Bandejão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png TONIGHT WE DINE IN HELL!!! Cquote2.png
Leonidas de Esparta sobre Bandejão
Cquote1.png Eu comia 5x por dia no bandejão!! Cquote2.png
Chuck Norris sobre Bandejão Central da USP
Cquote1.png .. e eu comia 94x por dia!! Cquote2.png
Pai Mei sobre Bandejão Central da UNESP Botucatu
Cquote1.png Esse eu não aguentava comer. Cquote2.png
Chuck Norris sobre Bandejão Central da UFSCar São Carlos
Cquote1.png Na União Soviética, o bandejão comeVOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Bandejão
Cquote1.png O meu filho não come essas coisas.. faz mal para as hemorróidas dele.. Cquote2.png
sua mãe sobre Bandejão
Cquote1.png XD é muito bom.. eu sempre faço esculturas!!!! Cquote2.png
Calouro da POLI sobre Bandejão da Física
Cquote1.png ...emos Cquote2.png
Oráculo sobre Bandejão

O Bandejão é um termo utilizado principalmente em instituições de ensino superior da rede pública para saciar a necessidade fisiológica de estudantes de graduação e de extensão latu e strictu sensu, bem como de colaboradores e curiosos que tem coragem de passar por experiência ímpar.

Resumindo, o Bandejão, também apelidado de bandejas, é o local onde se forra o bucho na faculdade.

Tabela de conteúdo

[editar] (des)Estrutura

A grande maioria dos bandejas (lê-se 99,998%) é composta de instalações arcaicas, cujas mesas e cadeiras são extremamente desconfortáveis, sem climatização e com densidade populacional acima da densidade medida na Índia.

As filas para poder se submeter ao arroz e feijão do bandejas chegam a medir quilômetros. Se juntássemos todas as pessoas que esperam sua vez nos bandejas da USP, de mãos dadas, teríamos alcance similar ao das lentes do telescópio Hubble.

Temos ainda métodos de controle de última tecnologia, compostas de tíquetes de papel impresso, facilmente confeccionadas em qualquer fotocopiadora. Para o atendimento e perfeito funcionamento logístico, temos funcionários altamente treinados para não sorrir, não responder a bom-dia, boa-tarde e boa-noite e não ajudar a achar lugar, a procurar temperos e/ou mesmo para lhe desejar boa-sorte ao ingerir altas taxas de proteínas animais (lê-se: insetos).

Finalizamos com um amontoado de bandejas, pratos e talheres sujos, com restos; um lixo comunitário para papel e qualquer outro material - orgânico ou não, sem direito a cafezinho ou um digestivo para amenizar o efeito bandejas.

página do estabelecimento em horário e frequencia atípica

[editar] Frequentadores

Bandejão suculento

Porém, o Hubble descança no silêncio no infinito enquanto nas filas do bandejas conseguimos observar uma variedade infinita de ecossistemas como engenheiros da POLI, bichos-grilo da FAU, seres do sexo feminino do ICB (lê-se sexo feminino por não serem definidas como MULHER, faltando atributos óbvios para tal classificação), entre outros sistemas fechados indefinidos como estudantes do IME - Instituto de Matemática e Estatística e da Física, entre colaboradores como professores, mestres e doutores que estudaram e dedicaram 50 anos de suas vidas para continuarem comendo no bandejas; também é visto outros seres como favelados em busca de comida barata (lê-se: eleitor do Lula), funcionários do baixo-escalão (que entram e comem em bunckers pois as faculdades públicas são de elite), sem esquecer, da FFLCH - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas que, pelo baixo padrão econômico e predileção por morarem na faculdade (em repúblicas no campus ou na grama mesmo), são frequentadores assíduos.

[editar] Degustadores

Os mais célebres alunos que degustaram a comida são:

  • Paulo Maluf, em seus anos de POLI, fazendo o curso na Civil de 'desvio de verba III' e 'oratória para otário II', o qual ganhou a presidência do grêmio e roubou todo mundo!
  • Dart Vader
  • Chuck Norris
  • Pai Mei, dizem que uma das brigas do milênio seria disputada dentro do bandejas da UFMG, utilizando os steaks de frango empanados e as laranjas-lima do pomar da faculdade de Agronomia, porém o Lula vetou a ideia pois ia atrapalhar sua visita a uma destilaria mineira.
  • Lula, quando operarário se fingia de estudante (coisa que nunca foi) para comer de graça.
  • Hello Kitty
  • Lindomar, para recarregar energia após aplicar L.A.I na tia da cozinha
  • Joselito, na larica após cheirar gatinhos no terreno atrás do bandeja, com os amigos da FFLCH.

[editar] Menu

O cardápio e a variedade é vasta:

Diariamente é servido salada (lê-se: mato), colhido nos fundos da faculdade de veterinária, onde animais sacrificados e usados como cobaias são utilizados como fertilizantes. A bosta que você faz na privada de sua faculdade também é adotada como NPK (fertilizante) da sua salada. A salada é lavada em um tanque de água reutilizada (lê-se: esgoto), principalmente da água de galerias da naval (onde não se troca água desde 1910).

Além da salada altamente nutritiva, temos uma mistura que varia entre:

  • restos de animais e
  • restos de vegetais

Os restos de animais são classificados como steak de frango empanado que é feito com restos de frango rejeitado pelo ICB para dessecação e experimentos, moídos e curtidos com bactérias da mão dos catadores, uma iguaria apreciada por muitos. Temos ainda picadinhos de boi tuberculoso, normalmente a carna reaproveitada (lê-se: resto da gordura do coxão duro), que é rotulada de strogonoff, servida com batata-palha (murcha, mas é iguaria apreciada). De vez em quando, alguns peixes da faculdade de Zootecnia são utilizados para se fazer filet empanado (outra iguaria apreciada).

Entretanto, a vedete dos frequentadores é o famoso creme de milho que normalmente acompanha um filet de frango. Em um estudo realizado internamente, determinou-se que a refeição possui cerca de 7.905 kcal por 100g, sendo 156 kg de carboidratos e 6.125 kg de gorduras totais, sendo 70% da famosa gordura trans. Extremamente nutritiva é feito com restos de milho (dados aos porcos) e um espessante não identificado (provavelmente natural da água da região, ou o pêlo do saco do feijão, ou o bigode da cozinheira, ou pura e simples porra), segredo de Estado.

Para acompanhar, temos um copo de suco (radioativo, pois o suco não se dissolve na água, independente da quantidade de água), e uma sobremesa (normalmente frutas vencidas). A sobremesa tem como prato nobre a gelatina, feita com agar-agar do laboratório de infectologia do HU - Hospital Universitário.

[editar] Menu Alternativo

Dizem que o melhor menu é o noturno, pois os funcionários de baixo-escalão privilegiam a classe, caprichando (lavando as mãos e não cuspindo na panela) nos pratos e nas porções.

Alguns frequentadores, levam de forma avulsa, uma garrafa de Tubaina. Porém como a maioria possui renda superior a 100 SM (salário-minimo), a Coca Cola é o preferido. A cerveja foi banida após uma briga entre o Chuck Norris e um aluno da física que desafiou a existência do Roundhouse Kick como sendo inferior ao efeito de uma bomba nuclear de fusão de hidrogênio, após a famosa recepção de bixos onde o calouro bebeu 24 garrafas de cerveja Cristal quente, em menos de 2'14 utilizando a tecnica do vortice.

A cachaça e destilados com graduação acima de 40% foi banida após o Lula beber demais e achar que a faculdade pública tinha que ser controlada exclusivamente pela União e que a imprensa e a opinião popular reprimida pela nova Lei da Censura que foi aprovada recentemente, com resalvas para o povo brasileiro (lê-se: idiotas), não perceber a manobra.

[editar] Feijão-Pedra

Além disto, o famoso feijão-pedra é sempre dado a um ou mais degustadores premiados que tem o dente lascado, ganhando automaticamente, direito à visita nos multirões de reparação dentária feito pelo curso de Odontologia. Ao final da refeição o premiado entrega seu comprovante (pedra) à gerência do estabelecimento e esta o dará um ticket Odonto. Existe uma teoria que os prédios próximos aos bandeijões são construídos com o entulho encontrado no prato dos premiados, ou seja, cerca de 3 dias para arrecadar a brita necessária para construir um andar de um prédio.

Técnica para conseguir o maior número de tickets Odonto: Se o estabelecimento for Self-Service faça:

  • Pegue firmemente na concha coletora
  • Raspe com força o fundo do bojo de feijão
  • Retire todo o caldo do feijão inclinando a concha na borda do bojo
  • Retire a camada de feijão superior inclinando mais ainda a concha

Este processo tem a eficácia alta uma vez que para cada um caroço de feijão duas pedras serão conseguidas. Se o estabelecimento não for Self-Service conte com a sorte apenas.

[editar] Tabela Nutricional

  • O próprio IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas, aferiu que a comida não é recomendada nem para os porcos.
  • A CETESB foi comprada por R$ 517 milhões para não divulgar os últimos laudos das refeições servidas.
  • Os nutricionistas estagiários não conseguem vaga em empresas de respeito e são fadados e assinarem documentos fraudulentos para fiscalização da prefeitura e da CETESB, dizem que estes indivíduos nunca mais conseguem colocação em empresas no Brasil, na Lua e em Marte, desgraçando 7 gerações futuras.
  • A quantidade de calorias ingeridas em uma refeição é capaz de gerar um peido de ordem de 1 tonelada de dinamite; o valor é aumentado caso o indivíduo tome o suco radioativo, coma a salada e tempere com a pimenta especial para portadores de hemorróida, o valor estimado chega a emissão de uma arma nuclear.
  • A quantidade de gordura total ingerida é capaz de atender todas as pastelarias do Estado de São Paulo.
  • A quantidade de micro-organismos em um prato só é superada pela quantidade de organismos ao longo de todo o rio Tietê enquanto corta a cidade de São Paulo.

[editar] Fatos

  • Um prato de bandeijão pode ser consumido (comprovado) em menos de 5 minutos por politécnios especialistas.
  • A reversa russa funciona perfeitamente quando diz que "O bandeijão come VOCÊ", principalmente em dias quentes.
  • Chuck Norris nunca comeu no bandeijão porque ele é americano e americano come melhor.
  • Pai Mei nunca comeu no bandeijão porque ele não gosta que falem do lado dele.
  • Quem estuda na USP e diz que nunca comeu no bandeijão ou é mentiroso ou é emo.
  • Estudos evidenciam que ao comer no bandejão por todo o curso em caso de guerra atômica sobrevivem você e as baratas

[editar] Citações

Alimento rico em proteínas, vitaminas, flocos crocantes e coberto com o delicioso chocolate Nestlé. Utilizado para estudar a resistência do estômago humano e não-humano em universidades públicas de todo mundo. Somente os mais fortes sobrevivem ao Bandejão.

Já foi a causa de inúmeras revoluções como a Revolução dos Estudantes em Paris e a Revolução Hippie nas universidades dos Estados Unidos, dizem que tinha um alface no bandejão de lá que deixava todo mundo locão. Mais recentemente causa da greve dos alunos da USP que já resultou no impeachement do Presidente da República.

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas