Azerbaijão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


●Azerbajini Trunkads
●Califado Azerbajini
●Azerbaijão

Bandeira do Azerbaijao.png Azerbaijan coa.png
Bandeira Brasão
Lema: "Homonga Pirateen!" (Nós somos Piratas!)
Hino: Dança do Ventre Theme
War Deluxe.jpg
Capital Baku
Maior Cidade Osama's City
Língua Azerbajini, Rede Globês, turco
Tipo de Governo Califado
Calife Mohammed Bin Laden
Heróis Nacionais Osama Bin Laden e Capitão Gancho
Independência 24/11/1918 da Turquia
Moeda CR$ (Coroa Real)
Religião Islã
População s/d
Área Do tamanho da suíça de um lado, e ainda roubou um pedaço da armênia do outro lado (0% de água)
Analfabetismo 89%
PIB per Capita 10 USD/hab.
IDH 0.???
Fuso Horário AZT + 8 (Acre's Zone Time)
Clima Muito Quente
Site do Governo www.cia.gov [1]
Cquote1.png Aqui é muito mais seguro que a Argentina o Afeganistão Cquote2.png
Terrorista sobre o Azerbaijão

Cquote1.png Fui eu que fiz Cquote2.png
Osama Bin Laden sobre o Azerbaijão
Cquote1.png Isto non ecziste Cquote2.png
Padre Quevedo sobre a porção ocidental roubada da Armênia pelo Azerbaijão
Cquote1.png Estava em busca do Bambi quando passei por lá Cquote2.png
Oscar Wilde sobre sua rápida visita ao Azerbaijão
Cquote1.png Peru ou Turquia, eis a questão Cquote2.png
Shakespeare sobre com qual país o Azerbaijão faz fronteira

O Azerbaijão é um país do tamanho da Suíça, mas apenas em tamanho, porque em bolso é do tamanho da Serra Leoa. O país é famoso por exportar areia e importar produtos industrializados, como: café, roupas, holocrons jedi, sexolandêsas e terroristas. Encontra-se na divisão da zoropa com a Ásia. Luta ferrenhamente para ser adicionado ao tabuleiro de War como território.

Tabela de conteúdo

[editar] História

Capitão Gancho, Herói Nacional

Há muito tempo atrás, numa galaxia muito distante, Roberto Marinho jogava cartas com Osama Bin Laden. Frustrado de suas perdas, Osama prometeu a Roberto que um dia se vingaria, e então pulou em seu camelo e embarcou num cargueiro para a Via Láctea. Chegando aqui deu o nome do Azerbaijão de Azerbaijão, e pôs sua família como Califes da região.

[editar] Antiguidade

Na antiguidade o Azerbaijão foi dominado pelo Acre, e depois pelo Império Romano. Os califes nunca se submeteram ao Império, mas espertos como eram fingiram fazê-lo. Sendo assim, nos anos seguintes a tomada de Roma, os califes começaram a bancar as hordas de Mongóis a atravessarem as Cordilheiras que dividiam o Azerbaijão da Rússia, conhecidas como Alpes Suíços Montes Caucasianos.

[editar] Idade Média

Agora é só rimar com "cu".

Na idade média foram dominados pelo Império Bizantino, esse que declarou o Azerbaijão o "território mais ao leste possível, logo o Oriente". Isso veio a confundir muitos exploradores da idade moderna, que achavam que as Índias eram o Oriente. Porém um grande fato aconteceu, para a tristeza dos Califes, a Horda Mongol foi dizimada pelos alienígenas acrianos, e isso deu espaço para os Turcos Seljucídas Suicídas tomarem o Azerbaijão do Império Bizantino. Por alguns anos o Azerbaijão passou a se chamar Protetorado Turco-Azerbajini, mas com a tomada de Constantinopla, o Azerbaijão voltou a ter seu nome anterior, mas passou a ser uma província do Império Otomano.

[editar] Idade Moderna

Na idade moderna nada muito interessante aconteceu, os califes viraram amigos dos sultãos e começaram as orgias reais, onde os líderes trocavam suas coroas (daí o nome da moeda atual, Coroa Real CR$).

[editar] Idade Contemporânea

Assembléia de Alá no Azerbaijão.

Chegou a Grande Guerra, quando tropas azerbajinis se alistaram no exército turco-otomano para enfrentar uma onda maciça de ataques de ingleses, armados até os dentes com chá, de ataques franceses, armados até os suvacos de perfume e de ataques Russos, armados até os dentes de foices e martelos. Não demorou muito tempo para o Sultão Fui Ali Comprarsal Na'squina perceber que os azerbajini mais atrapalhavam do que ajudavam seus exércitos, então removeu as tropas deles em 1915 e promoveu o Holocausto Armeno, onde por culpa do Azerbaijão, os Armenos pagaram o pato.

Passada a Grande Guerra o Império Otomano deixou de existir e se tornou a República Turquesa, criando assim sentimentos nacionalistas nos azerbajinis. Mediante essa onda, o Calife Abdul Mohammed Osama resolveu remover Osama Bin Laden do seu sono congelado em carbonita, e assim o Azerbaijão proclamou sua independência no dia do aniversário do Clodovil, 24 de Novembro de 1918.

