Baiano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!
Se não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.
E se você se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!


DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Este artigo vai ficar eternamente em construção, pois o criador, que é baiano, disse que só vai terminar quando estiver bem-disposto?

Cquote1.png Você quis dizer: Preguiçoso Cquote2.png
Google sobre baiano
Cquote1.png Você quis dizer: Nortista Cquote2.png
Google sobre baiano
Cquote1.png Você quis dizer: Povão Cquote2.png
Google sobre baiano
Cquote1.png Baiano fala "oxente" e come vatapá Cquote2.png
Robocop Gay sobre Baiano
Cquote1.png Agora renha, oxe! Cquote2.png
Baiano comentando uma riscada de faca com um conterrâneo (ou não)
Cquote1.png Na Bahia não há exclusão digital pois todo baiano vive frequentemente na rede! Cquote2.png
Censo sobre os baianos
Cquote1.png CADÊ-O-BAIANO?!? Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre o Baiano
Cquote1.png Na cara não,pra não estragar o velório! Cquote2.png
baiano sobre Capitão Nascimento
Cquote1.png ÊÊÊêêêee baianinho ééé! Cquote2.png
baiano sobre sobre filho de baiano
Cquote1.png Baiano cê vai morrêêêêêêêêê! Cquote2.png
Mamonas Assassinas sobre o Baiano
Cquote1.png Prefiro Morrer do que perder a Vida!!! Cquote2.png
Baiano sobre Capitão Nascimento
Cquote1.png Se Macumba desse certo, campeonato baiano terminaria empatado! Cquote2.png
Qualquer um sobre o Baiano
Cquote1.png Um Grande Revendedor da RAMC Cquote2.png
Fernandinho Beiramar sobre o Baiano
Cquote1.png Hei num habinadissu naminhaterra caba hômi é nói mehmu, vice? Arre....É pau mehmu!!! Cquote2.png
Baiano comentando Alguma coisa
Cquote1.png Ôxi! Eça misera num sabi neim comu o baiânu fala. Cquote2.png
Baiano sobre comentário acima
Cquote1.png Votem em mim! Vocês terão muito Emprego! Cquote2.png
Maluf sobre os baianos ou paraíbas
Cquote1.png Compre! Você precisa e quer! Cquote2.png
Mídia para os baianos ou paraíbas
Cquote1.png Filho duma puta! Por que não põe um fone e só você escuta isso? Cquote2.png
Você sobre os baianos ou paraíbas no metrô com celular pendurado no pescoço ouvindo axé sem fone de ouvido com som alto


Baiano 999.gif

Baiano é qualquer ser humano que more acima da linha da praça da Sé ou em Santa Catarina, que desembarca em São Paulo na Rodoviária do Tietê após 5 dias de viagem de ônibus com uma bagagem que inclui uma caixa com um tatu dentro, uma camisa do flamengo, sacos de estopa com roupas e documentos e dinheiro dentro de um saquinho na Cueca ou na Calcinha, além de um facão e um berimbau. Os mais preparados e bem-de-vida chegam também com um radinho AM, coisa rara no Nordeste, por exemplo, onde só se ouve o no Rio de Janeiro são conhecidos como Paraíba.

No entanto, devido à força de sua cultura, conquistaram adeptos no mundo inteiro. Ou melhor, a cultura dos baianos e paraíbas é natural do ser humano, e surgiu em diversos lugares do mundo. Observe que há baianos nascidos nos EUA (principalmente no Queens) e no Rio de Janeiro, e em São Paulo.

Hábitos de raíz[editar]

Um típico baiano
Carro típico de baiano
Sonho de consumo: boné tunado
Sonho de consumo: computador tunado
Sonho de consumo: tênis tunado
Sonho de consumo: ser o Vin Diesel ou esse aí do lado

Por nascerem em qualquer lugar, não podemos dizer que seus hábitos são locais, apenas que é vagabundo e preguiçoso. De uma forma curiosa, é uma espécie migratória que vem passar o inverno ou o verão no Sudeste. Apesar da predominância da região, pode-se dizer que os baianos vêm de ônibus ou avião em direção ao desenvolvimento, e vão ficando no meio do caminho. Por isso é comum ouvir que "somente os baianos mais ninjas chegam no Rio Grande do Sul", mesmo porque,não gostam muito de frio e são obrigados a desembarcar pra comer, e arranjam algum bico e vão ficando. Por isso, só os mais obstinados e preparados chegam ao sul onde geralmente costumam construir favelas e fumar maconha . E só os mais fortes sobrevivem ao inverno rigoroso(de -99 graus) do Paranáe de Santa Catarina, por exemplo, já que para a maioria deles o clima de São Paulo já é frio ao extremo. Sotaques:

  1. Chamam farol de "semáforo"
  2. Chamam xaveco de "queixar"
  3. Chamam contra-cheque de "holerite"
  4. Chamam catraca de ônibus de "roleta"
  5. Chamam Pebolim de "totó"
  6. Chamam sanduíche de "merenda"
  7. Chamam carteira (de motorista) de "habilitação"
  8. Chamam bolacha de "biscoito"
  9. Chamam ponte de "viaduto"
  10. Chamam algo fofo de troço que nem em Minas Gerais.
  11. Chamam mexer de "bulir"
  12. Chamam uniforme escolar de "farda"

Comportamento[editar]

É uma característica de todo baiano dar gritos agudos em qualquer horário, expressando todos os tipos de emoção. Alguns demonstram habilidade imitando sirenes de polícia, ambulância ou bombeiro. É um comportamento bizarro e sem explicação, mas que de alguma forma faz com que eles se integrem no novo habitat.

A qualquer momento você poderá ver um baiano dando um mortal na rua (ou melhor dizendo, um "macaquinho"), para provar que tem habilidade nas artes marciais, o que aliás, é um sonho de consumo baiano, que porém limita-se à capoeira - uma luta semelhante ao kung-fu, no estilo "bêbado".

Outro comportamento bem interessante é a "hibernação baiana":eles dormem em suas redes amarradas em coqueiros durante a maior parte do ano, e não levantam lá por nada nesse mundo. Quando chega fevereiro, a época do carnaval, eles acordam, vestem mais que depressa seus abadás e vão pulando para as micaretas da vida, porque afinal, baiano só é preguiçoso fora do carnaval. E é graças a imensa hibernação anual que eles têm energia para pular atrás do trio durante dias seguidos, quase sem parar, cantando, dançando, bebendo e participando de verdadeiros bacanais.

Todos os baianos ou paraíbas, sem exceção, gostam de:

O maior fascínio que se pode exercer sobre um baiano é o produto que estiver mais visado na Rede Globo, uma vez que este é o canal cultural favorito dos baianos, e ainda, chega a ser didático, ensinando como continuar peão no sudeste. Mas ainda assim, pode-se listar os produtos mais sedutores aos baianos:

  • Radião com botões enormes
  • PS2 ou PS3
  • Televisão de 50" e tela de plasma
  • MP10 e MP11
  • Celular com internet, GPS, calculadora científica, planilha Excel, agenda, voice-mail, lanterna e sirene
  • Tênis enorme e colorido, de jogador de basquete, de R$ 1.500,00 (original)
  • Relojão de pulso, com fundo verde
  • Katana, aquela moto de corrida
  • Katana, aquela espada de ninja
  • Katana, aquela que fica na esquina de noite
  • Eclipse, aquele carro importado
  • Computador de última geração para instalar jogos e internet
  • Boné de marca (original)
  • Óculos de marca (original)
  • Sofazão listrado ou xadrez nas cores azul, ocre, verde e vermelho.
  • Antena Parabólica para qualquer coisa sobre o barraco
  • Pulseiras e colares de ouro
  • Bike de alumínio com amortecedores, banco de gel, buzina, escova no cubo e fitas na manopla
  • Viajar de ônibus para os EUA, onde poderão comprar muitos produtos em Miami, onde todo brasileiro é um baiano para um estadunidense.
  • Black Label
  • Juicer Philips Walita
  • BBB, onde eles gostaria de participar e dar uns pegas nas minas selecionadas ao acaso.
  • Tinta loira para cabelo, coisa que a maioria dos baianos gostam de fazer, tem aqueles cabelos que parecem mola de carro e pintam o cabelo de loiro para parecer mais retardado ainda sulista.

