Banco do Brasil

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
Cquote1.png Você quis dizer: Caixa 2 do PT Cquote2.png
Google sobre Banco do Brasil
Seguranças do cofre

Cquote1.png Você quis dizer: Banco do tio PaTinhas ou do Pizzolato Cquote2.png
Google sobre Banco do Brasil
Cquote1.png Você quis dizer: Tarifador de correntistas Cquote2.png
Google sobre Banco do Brasil

Cquote1.png Na União Soviética VOCÊ está o tempo todo com o BB!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Banco do Brasil

Cquote1.png Esse banco vai para a ruína moral!!! Cquote2.png
Pablo Abílio (Mão Santa), funcionário que mais contribui para os tópicos da comunidade do BB no Orkut

Cquote1.png Nem parece banco. Cquote2.png
Unibanco sobre Banco do Brasil
Cquote1.png Funcionários da preguiça. Cquote2.png
Ministério da Saúde sobre Banco do Brasil
Cquote1.png Quer vida mole? Vai trabalhar no Banco do Brasil! Cquote2.png
Felipão sobre Banco do Brasil

Missão[editar]

Ser um banco que explore ao máximo o povo, porém dando a falsa impressão que é útil para a nação, buscando o lucro a qualquer custo pra repassar aos cofres do Tesouro, servindo de fonte de recursos para manutenção da corrupção federal.

História dos livros[editar]

O Banco do Brasil (BB) foi fundado em 1808 pelo rei príncipe regente Dom João 24 VI, que, vindo ao Brasil para fugir das guerras que rolavam na Europa, promovidas por Napoleão Bonaparte, procurou trazer um pouco de civilidade pra colônia portuguesa enquanto a realeza ficasse por aqui, pois o lugar estava largada às traças naquela época.

Mas o reizinho não fundou o banco porque queria promover algum progresso para o matagal chamado Brasil, mas sim porque planejava fazer um pé de meia pra poder voltar pra Europa quando a guerra acabasse. O que inevitavelmente aconteceu em 1929.

Então o rei quebrou o cofrinho de porquinho, rapou todos os títulos e moedas, e voltou pra Portugal, promovendo a primeira falência do Banco do Brasil.

Pouco mais de duas décadas depois (1851), o endinheirado visconde de Mauá fundou um banco que, fora o nome, não tinha nada a ver com o que você acha ser o Banco do Brasil, pois tratava-se de uma instituição privada. Porém, por questões políticas daquela época, o banco fundiu-se com o Banco Comercial do Rio de Janeiro (1853), e refundou-se o BB, por conveniência federal, pois passaria a ser o banco emissor de moeda (entenda como instrumento para geração de inflação).

Esta logomarca que tanto simboliza dois "B's" cruzados, quanto um nó, que representaria a solidez do banco é uma mentira. Pois já faliu diversas vezes. Na verdade é uma estrela ninja que cortará a garganta do inadimplente ou correntista que estorar o limite do cheque-especial.

Em 1996, o banco quase foi pro saco por conta do Plano Real. Custo para salvar o banco na época: R$ 8 bilhões (que, saiu do bolso dos contribuintes, claro).

História paralela[editar]

Em meados de 1800, o cagão do rei de Portugal, Dom Pedro II João VI, ficou sabendo que Napoleão Bonaparte planejava se juntar com o Capitão Nascimento para invandir Portugal e fazer o terror por lá. O próprio Capitão Nascimento ligou pra ele e disse: Pede pra sair, porra! Apesar dos apelos insistentes de sua esposa (que era louca pra dar pro baixinho francês fedido), ele não se fez de rogado! Estufou o peito, e soltou um brado que pode ser ouvido em toda Europa: Fudeu, oh gajo!!!

Assim sendo, Dom João pegou a puta da sua esposa, e veio pro Brasil com toda a comitiva real. Chegando ao Brasil, Dom João descobriu as maravilhas desta terra. Foi responsável pela fundação de museus, clubes, puteiros, escolas, o Nxzero, deu uns pegas na Dercy Gonçalves, lançou o Silvio Santos no teatro e algumas coisas a mais. E então ele pensou: "daqui uns anos eu vou voltar a Portugal, mas não serei português ao ponto de voltar de mãos abanando. Vou fundar um banco pra juntar toda a pouca grana que essa gente tem, e quando voltar pra terrinha eu vou pegar a grana desse povo besta pra recuperar um pouco do estrago que a tropa do Bonaparte fez lá em Portugal."

Sendo assim, Dom João fundou o Banco do Brasil! Na época os imbecis que aqui habitavam viam a fundação do BB como um marco no desenvolvimento do país. Era o primeiro banco da nossa terra. E como brasileiro adora uma --putaria-- novidade e uma fila, colocaram todas as poucas economias que tinham no novíssimo banco. Aqui abaixo você pode ver uma imagem dos primeiros clientes do BB.

Típica fila para atendimento no BB...

Passados alguns anos, quando Dom João viu que a grana que os bestas tinham colocado no Banco do Brasil já era suficiente, pegou toda a grana dos babacas brasileiros e se mandou pra Portugal, depois que o Bonaparte enjoou de comer as portuguesas. Fazendo isso, deixou o grande pegador da historia do país, Dom Pedro I aqui assim foi embora do chamado Quinto dos Infernos.

Atualidade[editar]

Hoje o BeBê se caracteriza por ser o banco que melhor testa a paciência dos seus clientes. O tempo médio de filas nas agências é de aproximadamente de 2 horas e 33 minutos. Os atendentes dos caixas normalmente parecem não dar a mínima pra sua pressa, pois se der alguma "DIFE" eles terão que pagar tirando dos seus míseros salários..Os gerentes normalmente são gordos e carecas de terno que ficam suando a bunda na cadeira, enquanto você quase morre pra pagar os juros do cheque especial. Os caixas eletrônicos possuem identificacao por impressão digital, o que geralmente não funciona. O Banco do Brasil também é considerado o Banco com mais dinheiro roubado ativos do mundo, com cerca de 950 trilhões de dólares!

O BB também se destaca por patrocinar o vôlei de praia do Brasil. Ou seja, sabe aquela grana violenta que você paga de juros pro BB? Pois é. Essa grana é usada pra bancar aqueles caras que passam o dia na praia pegando um sol e fazendo exercício físico. Aí os caras ficam sarados, vão pra balada e pegam a sua mulher. Resumindo, você paga pro cara conhecer o mundo, ter mídia no planeta inteiro e pegar sua mulher. Resumindo, você é um idiota.

O BB é seu (ou não).

Normalmente, o presidente do BB é um baba ovo do Lula, que provavelmente tem conta em algum banco particular e que não dá a mínima se você não consegue pagar o empréstimo que você pegou no banco. As vezes um ou outro é denunciado por meter a mão na grana do povo, mas como desgraça pouca é bobagem, isso dura alguns dias na mídia, e logo vem um senador pra comer uma gostosa e pedir pra um lobista pagar a pensão pra ele. Aí ninguém nem lembra mais do presidente do BB.

Banco moderno[editar]

O Banco do Brasil tem uma verdadeira prateleira de supermercado de produtos e serviços quase inúteis pra você e soluções para problemas que você nem tem. Os produtos e serviços abaixo são encontrados em outros bancos também, com outros nomes, evidentemente.

Ourocap[editar]

Apelido do BB para títulos de capitalização, o produto é a menina dos olhos do seu gerente, e é o produto mais inútil para você adquirir. Você só tem a perder, pois o único apelo é a chance remotíssima de ser contemplado em sorteio de números da loteria federal. Se você não for contemplado - e certamente não será - você terá de volta bem menos que investiu, quer seja por plano mensal ou pagamento único, pois o produto não rende nada além da TR, muito menos que poupança, que seu gerente disse que ia render. Se você resgatar antes de 5 anos o prejuízo é ainda maior pois haverá abatimento no valor investido.

