Campo Grande, Augusto Severo, Campo Grande, Augusto Severo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Cquote1.png Você quis dizer: Quinto dos infernos? Cquote2.png
Google sobre Augusto Severo

Augusto Severo é uma cidade com grave crise de identidade, pois até hoje ninguém sabe seu nome, pois a Wikipédia diz que é Campo Grande, o IBGE diz que é Augusto Severo, os moradores chama de Campo Grande e a Desciclopédia chama de Augusto Severo, ou seja, uma zona só. A cidade é conhecida não apenas por seu nome não-fixo, mas também por ser lar de muita gente feia e ser um péssimo lugar para se viver. Cidade de gente que morre por uma política, toda época de eleição, é um caso sério, gente morta por todos os lados por comandos dos prefeitos da própria cidade.

História[editar]

Habitada originalmente pelos índios Pregas (que tinham esse nome devido à enorme majuba que possuíam) e viviam na atual serra de João Vale, todos estes foram obviamente mortos de alguma maneira cruel e esquecidos pela história, sobrando apenas os fazendeiros remanescentes que depois foram descobrir ser tarde demais brigar por aquelas terras sem fertilidade alguma cujo primeiro nome foi Campo Grande.

Todavia, quando o primeiro habitante da localidade pegou um livro de geografia e percebeu que Campo Grande era capital de um estado mais relevante e de natureza mais exuberante o Mato Grosso do Sul, o nome foi modificado em 1903 para Augusto Severo em homenagem ao maior corno do interior potiguar. Mas o povo nunca foi anunciado disto, então até hoje continuam chamando o local de Campo Grande, confundindo até a Wikipédia.

Em 2001 o nome da cidade mudou para Campo Grande, mas é tudo tão atrasado e lento que até hoje o IBGE não recebeu a documentação, e só a Wikipédia reconhece o novo nome.

Cultura[editar]

Vista da pequena cidade. Repare os animais que são bem comuns na rua.

Cidade famosinha por possuir pessoas super fofoqueiras que se importam mais com a vida dos outros do que com a sua própria, por isso fica difícil não ser conhecido naquela cidade, onde todos se vestem do mesmo jeito, fazem as mesmas coisas e ninguém pode ser diferente, se você chegar com alguma coisa que ninguém tem, como cabelo moicano ou jaqueta de couro, todos vão te olhar torto.

Uma gente que morre por uma roupa de marca e por festas que predominam o forró, as pessoas de lá vivem de luxo, passam fome para poder luxar na famosa via costeira (maior ponto de prostituição da cidade).

Política[editar]

Comandada pelo prefeito, que todos babam, todos temem o prefeito, e por isso só podem fazer tudo que eles mandam, se não perdem seu emprego. Na cidade é mais importante quem tem algum parentesco com o prefeito, onde o mesmo emprega toda a sua família, e rouba a prefeitura para dar luxo aos familiares, que constroem grandes mansões pelas redondezas da cidade.

Economia[editar]

A única coisa que desenvolve por lá, mesmo, são as pracinhas, andando pelas ruas de Campo Grande Augusto Severo, você encontra uma praça nova a cada 2 minutos de caminhada.

Bairros[editar]

  • Centro - Os moradores de lá se acham, moram às margens da igreja e por estarem em um bairro onde se encontra de tudo e tudo está localizado no centro. Bairro onde mora a maioria da burguesia da cidade, onde está localizada a mansão do ex-prefeito da cidade, porém são odiados pelos demais moradores da cidade, por serem privilegiados em tudo.
  • Alto da Capela - Bairro conhecido por possuir uma capela onde abriga em seus redores maconheiros, vadias dando o cu e um monte de gente mesquinha daquele bairro, um verdadeiro puteiro ao céu aberto, se acham importante por terem uma vista privilegiada de toda a cidade, considerada a rocinha do médio oeste. Dotada de gente pobre, que não tem onde cair morto, o alto da capela é conhecido por receber chacinas de toda a região, bairro perigosíssimo da cidade por possuir moradores traficantes e que não pisam no centro por não possuírem dinheiro para gastar por lá.
  • Alto da Esperança - Esperança de um dia ser desenvolvido, só se fala desse bairro quando se cita o hospital da cidade que está localizado lá. Está virando moda de morar nesse bairro, hoje em dia, quase todo mundo mora lá naquela comunidade onde todo mundo sabe da vida de todo mundo. Lá é costume a noite os vizinhos sentarem nas calçadas para falar da vida alheia. Nesse bairro também tem o famoso puteiro da cidade que se dá muito movimento, e fazendo da rua uma das mais movimentadas até de madrugada (horário de pico).
  • Alto de Santana - Mais um alto onde ninguém sabe onde fica, mas sabe-se que moram todo tipo de gente naquele bairro.
  • Conjunto Cohab - Localizado na zona sul da cidade. O pessoal daquele bairro pensa morar no centro, só por está as margens no centro da cidade. Bairro de classe média, tem o maior prazer de mostrarem uma quadra de esportes, que reúne todas as raparigas da cidade que estão afim de dar pro casados que lá jogam bola. Bastante frequentado por está praticamente ligado a Via Costeira (Grande centro de fudeção da cidade)
  • Conjunto IPE - Recém calçado, as pessoas de lá passam o dia nas calçadas dos outros para fofocarem, no fim da tarde, todos estão sentados nas ruas, vendo quem passa para depois tarem falando. Bairro conhecido por possuírem calçadas de 2 metros para evitarem que as águas dos esgotos entrem em suas casas quando chove por lá uma vez por ano. Bairro com alto índice de criminalidade, as pessoas desse bairro fecham as portas cedo: as 18 horas, por temerem andar nas ruas e serem abordados por pedófilos trobadinhas das redondezas ou dos bairros vizinhos como Alto da Capela.
  • Loteamento São Pedro - Tipico bairro "NUNCA VI, SÓ OUÇO FALAR" , tem pessoas que juram morar lá, mas nem moto-táxi e nenhum tipo de transporte faz o percurso até lá. Alguns falam está no fim da zona norte, muito além de um matagal, bairro inventado pelo padre da cidade, para distribuir casas (com um vão só) para famílias carentes da cidade, mas nem as próprias pessoas querem morar lá, bairro onde não se encontra nada, nada mesmo, só casa e mato. Também é conhecida pela predominação de lobisomem e chupa cabra, tais que apavoram crianças e até mesmo adultos retardados, claro, que juram ter visto um desses dois monstros.