Além de menos globais, mas já apropriados pela cultura deles:

  • Odeiam ser chamados de paraíbas ou pensaram que eles são da Paraíba.
  • Entrar nas Casas Bahia e comprar tudo o que se vende ali dentro.
  • Poder comer no McDonald's todo dia.
  • Comprar carrinhos controle remoto tunados, toalhas e lençóis de Carro tunado, roupas e quadros de carro tunado para os 15 filhos, e e artigos da Barbie para as três filhas.
  • Arranjar um emprego que exija o uso de terno, como Porteiro de edifícios de alto padrão, ajudante de segurança, pastor ou vendedor.
  • Adesivo de índia ou de caveira, do Taz ou do Pica-Pau pegando fogo. Os mais sofisticados aplicam adesivos de tiros de bala na lataria quando seu carro ainda não tem nenhum, e de kanjis.
  • Adesivo "É véio mais tá pago" ou "Os Patrões" ou Qualquer merda "Sound Film". Baianos nascidos no sudeste gostam de aplicar adesivos de "Voo a vela".
  • Descer pro Guarujá, quando em São Paulo, ou em qualquer praia do Rio, quando lá mesmo.
  • Camisetas com frases de efeito como "100% Black", "Tô feio mais tô na moda".
  • Ir a uma corrida de Fórmula 1 ou entrar num Carro daqueles
  • o Vin Diesel ou o Jean Claude Van Damme, que eles se identificam e gostariam de ser
  • Comprar produtos no Shopping
  • Criar cachorros ferozes, dizer que é pitt-bull, e levar pra cagar nas portas dos outros.

Algumas Piadinhas Sobre Baiano[editar]

Baianos da rede[editar]

Dois baianos estirados na rede:

- Oxente, será que tá chovendo?

- Sei não, véi...

- Vai lá fora ver, vai!

- Vai você...

- Vou não, tô cansado demais, véi...

- Então, chame nosso cachorro...

- Oxe, chame você...

- Ô Fernando Afonso!

O cachorro entra na sala, pára e deita de costas para os dois.

- E então, véi, tá chovendo?

- Tá não... O cachorro tá seco.

Baianos Apurados[editar]

Ô véi, veja aí pra mim...

A braguilha da minha calça tá aberta?

- Olhe... Tá não...

- Então vou deixar o xixi pra amanhã...

Taturana baiana[editar]

O baiano deitadão na varanda:

- Ô mãinha , a xente temos aí pomada, pra queimadura, de taturana?

- Porque meu dengo? Uma taturana encosto em ti, foi ?

- Foi não, mas, tá chegando perto...

Baianos assaltantes[editar]

Quatro baianos assaltam um banco e param o carro uns quilômetros à frente.

Um deles pergunta ao chefe da quadrilha:

- E aí, véi... Vamos contar o dinheiro?

-E pra que esse trabalhão? Vamos esperar o noticiário da TV....

Do Youtube Poop[editar]

um baiano fala com um outro dizendo sobre filmes de péssima qualidade e um Diz: - E aí, véi... se sabe qual filme ruim já passou com a Carla Perez? - Eu não sei como se Chama! Cinderela....BAIANA!!!! Hahahahahahaa!

Baianos na estrada[editar]

Três horas da tarde. Dois baianos encostados numa árvore à beira da estrada. Passa um carro a grande e velocidade e deixa voar uma nota de cem reais, mas o dinheiro vai cair do outro lado da estrada. Passados cinco minutos, um fala para o outro: — Rapaz, se o vento muda, a gente ganha o dia.



diálogo entre um baiano e um atendente em um mercado em São Paulo:

baiano - digaí,véi. Tudo massa?! O senhor tem um penico ai pra vender?
paulista - Penico? Mas o que é isso?
baiano - Aquele vaso que bota de baixo da cama, pra não ter que ir ao banheiro de noite
paulista - ahh, truta. Aqui a gente chama aquilo de bater o cagão.
baiano - Pois é então me de uma, que é pra eu encher de cagão dentro.

Ver também[editar]



v d e h
Seres que você encontra no Bandeira do Brasil Brasil

Geral: Branco - Caipira - Cigano - Extraterrestre - Negro - Nordestino - Paulista - Fluminense - Índio - Xavante - Nipobrasileiro

Regional: Acreano - Alagoano - Amapaense - Amazonense - Baiano - Brasiliense - Capixaba - Catarinense - Cearense - Fluminense - Gaúcho - Goiano - Maranhense - Mato-grossense - Mineiro - Paraense - Paraibano - Paranaense - Paulista - Pernambucano - Piauiense - Potiguar - Rondoniense - Roraimense - Sergipano - Sul-Mato-grossense - Tocantinense