Aurilândia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Aurilândia é uma minúscula, medíocre e desconhecida aldeia disfarçada de município no interior do interior de Goiás, é muito conhecida nas redondezas e proximidades como a "Fantástica Cidade dos Chupa-Cabras".

História[editar]

E não é que eles realmente se orgulham de ser capital da guariroba? Não rapre no pequeno erro gramatical, isso já é esperado dos aurilandenses.

Aurilândia foi fundada por alguns duendes da Xuxa na época da exploração portuguesa do interior do Brasil, apesar de ficar no lado espanhol do Tratado de Tordesilhas, quem disse que alguém se importava? Os bandeirantes, jesuítas, escravos e prostitutas que ali viviam exploravam o pseudo-ouro dos vários córregos locais, e assim surgiu um pequeno povoado denominado Santa Luzia que se dedicou a ser mais uma bostinha isolada no centro do Brasil.

Após o rápido fim do ouro que foi parar em Portugal (e depois no bolso dos ingleses), a antiga Aurilândia se dedicou à agricultura, modificando seu nome para Marilândia em homenagem ao Super Mario, padroeiro da cidade. Mas em 1949, sob nome Aurilândia é jogado fora de Paraúna tornando-se um município miserável independente e desde então faz figuração nos anais da história de Goiás.

Economia[editar]

Atualmente a fraquíssima economia de Aurilândia depende completamente do comércio de pamonha e esterco de porco para Anicuns. Apesar de ser uma cidade pobre e esquecida, é fato que seus habitantes mesmo assim se orgulham e acham muita bosta por serem conhecidos como a capital mundial da guariroba. Só pode estar de sacanagem né?

População[editar]

De acordo com o último ceso do IBGE, Aurilândia possui uma população de 3.000 analfabetos, sendo que 20% deles se mudam para Anicuns, 30% Goiânia, 35% Brasília e os outros 100% vão São Paulo ou Estados Unidos. Devido à crise americana de 2009 onde todos imigrantes foram demitidos e/ou assassinados, muito aurilandenses voltaram para casa tornando o ingrêis a segunda língua de Aurilândia.

Lazer[editar]

Cidade sem opção, o jeito é frequentar os inúmeros botecos locais, uma atração a parte da cidade. Os tradicionais botecos de Aurilândia, sempre servindo pinga e cachaça da pior qualidade, são um tradicional ponto de realização do famoso Truco Valendo o Toba, uma grande expressão cultural do interior goiano.

Turismo[editar]

Cidade de poucos pontos turísticos, há no centro o Auri Park, um parque fedorento onde os jovens da cidade se reúnem para fumar crack. É também local da realização da tradicional "Festa da Guariroba", uma festa junina fora de época onde é realizado o tradicional campeonatinho de arremesso de mamona e torneio goiano de fio-terra com guariroba.

Tradicionalmente realizada em maio, a Festa da Guariroba atrai muitos turistas (na verdade só roceiros de Firminópolis, São João da Paraúna e outras cidades tão sem importância quanto Aurilândia). Nesta festa as pessoas se reuniam para ouvir o pior da música sertaneja e tentar descobrir o que fazer com aquela guariroba toda, uma espécie de palmito horrível de morder.

Para os antes de gastar dinheiro em coisas sem sentido, pode-se viajar quilômetros até o Recanto Monte das Oliveiras Park Hotel (REMO), uma versão falida do que pode-se encontrar em Caldas Novas em termos de parques aquáticos e naturais, mas que mesmo assim reúne a nata da sociedade aurilandense neste ambiente bucólico (não espere encontrar pessoas bonitas ali).