Baependi

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Baependi é uma cidade? Cquote2.png
Uma das perguntas mais perturbadoras da humanidade sobre Baependi
Cquote1.png Na verdade, é um rio também! Cquote2.png
A resposta, ainda mais perturbadora que a pergunta
Cquote1.png Você quis dizer Coréia?! Cquote2.png
Google sobre Baependi
Cquote1.png Você quis dizer "hotéis em Caxambu" Cquote2.png
Sugestão do Google, após pesquisar os hotéis de Baependi
Cquote1.png A gente já chegou? Cquote2.png
Burrinho do Shrek indo à Baependi

Baependi é uma cidade de Minas Gerais que foi construída ao redor de um rio que todos da região usam como banheiro e depósito de todo o produto do trabalho deles. A cidade já teve outros nomes, infinitamente melhores que este e que poderiam garantir que os habitantes não sentiriam vergonha quando falassem o nome da cidade e tivessem que explicar como ela era e aonde ela ficava.

Enfim, eu acho que você não quer viajar paral lá, pois não está em um site turístico... Aliás, nem existem hotéis decentes em Baependi! Você nunca iria pôr seus pés naquela região!

Fundação[editar]

A cidade vista de longe. Mesmo assim, ainda parece pequena.

Foi fundada por dois Zé ninguéns que se diziam bandeirantes que vinham de Paraty, uma das cidades mais badaladas do Rio de Janeiro, além disso, é uma das poucas cidades que tem nome de um carro, uma barra de chocolate e um microondas ao mesmo tempo.

Então, quando disseram isso os caipiras nativos da região já estavam na palma da mão deles que mandaram eles começarem a fazer uma plantação e deixarem de vagabundearem. Os nativos pensaram que eles estavam dando emprego para eles, pois estavam dando sementes para eles plantarem e... Bem, toda aquela coisa típica de fazendas.

Quando terminaram de fazer tudo eles vieram aos dois zé ninguéns cariocas e disseram:

Cquote1.png Sinhô, nóis já plantamô tudo. Agora nosso pagamento! Cquote2.png
Caipiras pensando que vão receber algo
Cquote1.png Hã? Pagamento? Cquote2.png
Carioca percebendo que nunca mais vai poder pisar em Baependi

Os cariocas não sabiam nem como administrar o próprio pinto, como conseguiriam adivinhar que pessoas trabalhariam por dinheiro?

Cquote1.png Bem, a escravidão foi abolida e... Cquote2.png
Explicação mais plausível

Depois desse episódio, teria se dado o início a relação conturbada entre mineiros e cariocas: o porquê dos mineiros quererem se parecer tanto com os cariocas em todos os sentidos e o porqu~e dos cariocas não gostarem dos caipiras... Digo, mineiros.

Crescimento[editar]

A cidade só começou a crescer quando um madereiro de nome engraçado apareceu na região. O nome dele era Tomé Rodrigues Nogueira do Óóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóó. Sim, era bem esse o nome dele. Continuando, Tomé Rodrigues Nogueira do Óóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóóó começou a fazer o corte de madeira discriminado da região, sendo que em poucos anos o lugar já poderia se parecer com um lixão de Nova York daquele tempo.

De qualquer maneira, a cidade cresceu o suficiente para ser dependente do corte de madeira.

Cidade[editar]

Vários fatores que a cidade de Baependi tem são a religiosidade quase maníaca deles e os bairros, cada qual com seu próprio serial killer.

Religião[editar]

O único fator além dos bairros de Baependi que podemos falar, já que os outros fatores são ou inexistentes ou então irrelevantes.

A religião é muito levada a sério em Baependi, sendo que construíram várias igrejas. A cidade em suam é católica, mas podemos dizer que é evangélica pelo nível de fanatismo da região.

Bairros[editar]

  • Lavrinha: Nesse bairro fica o serial killer mais bã-bã-bã de Baependi
  • Ponte:Onde ficam os mendigos da cidade. O que justifica o nome do bairro
  • COHAB: O clube tem um bairro próprio!
  • Palmeira: Bairro que não fede e nem cheira
  • São Pedro: Bairro religioso.
  • Índia: Bairro que acha que é a Índia.
  • Piracicaba: Leia-se "picabrava"
  • Barro Vermelho:Aqui o cocô é vermelho!
  • Centro:O top dos tops