Aproveitando o Holocausto Armeno de uns anos atrás, o Azerbaijão roubou territórios armenos do oeste, pondo 3 tropas pretas, o que era suficiente.

Atualmente o Azerbaijão briga na ONU para ter seu território reconhecido no jogo mundialmente famoso, War.

Mais recentemente, o Azerbaijão e sua capital foram reconhecidos pela Universidade Anhembi Morumbi como um país, e esta espalhou um erro de marketing placas comemorativas pelo campus todo. Ninguém sabe o motivo, os alunos só sabem que a capital do Azerbaijão é Baku.

[editar] Cultura

Azerbajanêsa típica.

O Azerbaijão é conhecido por seus maravilhosos bordéis e suas maravilhosas casas de orgia. Cultura adquirida do tempo otomano, eles são especialistas nisso. Tratam as sexolandêsas apenas como serviçais, em quanto as Azerbajanêsas são as melhores putas profissionais do sexo do mundo, mas que por lei do Califado não podem ser vendidas ao exterior, muito menos ao ocidente.

[editar] Política

Azerbajini usando roupa típica que mistura a necessidade climática com a cultura nacional

O País é considerado um Califado Constitucional Teocrático, sendo o Mohammed Bin Laden Chefe de Estado, Chefe de Governo, Chefe das Casas de Orgia e Chefe da Malandragem Política.

A divisão dos poderes é a seguinte:

[editar] Executivo

Exercida integralmente pelo Calife e seus auxiliares

[editar] Legislativo

Constitui o Legislativo a Assembléia de Deus Alá, dividida em 3 casas:

  • A Casa dos Pobres: Eleita por voto censitário
  • A Casa dos Ricos: Apontada pelo Calife
  • A Casa dos Terroristas: Apontada pelo Líder da Revolução Islâmica do Califado, Vossa Majestade Osama Bin Laden

[editar] Judiciário

Al Corão e o corpo de espíritos falantes vindos do Acre

[editar] Religioso

Exercido pelo corpo de espíritos falantes vindos do Acre, conjuntamente com Al Corão e Vossa Majestade Osama Bin Laden

[editar] Moderador

Exercido integralmente pelo Líder da Revolução Islâmica do Califado, Osama Bin Laden

[editar] Subdivisões

Basicamente um total caos sem sentido com centenas de províncias, cada uma tentando ser autônoma.


[editar] Clima

O Azerbaijão tem um clima muito quente. As temperaturas não variam com a estação do ano na maior parte do território. Nas terras baixas do sudeste somente, as temperaturas médias variam entre os 20 graus no inverno e os 50 no verão. Nas cadeias montanhosas do norte e do ocidente, os dados são indisponíveis, dado que é lá onde os terroristas se escondem.

[editar] Economia

Um fiasco, exporta areia e importa café, roupas, holocrons jedi, sexolandêsas e terroristas.

[editar] Demografia

Um pedaço dos caras ficam no Azerbaijão mesmo, e o resto naquele pedaço que era da Armênia

As línguas oficiais são o Árabe, Azerbajini e Rede Globês. Uma minoria fala miguxês também

[editar] War

War I: A Onu fazia questão de pôr o Azerbaijão debaixo d'água por todos os problemas que o país havia causado no passado.

Como se sabe, desde sempre o Azerbaijão briga para ter um lugar no mundialmente famoso mundo jogo de War. A ONU nunca autorizou a entrada do Azerbaijão no War por motivos até hoje desconhecidos. Segundo Karl Marx a culpa é dos EUA, mas daí a veracidade das palavras do defunto são contestáveis.

[editar] War II

War II: Mesmo com todo o esforço o Azerbaijão se manteve debaixo d'água

O Azerbaijão então já no século XXI fez enorme pressão na ONU para que seu território fosse anexado ao novo War, o War II. Porém seus apelos não foram ouvidos e o novo jogo veio novamente sem ele.

[editar] War Deluxe Edition

O Azerbaijão em meados de 2005 fez a Coligação dos Países que Querem Entrar para o War(CPQEW), em conjunto com a Armênia e a Geórgia, conseguindo o apoio do Haiti, Taiwan, República Dominicana e Sri Lanka. Porém tudo foi em vão. Cuba se juntou a eles após o lançamento do War Deluxe Edition que a removeu do mapa.

[editar] War Império Romano

War Império Romano - A Redenção: Ainda que sem ser um território oficial, o Azerbaijão deixou de ser água. Disputas entre a Armênia e o Azerbaijão se acirraram por causa deste lançamento.

A Coligação se fez ativa para apenas os países originais (Armênia, Geórgia e Azerbaijão), já que o território foi reduzido nesse novo lançamento. O Protesto foi tão grande que a ONU finalmente resolveu ceder. Desta vez o Azerbaijão é terra, ainda que não formalmente um território do War. A Armênia conseguiu seu território histórico no tabuleiro, fazendo com que tanto a Geórgia quanto o Azerbaijão cortassem relações diplomáticas com a mesma, alegando ela ter subornado a ONU a colocar seu território histórico. Uma CPI está investigando o caso, e Capitão Gancho já falou que se nada for feito eles se unirão à Hugo Chavez contra os EUA.

[editar] Ver também

Flag-map Azerbaijão.png Azerbaijão
HistóriaPolíticaSubdivisõesGeografia
EconomiaCulturaTurismo

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas