Enredo[editar]

Você está no comando de uma bateria anti-aérea com munição infinita e o seu objetivo é abater uma chuva de lixo espacial. O seu personagem é um assassino estuprador cuja pena foi algo pior que a morte ou prisão perpétua, mas sim ficar para sempre nessa bateria anti-aérea atirando pro alto perpetuamente.

Há quatro alvos para serem abatidos, um sanduíche gigante que se divide em dois sanduíches menores, um croissant, um pedregulho e uma nave alien em formato de ânus que é a única que faz um som. São seis fases ao todo, cada uma representada por uma cor, preto, azul, roxo, turquesa, cinza e preto de novo porque não tinham tantas cores disponíveis assim. Tirando a tela preta, todas as demais telas são um estupro aos nervos óticos de qualquer cidadão normal, sendo o desafio maior não abater os asteroides, mas manter-se são sem ter um ataque epiléptico.

Recepção[editar]

Astrosmash foi amplamente aceito pela crítica como "melhor do que nada para um console que nem tem jogos direito" e "Space Invaders para quem não tem Atari, só que muito piorado". Um jogo recomendado pra ninguém, mas que vendeu 1 milhão de cópias, porque pelo visto 1981 era um tédio para os nerds que nem punheta podiam bater direito, já que o máximo de pornô que tinham era esperar o carnaval na televisão.