Bandeira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Esse artigo fala daquele pedaço de pano, para a cidade mineira consulte Bandeira (Minas Gerais).


A bandeira é uma simbologia inventada no século XIX por filósofos que tentaram colocar um pouco de ordem entre os países do mundo, ou então para mostrar que você é um patriota, pendura uma bandeira na frente de sua casa.

Origem[editar]

A origem da bandeira é muito simples, que é uma coisa infantil e não necessariamente imoral. A Copa do Mundo de Futebol do século XIX era uma desorganização completa pois as seleções disputavam em campo com uniformes doentiamente multicoloridos ou mesmo desuniformizados. Haviam jogos em que ambos os times utilizavam os mesmos uniformes, o que gerava uma confusão tremenda tanto para os próprios jogadores quanto para os juízes.

Em certos confusos jogos, como não havia uniformes definidos, os árbitros estipulavam que um time deveria usar colete laranja e o outro as suas roupas normais. No caso de países subdesenvolvidos ou na ausência de possibilidade de haver coletes para todos jogadores (os 11 em campo), então o árbitro definia um time com suas roupas normais e o outro time sem camisa. Tal prática, atualmente um resquício das eras obscuras do futebol, ainda é muito comum no futebol de várzea e no jogo de bola (street).

Visando resolver todos esses problemas, um homem, chamado Pelé, nascido em 1845, propôs a primeira coisa que seria uma "bandeira", de forma losangular e branca, ele se baseara em um modelo de maiô ultracobertivo muito comum nas praias africanas da época. Sócrates, o filósofo que batia uma bolinha nas horas vagas (as horas ocupadas eram preenchidas por putas pagas) aperfeiçoou a ideia original e deu a forma retangular da bandeira, como ela é atualmente ainda vista por aí.

Utilidade[editar]

A existência da bandeira garante ordem às partidas de futebol entre seleções, e sua propagação entre todos os meios sociais também garantiu ordem às partidade de futebol interclubes, aos desfiles das escolas de samba, aos eventos cívicos estaduais/regionais e à declaração da Lua como propriedade particular americana.

Significado das Cores nas Bandeiras[editar]

Significados das Combinações de Cores nas Bandeiras[editar]

  • Azul e Branco representam o uso de cocaína em larga escala.
  • Azul e Verde representam o uso de maconha em larga escala.
  • Azul e Amarelo representam o uso de heroína em larga escala.
  • Vermelho e Branco representam a perda de virgindade vaginal e anal.
  • Vermelho e Azul representam macheza ensanguentada, o que siginifica "Guerra".
  • Preto representa Capeta. Não a bebida, mas o Satanás mesmo.
  • Vermelho e Amarelo representam comunismo ou MacDonalds.
  • Todas cores do Arco-Íris representam o Movimento Homossexual.


Galeria de Bandeiras[editar]

Ver também[editar]