Brasilprev[editar]

Plano de previdência privada. Outra menina dos olhos do banco, o produto só serve pra quem tem dinheiro sobrando e não vai precisar da poupança tão cedo. O apelo do banco é que você pode abater da declaração do imposto de renda anual o valor investido. O que o seu gerente não informa é que esse abatimento está limitado a 12% da renda bruta anual e que esse benefício é diferido, ou seja, você pode pagar menos imposto de renda agora, mas, no futuro, vai pagar este imposto diferido (postergado), quer seja resgatando o Brasilprev, quer seja recebendo o benefício da renda.

Seguro Ouro[editar]

Se você for infeliz ou idiota de financiar um carro ou algum outro bem no Banco do Brasil você será intimado a adquirir um seguro-ouro qualquer-coisa. Saiba apenas que você não é obrigado a comprar o seguro do BB; mas se você não compra, você não consegue financiar pelo banco, portanto, se fodeu.

Pacote de serviço[editar]

Você paga uma tarifa mensal chamada pacote de serviço. Certamente você está pagando mais do que precisa. Faça o seguinte: um dia que você estiver meio puto, vá à agência e exija a tarifa mínima, qualquer coisa abaixo de 10 reais. Essa tarifa vai valer a partir do mês seguinte. Observe depois, com suas transações normais, se você realmente precisa de um pacote mais caro. Na grande maioria dos casos, você não precisa pagar ao banco por coisas que você nem utiliza.

Cheque especial e cartão de crédito[editar]

Ao contrário do propalado, não é nenhum favor que o banco te faz ao implantar um limite de cheque especial ou te dar um cartãozinho de crédito. Jamais peça um cheque especial ou cartão de crédito quando for abrir uma conta, pois o atendente vai condicionar a concessão desses créditos à aquisição de algum segurinho ou ourocap. Seu gerente tem meta de implantação desses produtos nas carteiras deles, e certamente sua conta terá esses limites implantados, exceto se você tiver restrição cadastral.

Banco na real[editar]

Chegue com 5 horas de antecedência.

O Banco é do Brasil, porém... primeiro o dim-dim do Tesouro (Governo Federal).

Contrariamente à propaganda da mídia, o Banco não é todo seu, aliás não é nada seu cidadão correntista ou usuário, muito menos seu, É do PT É do governo federal e acionistas minoritários.

Como o quando de funcionários, com uma PLR cada vez menor e com um salário irrisório, os funcis escriturários (os únicos que trabalham de verdade) são os únicos que ainda se preocupam com os clientes. Estamos na era digital, o banco não quer mais saber de atender nas agências clientes que não dão lucro nenhum.

Os funcionários sao iludidos pelos gerentes que se venderem/empurrarem Ourocap poderão crescer na carreira. Se você não for puxa saco e não der bola pra ninguém, você será escriturário a vida toda.

Os 15 minutos de almoço os escriturários são pressionados para tirarem depois que agência fechar, enquanto isso os gerente lancham de meia e meia hora e passam o dia todo falando mal um dos outros e conversando fiado.

O Banco é dividido por carteiras , o famoso " Carteirão" tem na sua maior parte não correntistas. Amparos sociais, benefícios, bolsas petistas, Pasep... Os verdadeiras clientes, os correntistas são obrigados a esperar uma eternidade por conta desses usuários que não dão lucro algum para o banco.

O banco atua como uma empresa privada, explorando seus funcionários e um ramo de atividade já suprida pelo mercado, e muitas vezes concorrendo com outras instituições do governo, como a CEF, por exemplo.

CF, art. 173. Ressalvados os casos previstos nesta Constituição, a exploração direta de atividade econômica pelo Estado só será permitida quando necessária aos imperativos da segurança nacional ou a relevante interesse coletivo, conforme definidos em lei.

Campanhas para arrecadação de recursos para desabrigados de enchentes só servem pra promover políticos que tem por obrigação evitar que tragédias desse tipo jamais tivessem ocorrido. E o BB ainda tem audácia de ficar pedindo contribuição dos seus funcionários mal pagos e explorados.

Ver também[editar]