Bandeira do Suriname

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Suriname
Bandeira do Suriname.png

Bandeira do Suriname é aquela mais inútil e desconhecida da América do Sul.

Tabela de conteúdo

[editar] Bandeira de 1959-1975

Alguém só se deu ao trabalho de confeccionar uma bandeira para este território inútil apenas em 1959, ano em que a Iniciativa Dharma comprou o Suriname para realizar experimentos com ursos polares e fumaças negras assassinas. Para a composição da bandeira, além de trazer o brasão da Dharma no fundo branco, a bandeira contava com algumas estrelas girando em círculos, o que representava a tontura que se abatia na cabeça dos pobres holandeses que eram designados a visitar este inóspito lugar que não havia nada a oferecer.

Em 1966 o Excelentíssimo Conselho Supremo da Nobreza Real Nobre da Realeza Neerlandesa da Holanda instituiu na bandeira do Suriname duas faixas compostas por três listras horizontais vermelho-branco-azul cada, simbolizando assim o Pringlesvlag com o objetivo de repudiar eventuais invasões de Mafagafos que constantemente atacavam os vilarejos surinameses.

[editar] Bandeira atual

A atual bandeira do Suriname surgiu em 1975 após a independência do país. Na falta de criatividade eles apenas pegaram a bandeira da Tailândia e mudaram as cores, e na frente colocaram o símbolo do país.

[editar] Significados

  • Verde - A faixa superior simboliza o Blanka, e a inferior simboliza os pântanos surinamenhos.
  • Branco - As duas faixas brancas representam o vácuo existente separando o mundo real do Suriname.
  • Vermelho - Simboliza a melancia, muito cultivada por lá.
  • Brasão - A caveira por cima de um distintivo de xerife é o símbolo do Suriname tal como é uma terra sem lei que ninguém sabe ao certo a quem pertence.

[editar] Evolução da bandeira

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas