Balsa Nova

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Placas-de-trânsito-engraçadas-1.jpg
Imagem 1711.jpg

Balsa Nova fica no Cú do Mundo

"Sua pesquisa - Aonde fica Balsa Nova - não encontrou nenhum documento correspondente."

Balsa Nova é um lugar que provavelmente fica entre o Quinto dos Infernos e a Puta-que-Pariu e não existe no mapa mundi

Então se você quiser encontrar foda-se venda o seu voto para o Dinho Costa que talvez ele conte


Gnome-searchtool blue.png Balsa Nova é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Se você já ouviu falar dessa cidade, não tem, pelo menos, dois dentes na boca.

Sciences de la terre.svg.png



Município de BandeiraBalsaNovaRT.jpg Balsa Nova

Bandeira de Balsa Nova [[Imagem:{{{ImagemBrasão}}}|125 px]]

Parana Municip BalsaNovasvg.png

LemaVotou em mim? Não?
Então morra!
Estabelecida 1961
Tipo de Governo Monarco-Anarquista
País Brasil
Estado Paraná
Prefeito {{{Prefeito}}}
Área 396,914 km²
População 11.294
Gentílico Pardeco
Hino Balsa Nova, cidade de merda criança


Cquote1.png Você quis dizer: Barquinho na embalagem Cquote2.png
Google sobre Balsa Nova
Cquote1.png Você quis dizer: "Pardeco" Cquote2.png
Google sobre Balsanovense
Cquote1.png Balsa Nova, cidade criança, teu futuro é riqueza e bonança... Cquote2.png
Parte de alguma música chata que nenhum balsanovense conhece
Cquote1.png Crianças, eu quero que em quanto nós estivermos em Curitiba, todos vocês fiquem de boca fechada e andem como se soubessem para ondem estão indo Cquote2.png
Balsanovense querendo parecer curitibano enquanto está em Curitiba
Cquote1.png Papai, papai, olhe lá. Um bando de capial, com camisa xadrez aberta, calça jeans suja, chinelo de dedo, uma espiga de milho no bolso, mascando fumo e de chapéu de palha Cquote2.png
Filho de curitibano sobre balsanovense que tenta parecer curitibano










Cidadão balsanovense mostrando que não esta nem aí para o artigo

Balsa Nova é uma cidade da Região Metropolitana de Curitiba mas também já foi uma embarcação que era usada para levar pessoas do tipo eu sou seu amigo de volta pra seus lares extraterrestres. Eles eram colocados na balsa gigantesca e iam até o primeiro farol que era encontrado, dalí dava-se o sinal para o ovni ir buscá-los e parar com a palhaçada dessas visitinhas.

História

Como isso começou

Repare que até a bandeira está sugestivamente navegando.
Foto inédita da embarcação balsanovense
Antiga casa de Balsa Nova, preservada com esmero.

Se achou que a introdução foi viagem, fique você sabendo seu mané, que é a mais pura verdade: Balsa Nova é na verdade uma balsa enorme coberta de muita terra e, pode-se também achar nela areia, isso porque foi litorânea por um tempo, porque não pode voltar para o lugar até acalmarem as enchentes... e essa é outra revelação que será feita mas, por enquanto só informações básicas: Balsa Nova, que agora é balsa velha faz divisa com Araucária (a cidade e não a árvore), Lapa, Porto Amazonas, Campo Largo e Palmeira (não a árvore que fique claro sempre).

Balsa Nova era uma embarcação que levava para longe tudo que fosse estranho, até mesmo extraterrestres e, esses últimos começaram a aumentar e como ninguém no Paraná gosta muito dessas coisas era o que mais ia na balsa para desovar onde melhor fosse ou onde fosse necessário. Com os E.T.'s era assim mais ou menos: Eles, igual a todos os lugares vinham para explorar, colher DNA e informações mas, como os paranaenses em geral não acreditam neles dizendo apenas: Ah, essa alucinação logo some... e davam risada, os E.T.'s ficavam tristes ou brabos, dependendo do gênio que tivessem e, olhem que extraterrestres em maioria não costumam ser sentimentais mas, asses acabaram sendo, então eles diziam: Minha casa... e, com porque o disco deles já havia sido desmontado e virado grelha para churrasco, os balsanovenses, que moravam mesmo em uma balsa por achar prático iam pelo rio até o mar e, daí para uma ilha onde os visitantes podiam dar sinal de vida e ser levados novamente,em geral esse sinalzinho era feito atravéz de um farol... ora, eles são avançados.

Assim sendo...

Depois de um tempo, as visitas estranhas ao Paraná cesseram e, Balsa Nova passou então a ser uma cidade fixa e não móvel, assim as pessoas foram se esquecendo disso e hoje em dia ninguém mais acredita que a cidade é uma balsa gigatesca e uma cidade móvel mas, alguns sabem porém, os estranhos visitantes agora estão mais informados e, costumam não ligar em ser chamados de alucinação, bem como sabem cuidar melhor de seu cu ovni.

A maioria acha que o nome Balsa Nova é um puro acaso ou uma história mal contada que é homenagem aà balsa de um tal Galdino Chaves mas, ele era sim um alucinado que fazia barquinhos em miniatura e em noia, achava que eles estavam navegando mas, o nome nada tem haver com isso, como esse povo gosta de inventar.


População de Balsa Nova

Meio de transporte mais utilizado em Balsa Nova

A população de Balsa Nova é constituída por 65% de bêbados, 25% de maconheiros, 45% de grupo da terceira idade, 15% de políticos ladrões (isso corresponde à todos os políticos da cidade), 8% de prostitutas (que trabalham na Lapa ou em Campo Largo), 75% de vagabundos, 25% de desempregados, 98% de caipiras, 5% de fazendeiros, 3% de plantadores de milho, 2% de plantadores de batata, 20% de gaúchos (todos são posers se é que se pode usar essa palavra), 15% de vileiros, 5% de emos, 20% de chupadores de rola cana e mais alguns bandos de insignificantes.

A população de Balsa Nova sofre um incrível efeito sanfona populacional durante o dia, da meia-noite às 6 da manhã a população é de mais ou menos 12.000 pessoas, essa é a população estimada da cidade, mas das 6 da manhã até as 6 da tarde a população cai para 3.000 pessoas; esse fenômeno acontece porque como não tem emprego na cidade, todos saem para trabalhar ou procurar emprego em Campo Largo ou em Curitiba, restando assim só os vagabundos, plantadores de batata, maconheiros (com exceção dos que foram comprar maconha em Curitiba) e estudantes que ainda não sentem vergonha da cidade e preferem estudar nos lixos de escolas da cidade ao invés de estudarem em Campo Largo (reparem que nem os políticos permanecem na cidade). Depois das 6 da tarde à meia-noite, a população volta ao normal, ou não.

Mas este não é o único efeito sanfona populacional que existe na cidade, existe um outro fenômeno demográfico que acontece de quatro em quatro anos, durante os meses de julho à novembro, a população, que como já foi dito é de 12.000 pessoas, sobe para incríveis 32.500 pessoas, e ninguém sabe o porque. Muitos falam que é porque os políticos compram votos das pessoas de cidades vizinhas e do norte do Paraná e trazem para cá para votar neles, mas na minha opinião isso é tudo fanfarrisse, o real motivo continua um mistério e provavelmente vai parar em algum livro de lendas e mitos.

Política em Balsa Nova

Eleitor balsanovense que acredita que a cidade ainda tem jeito

A política de Balsa Nova é do tipo "um mês antes da eleição 'vintão' na mão, no dia da eleição transporte pra votação mais 'deizão' na mão, depois da eleição abraço, beijinho e churrascão pros amigão e depois de assumir o mandato chute na bunda do povão".

Existem duas facções dois grupos que controlam a política de Balsa Nova, os "Peemedebistas" e os Caboclistas, que são os principais políticos (como se algum prestasse) de Balsa Nova, porém de vez em quanto aparecem outros loucos para se meter com essa cambada, como os "Viqueiros". Mas agora serão apresentados os principais grupos.

Quando chega alguns meses antes do dia de votação em Balsa Nova, a cidade vira uma praça de guerra, onde os dois principais grupos principais políticos disputam quem consegue convencer mais idiotas a votar neles. Cada lado político forma dois grupos, um de ataque e um de defesa. O de ataque visa conseguir convencer os eleitores a votar neles os comprando votos com cestas básicas mostrando suas propostas caso seja eleito. O de defesa visa não deixar o grupo rival distribuir cesta básica se certificar que o seu grupo chegue nas casas antes que os outros, como eles fazem isso? Vai saber! Você deve tomar muito cuidado na cidade quando chega a véspera de eleição, pois ela se torna um mini Iraque, onde tudo é resolvido na bala, de preferência, nem saia de casa.

