Atalanta (cidade)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís Henrique da Silveira.jpg Se quésh quésh, se non quésh, dish!

Este artigo é catarinense! Já entrou em coma alcoólico na Oktoberfest, sabe o que é boi-de-mamão, tem um poster do Guga e pensa que é alemão!

Venha para o lado barriga-verde da força você também!

Atalanta, a Atlântida de santa catarina e seu lindo portal

Cquote1.png Eles me amam mesmo. Cquote2.png
Atalanta sobre terem posto o seu nome em sua homenagem

Atalanta é um município brasileiro do estado de Santa Catarina, em homenagem a deusa grega do sexo.

A sua história

Fundada em 1964 no mesmo ano em que a democracia do Brasil havia sido assassinado pela ditadura militar, foi colonizada por italianos e alemães, Atalanta sempre teve caráter agrícola e sedutor, sendo muito cultuado o sexo, mesmo sendo sexo gay e lésbico. Aos poucos, no entanto, a exploração de terra para a agricultura e na sua plantação de maconha foi degradando as matas ciliares, á margem do 11 km de rios do município, poluindo tudo o que for por lá. Em consequência, a cidade era vítima de constantes enchentes, sendo que seus lixos eram devolvidos para a terra através das inundações por lá.

Há 15 anos, a APREMAVI, uma organização não-governamental, conseguiu conscientizar os agricultores e moradores da cidade sobre a importância da preservação do Meio Ambiente, pararem de poluir e ficar apenas fumando seus baseados legais. Fruto desse trabalho, foram recuperadas 70% das matas nativas da cidade. Hoje, Atalanta mantém um viveiro que produz mais de 8 mil mudas/ano de mais de 70 espécies nativas praticantes de nudismo livre da região.

Seu destaque principal

Na sede da APREMAVI um viveiro produz 200.000 mudas por ano de 70 diferentes espécies nativas da região. Ou seja, é mais de 8 mil mudas criado naquela região, como se nos importássemos com isto.