Turismo[editar]

  • Via Costeira - Augusto Severo é a única cidade que não tem mar, mas tem Via Costeira. Maior ponto de prostituição, onde é possível encontrar prostitutas a espera de homens casados pra serem levadas para o Final Fantasy, motel na cidade vizinha. Em geral, a via costeira augustense é o palco das maiorias melhores festas da cidade. A população campo-grandense adoram, ainda mais agora que a via esta asfaltada e as pseudos locais podem desfilar com seus sapatos altos e com mais posses de dondocas. Nesses dias, antes e depois das festas o trânsito é infernal, e nos finais de semana passando pelo ponto, não se é possível nem ouvir os seus próprios pensamentos por causa dos paredões estrondastes dos carros. Mas se você procura lugar para se divertir na cidade no final de semana, vá a via, as pessoas lá são boçais e andam com o nariz em pé, também ouvem ótimas músicas dos novos repertórios de Aviões do Forró e Garota Safada entre outros como a mais nova sensação do momento Bonde do Barriu Brasil. O difícil é escolher que música dançar repudiar com muitas ao mesmo tempo. Até que dá pra se divertir lá, mas atenção cuidado com as raparigas moças que dirigem por lá, pois além de dirigir pior que sua vó mal pra caralho caramba, elas andam de 3 pra cima numa só moto (vai três no acento, uma no guidão, e a menor no tanque. Mas se forem espertas - ou loucas - podem colocar uma carrocinha de levar garrafões de água acoplado na motoca, e o numero sobe pra mais de 10).
  • Sítio Morcego - Todo turista que vem a cidade não pode deixar de ir. Apesar do nome levar morcego não se encontra nenhum por lá apenas banho de "bica", e de rio ou mesmo "açude". Com sua beleza, o morcego é também o ponto de encontro dos cachaceiros da cidade nos domingos, não esquecendo também das gurias retardadas que ficam por lá caída após o fim de alguma festa de carnaval.

Citamos também as orgias que predominam o lugar, falamos das festas populosas, o maior sucesso do sitio que é quase uma cidade. Atualmente, o sitio cidade é muito falado quando se trata de almoços feitos pela burguesia, professores, autoridades e etc, todos do município.

  • Praça João do Vale - A praça João do Vale localiza-se no centro da cidade, é umas das mais de mil que ela possui, também é a principal. Só tem acesso a ela os moradores do centro e bairros vizinhos. Famosa pelas suas árvores centenárias e destaque para uma mine lanchonete presente no meio. As vezes, os favelados do alto desce até o centro, ou mesmo rua como eles chamam, isso é quando tem algum evento e a mulecada de lá ficam correndo na agradável "pracinha" central.
  • Alto da Capela - Lugar onde os moradores dos subúrbios se reúnem para fumar todo tipo de baseado, além de ser ponto fixo para a perda das virgindades de mocinhas de Campo Grande. Tudo isso acontece quase que nas escadarias da capela que dá nome ao bairro, lá se vê quase toda cidade. Também bastante conhecido por ser onde tem a Escola Estadual da Cidade (se é que aquilo é uma escola) que so nao cai porque na cidade não venta forte. Os estudantes nem conseguem estudar direito so de olho no teto que pode desabar na cara deles, e tem o velho problema do futum dos infernos que sai da fossa que é mais velha do que tua vó que com certeza estudou nesse lugar.
  • Praça da Criança - Mais uma das milhares de praças existentes na cidade, mas com uma pequena diferença, é uma das mais novas. Aparentemente a praça é bem vista, com o pequeno detalhe que se localiza no bairro do Alto da Capela. Agora já viu né? A mulecada vai acabar com tudo, essa pracinha vai ficar igual a outra no bairro vizinho, todos os brinquedos sem uso, quero dizer, o balanço pendurado e a gangora presa no chão, somente em uso o "escorregador" que é de cimento.
Como é que eu chego lá?
  • Serras - João do Vale, e Cuó - Serras onde só olhamos elas, pois ninguém sabe como se chega lá.
  • AABB - Funcionar que é bom, NADA! Uns a chamavam de clube, mas ninguém realmente sabe que porra é aquela, o dono fechou aquilo por não ter mais gente frequentadora, além de suas piscinas nunca serem trocadas de água, podemos encontrar em suas belas piscinas, variados insetos , e alguns sapos mortos flutuando em suas águas poluídas. Além de ter uma péssima comida.
v d e h
RIO GRANDE DO NORTE
Bandeira do Rio Grande do Norte.png