Peemedebistas

Como dá para perceber pelo nome, eles são os políticos que representam o PMDB (Partido no Meio Da Bunda). Eles até poderiam ser chamados de "Dinheiros", pois são montados na grana. Nunca concorrem à muitas eleições seguidas, os motivos são porque eles sempre ganham e não pode um candidato concorrer a mais de dois mandatos seguidos, o outro é porque eles são sempre cassados e/ou presos e bandido não pode concorrer à eleição.

Raramente você vê um entre os 3 anos que seguem entre uma eleição e outra, pois estão de férias nas praias, em suas fazendas ou tomando conta das suas redes de hotéis em outros Estados. Porém quando estão na cidade, jamais chegue conversar com eles, principalmente se for para pedir emprego ou melhorias para a cidade, porque se você acha que o que o Kassab fez é loucura, espere até quando ver um peemedebista balsanovense com raiva de pobre.

Caboclistas

Exemplo de eleitores fanáticos balsanovenses

Cquote1.png Você quis dizer: Perdedores Cquote2.png
Google sobre Caboclistas
Cquote1.png Você quis dizer: Rubinho Barrichelo de Balsa Nova Cquote2.png
Google sobre Caboclo
Aqui acontece o contrário dos peemedebistas, sempre é o mesmo candidato que sai nas eleições, mas sempre com um partido político diferente, talvez porque o partido que eles escolhem para ser o principal tenha vergonha de sempre perder a eleição e expulse eles. Eles nunca se cansam de perder e estão sempre do lado do irmão gêmeo da Dercy Gonçalves, Caboclo. Eles adotam o lema de todo brasileiro "sou brasileiro e não desisto nunca", mas também adotam o lema do Rubinho Barrichelo "pra mim o segundo lugar tá ótimo".

Os caboclistas vivem sendo provocados pelos peemedebistas que falam que os chamam de corruptos e ladrões, mas na real, como eles podem roubar alguma coisa da prefeitura sendo que eles nunca se elegem (hahahahahá). Você pode ver facilmente um caboclista em Balsa Nova, normalmente ele esta sentado numa cadeira de balanço em frente à sua casa tomando chimarrão, ou jogando truco nos botecos da cidade, os que você não vê estão fazendo tricô e jogando bingo em algum clube da terceira idade.

Maiores conquistas de Balsa Nova

A moderna frota de ônibus de Balsa Nova
  • Construir uma ponte sobre o rio Iguaçu;
  • Ter seu nome falado em uma propaganda de incentivo ao voto em alguma eleição passada;
  • Ter seu nome falado pelo Ratinho durante seu programa;
  • Ter recebido a visita de Ratinho e Ratinho jr.;
  • Ter um mini-show de Fernando & Sorocaba;
  • Ter o prefeito que bateu o recorde estadual de mais mandados de cassação sem ser cassado;
  • Ter o prefeito que bateu o recorde estadual de mais mandados de prisão sem ser preso;
  • Um famoso ator do qual eu não me lembro o nome ter uma fazenda em Balsa Nova;
  • Ser independente de Campo Largo, embora seja só no papel;
  • Ter uma serra;
  • Ter a sorte de não ter sido fundada no Acre, pois assim não existiria;
  • Ter dois aeroportos na cidade (se fode aê, Campo Largo);
  • Ter duas grandes empresas que escravizam a mão-de-obra orgulham a cidade;
  • Ter uma linha de ônibus que te leve até Campo Largo (se não fosse por isso todos morreriam de fome, pois não conseguiriam trabalhar) embora seja a linha de ônibus mais lixo, velha, cara, que paga mal seus funcionários e que está fora dos padrões de qualidade;

Celebridades e pontos turísticos de Balsa Nova

Vista aérea do Cristo com a cidade de Balsa Nova ao fundo
  • Cristo Redentor
  • Ponte do rio Iguaçú
  • Parque Manancial
  • Bugre
  • Festa do Lixo Milho
  • Ônibus para Contenda (na verdade isto é uma lenda)

O que você deve fazer ao vir para Balsa Nova

Moradores de Balsa Nova, eles são um dos motivos para você não vir para cá
  • Dar meia volta e vazar
  • Nunca mais voltar
  • Vir armado
  • Trazer uma tesoura sem ponta
  • Trazer um GPS
  • Não falar com ninguém
  • Não trazer dinheiro
  • Estar preparado para correr
  • Estar preparado para morrer
  • Pegar o ônibus do Bugre
  • Não pegar o ônibus do São Caetano
  • Não ir na Prefeitura
  • Trazer uma barraca
  • Trazer suprimentos
  • Não ir no terminal de ônibus, principalmente se for para pegar o ônibus que vai para Contenda
  • Ir comer ou dar para alguém no Parque Manancial
  • Não ficar de bobeira na praça do Bugre
  • Não conversar com estranhos, principalmente se for um vileiro
  • Não ir na delegacia
  • Rezar para ter um ônibus o mais cedo possível para voltar embora

Os 7 Mistérios de Balsa Nova

A cidade de Balsa Nova é conhecida por ser esquisita e por acontecer várias coisa esquisitas nela, porém tem um grupo seleto de mistérios que intrigam (porque comeram muito trigo) e assustam a população, são ao todo sete mistérios que deixam qualquer um com os cabelos do cú da nuca arrepiados. Confira eles a seguir:

  • Ônibus para Contenda: Quem já teve a coragem de ir até o terminal de ônibus de Balsa Nova, provavelmente já reparou em uma placa sinalizando a parada de ônibus com destino à Contenda, mas a pergunta é, alguém já viu esse ônibus que vai para Contenda? Muitos dizem que um amigo de um amigo de um amigo já ter visto, mas ninguém sabe ao certo. Dizem que este ônibus existe e sai todas as sextas-feiras exatamente à meia-noite, e durante o trajeto, o ônibus passa por um túnel e nisso apagam-se todas as luzes, quando ela acende novamente, você esta deitado em uma cama de metal fria, com um velho retirando todos os seus orgãos, depois disso, a pessoa nunca mais é vista (então como sabem que isso acontece?).
  • O Cemitério de Vaqueiros da Divisa dos Bairros: Essa provavelmente os mais novos não saibam, até é capaz que tenham atravessado ele sem saber. Na divisa do bairro do Bugre com o Mineiros, existia um cemitério de vaqueiros, onde eram enterrados... vaqueiros e depois de algum tempo foi abandonado. Como o cemitério era na beira da rua e com uma cerca de madeira de mais ou menos um metro de altura para separa-lo da rua, muitas pessoas tinham medo de passar por lá, pois diziam que um espírito de um... vaqueiro aparecia pedindo ajuda para encontrar o seu gado e quem se negasse a ajuda-lo era apedrejado (WTF?), e outros diziam que ele aparecia gineteando em cima de uma vaca. Hoje esse cemitério não existe mais, provavelmente virou uma roça, como tudo em Balsa Nova.
  • O Banheiro do Bugre: Esse aqui é famoso e praticamente todo mundo já disse ter visto. Entre o posto dos correios e o ginásio de esportes do Bugre, existe um banheiro masculino aberto 24h por dia. Você pode se perguntar o que tem de errado nisso, mas pense, esse banheiro apareceu lá antes do imóvel ao lado se tornar o correio e esta separado por uma grade da cancha de esportes, então ele não pertence à nenhum dos dois, e porque um banheiro masculino foi construído sem nenhum banheiro feminino por perto, e ainda no meio do nada? O banheiro é tão tenebroso, que nenhum zelador se atreve à entrar lá para limpa-lo e muitos dizem que esse banheiro foi construído especialmente para cão.
  • O Homem Nú: Há algum tempo atrás, algumas pessoas que vinham de Campo Largo para Balsa Nova, diziam ver no meio do caminho um homem idoso nú pulando ao lado da rua, isso é uma coisa muito estranha, não? Dizem que na verdade, esse homem era um alienígena que veio de uma galáxia muito distante e tinha uma tecnologia capaz de mudar a aparência do seu corpo, o que ele o fez mudando para uma corpo de um idoso, e ele estava simplesmente tentando se adaptar ao estilo de vida terráqueo, mas deu um defeito no equipamento que mandava para ele as informações sobre o modo de vida na Terra, mandando apenas o modo de vida do Clodovil, assim o alienígena ficou louco e passou à interpretar errado as mensagens e acabou dando no que deu. Mas como tudo aqui nessa seção, isso é um mistério.
  • O Lagoão: Essa daqui você provavelmente também já ouviu falar. Dizem que entre a divisa de Balsa Nova com a Lapa, existia (ou ainda existe, eu não sei) um lugar chamado "Lagoão", dizem que esse lugar se movia livremente entre as duas cidades, ficando alguns anos em Balsa Nova e depois sem ninguém perceber desaparecia e aparecia na Lapa, depois de um tempo desaparecia da Lapa e reaparecia em Balsa Nova e assim por diante. Existiam dois tipos de pessoas que iam à esse lugar, as que iam por conta própria e as que iam obrigadas; as que iam por vontade própria, normalmente iam durante à noite e caso voltassem, voltavam com 1,50m a mais de altura, com o cabelo muito claro, pesando 50kg e falando de um jeito esquisito, engolindo dois "R"s de algumas palavras (exemplo, ao invés de falar "carrregar" como todo balsanovense, falavam "caregar"); as que iam forçadas, normalmente ficavam sumidas por um ano e quando voltavam, estavam trajados com uma roupa esquisita e colorida em verde, marrom e preto e muito abaladas emocionalmente, pedindo pelo amor de Deus para nunca mais voltar para lá.
  • O Gritador: Esse é um dos contos horripilantes balsanovenses, então se você tem coração fraco não leia, peça para alguém ler para você. Dizem que em uma caverna na serra de Balsa Nova morava um homem muito magro e alto que tinha em seus braços, penas de águia que formavam duas asas, e esse homem era conhecido por dar gritos altíssimos, capaz de se escutar à quilometros de distância, daí o seu nome "Gritador". Existem diversas histórias à respeito dele e aqui serão contadas algumas. Uma delas, é que se você fosse caçar em uma temporada que não era permitido, como a temporada de trepação dos animais, esse cara era avisado pelos animais e nisso ele saia em sua busca, para saber onde você estava ele começava a dar berros da caverna onde ele morava, como o seu grito era muito alto, podia-se ouvir em qualquer lugar do mato, como os caçadores eram muito idiotas e normalmente caçavam bêbados, respondiam aos gritos achando que era um parceiro caçador que estava por perto, e como o Gritador tinha também uma boa audição, ouvia os gritos dos caçadores e ia em sua direção, resultado, os caçadores acabavam tomando no cú. Outra história semelhante, era para quem plantava ou colhia em uma temporada que o Gritador não queria (ou mais ou menos isso), então ele passava sobrevoando a roça gritando e quem não desse no pé era levado por ele. E mais uma história que falavam a seu respeito, era a manjada, "criança que não se comporta, o Gritador come, pois ele é um pedófilo do caralho", essa apesar de ser manjada também é apavorante, dizem que ele pegava as crianças que não se comportavam e levava para a sua caverna, onde as comia (o sentido da palavra nunca foi explicado ao certo). A história do Gritador e a sua aparência, é muito semelhante ao demônio do filme "Olhos Famintos".
  • O Bugio Falante: Mais um mistério à respeito de caçador. Dizem que quem saía para caçar em noites de lua cheia, quaresma, sexta-feira 13, temporadas de não-caça ou qualquer papagaiada dessas, era seguido por um bugio macho e uma bugio fêmea (ou bugia, sei lá) que levava em suas costas um filhote, eles seguiam os caçadores para onde quer que eles fossem, e a fêmea ficava comentando com o seu marido e seu filhote o quão triste estava pelos atos dos caçadores. Os caçadores ouviam essa voz lá no fundo, mas não conseguiam ver nada, até que quando achavam, eles queriam de todo o jeito matar os bugios, porém quando os caçadores miravam para eles, tinham apenas uma chance para mata-los, caso errassem o tiro (o que segundo a história sempre acontecia), a bugia falava "Ah, filha da puta!" e os dois bugios começavam a jogar merda no rosto dos caçadores sem parar. Depois disso, os caçadores ficavam traumatizados e nunca mais conseguiriam caçar novamente.