Bário

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mordekaiser.jpg Este artigo é metálico!

Ele é revestido ou banhado a algum metal ou liga que se encontra na tabela periódica. Se você corroer este artigo, Mordekaiser vai exterminá-lo!

Cquote1.png Você quis dizer: Bar Cquote2.png
Google sobre Bário

Cquote1.png 56, 56! Cquote2.png
Enéas sobre o elemento 56

Bário é um elemento qui-mico considerado pelos nerds como um metal alcalino-terroso, mesmo não sendo encontrado livremente na terra. Seu nome vem do grego βαρύς (bares), que significa heavy metal.

É mais conhecido como o melhor amigo do césio.

História[editar]

Um mapa de 1337 mostrando o caminho da pedra filosofal, que resultou na descoberta do bário.

O bário foi descoberto primeiramente em 1774 por Mago Merlim durante a procura pela pedra filosofal. Ao manusear um pedaço de mortadela bolonhesa, ele extraiu um mineral de sulfato que era insolúvel em água. Devido à alta gordura saturada do novo mineral, ele foi chamado de "barote" (não me pergunte o porquê). Antoine Lavoisier achou o nome pouco fashion, mudando-o para barita, o que não fez a menor diferença.

Foi isolado em 1808 após um exame de hemodiálise de um inglês que ninguém conhece ou se lembra.

Características[editar]

O bário é um elemento metálico quimicamente semelhante ao cálcio, porém não pode ser adicionado ao iogurte porque é tóxico. Em sua forma pura é semelhante ao chumbo, ou seja, é facilmente vendável por comerciantes paraguaios como se fosse algum outro elemento menos inútil.

Alguns compostos do bário são reconhecidos pela sua elevada massa específica, mas ninguém se importa.

Aplicações[editar]

  • Utilizado em sistemas getter para a remoção de nitrogênio e oxigênio em tubos de vácuo, é um detergente do espaço.
  • Em forma de barita é usado na perfuração de poços de petróleo provocando desastres ambientais.
  • Em forma de carbonato é usado na produção de veneno para ratos e bullies, além de mais tijolos no muro.
  • Em forma de nitrato produz luzinhas fluorescentes para fogos de artifício e explosivos para atentados terroristas da Al Qaeda.
  • Em forma de sulfato pode ser ingerido no procedimento de raio X para que possam ver facilmente o que se passa dentro do seu corpo, sendo um dos caminhos mais fáceis para a dominação mundial.
  • Na forma pura serviu apenas para tornar rico o seu descobridor, que infelizmente já virou presunto.