Baraúna (Rio Grande do Norte)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Braúna
"O tolete potiguar"
Bandeira de Baraúna-RN.png
Bandeira
Aniversário 15 de dezembro
Fundação 15 de dezembro 1981
Gentílico baraunense
Lema Vai a pé, vai a pé, sem dinheiro e sem mulher
Localização
Localização de Braúna
Estado link={{{3}}} Rio Grande do Norte
Mesorregião Ceará Potiguar
Microrregião Tentativa de Região Metropolitana de Mossoró
Municípios limítrofes Mossoró, Governador Dix-Sept Rosado, Quixeré, Jaguaruana, Aracati
Distância até a capital 317 Km km
Características geográficas
Área Não disponível
População 825,802 forrozeiros hab. 2015
Idioma Nordestinês
Clima mormaço, Quentura, Pegando Fogo, Deus me livre.

Cquote1.png Você quis dizer: Burraúna? Cquote2.png
Google sobre Baraúna (Rio Grande do Norte)
Cquote1.png Você quis dizer: Burros? Cquote2.png
Google sobre Baraúna (Rio Grande do Norte)
Cquote1.png Você quis dizer: Baraúnas? Cquote2.png
Google sobre Baraúna (Rio Grande do Norte)
Cquote1.png Você quis dizer: Cidade sem lei? Cquote2.png
Google sobre Baraúna (Rio Grande do Norte)
Cquote1.png Que que isso Baraúna? Cquote2.png
Tonico perturbando com seu carro de som
Cquote1.png Conheço muito Baraúnas! Cquote2.png
Mossoroense sobre Baraúna
Cquote1.png Baraúna Abestaiado! Cquote2.png
Baraúnense sobre o comentario acima
Cquote1.png Olha tem um artigo na internet sobre Baraúna! Cquote2.png
Baraúnense sobre artigo na desciclopedia
Cquote1.png Vai pra Mossoró? Cquote2.png
Taxista perguntando a qualquer um que tiver tomado banho
Cquote1.png Pior IDEB do Brasil Cquote2.png
Qualquer jornal sobre o sistema educacional de Baraúna

Baraúna, a testa do elefante, é uma sub-cidade potiguar que em dada época ficou ligeiramente conhecido porque seu time eliminou o Vasco na Copa do Brasil (só para ser humilhado posteriormente), aliás, o nome do time é Baraúnas, e por isto a maioria acha que o nome da cidade também é no plural.

História[editar]

A cidade nasceu quando alguém se embrenhou dentro do mato e resolveu morar isolado da civilização. O nome do bixiguento eu não sei, só sei que o sobrenome dele era Baraúna e ficou morando lá por falta de trabalho. Esse tal, montou o primeiro bar da cidade, já estreando esse ramo bem sucedido na cidade atraindo muitos cachaceiros vindos do Ceará. A cidade no final do Seculo XX recebeu imigrantes japoneses, único com capacidade inteliecual de explorar as precárias terras da cidade, tomando-as dos cachaceiros que trocavam suas terras por um "lito" se cana. A cidade também tem grande exportação de pistoleiras, vagabundos e cadáveres (basta digitar Baraúna-RN no Google, vai ver cadáveres de todos gostos nas imagens).

Clima[editar]

Quente tinindo por sua proximidade com Mossoró que está a dois palmos do inferno. A chuva evapora antes de chegar ao chão, o que provoca as estiagens. Quando faz 25 °C os caipiras dizem que estão congelando.

Economia[editar]

Só tem pobre fudido nessa cidade, menos os donos das fazendas e os políticos ladrões. Se for taxista também consegue arrancar uma boa grana dos trouxas da cidade que precisam ir em Mossoró todos os dias, mete o preço da passagem lá em cima e enfia um bocado de gente dentro do carro, logo logo você vai estar podendo comprar um carro zero sem preocupação nenhuma pois o povo da cidade é muito idiota e seus protestos são uma piada.

Todo lado que você se virar vai ter a bosta de um restaurante ou lanchonete porca e com lanches ruins. O Mercado público -ou Shopping Baraúna- é onde você come rodeado de moscas e bêbados, ambiente bastante agradável com afáveis garçonetes que não depilam o sovaco a 10 anos, sem contar na grande quantidade de lojas no seu entorno onde se vende todo tipo de imitações baratas, verdadeiro lixo a céu aberto.

População[editar]

A população de Baraúna é composta de 40% de bêbados, 30% de os chamados "homens da mizu", 29% de raparigas e piriguetes e 1% de agricultores, sendo que 5% dos bêbados são agricultores alcoólatras que trocam trabalho por cachaça.

Bairros[editar]

Se essa porcaria é a melhor avenida da cidade, imagina então o resto? (pelo menos esta é uma raríssima imagem de Baraúna onde não há algum cadáver com gore sensacionalista).
  • Centro: Tudo é centro, mas os metidos que moram na AV. Jeronimo Rosado enchem a boca pra falar que moram no centro.
  • Subestação - Conhecido como "bairro treze" por ficar isolado, é o mais esquecido.
  • Moinho Novo: - 50% Matutos, 20% Idosos, e 30% são de matutas dos pés sujos e interesseiras querendo arranjar alguém que pague suas contas. "oh povin fei"
  • Rua da Vara: - Local onde ninguém dos outros bairros ousa entrar, onde rola o trafico e localiza-se 40% dos bares da cidade, perdendo apenas para a Praça da Matriz. Apenas os mais corajosos traficantes e putas querem ir até o final dessa rua, também conhecida popularmente como "rua do cabáré" e não é pra menos, pois tem a maior concentração de cabarés da cidade.
  • Juremal: É o distrito mais "alegre" da cidade, o maior sonho deles é eleger Arimateia pra ver se Juremal vai pra frente, enquanto isso, só dá "ré no quibe".

Educação[editar]

Cidade cujos colégios particulares só tem pirralhos irritantes cuja única coisa que tem para se gabar é o de serem mais baratos do que os colégios de Mossoró, porém quem entra lá sai sem saber porra nenhuma, e quando chegam em Mossoró se fodem sofrem pra caralho, por que em Baraúna os professores faziam tudo pra eles passarem de ano de qualquer jeito. Não existe bebedouro nas escolas de Baraúna, há apenas um reservatório de onde retiraram, de um dos banheiros, e conectaram com uma torneirinha e os alunos bocós bebem com copos imundos de 0,99 cheirando a "chilito de cibola", pois não se dão nem ao luxo de comprar copos descartáveis pra que seus alunos bebam.

Já as escolas com Ensino Médio, para alunos que dos pais duros que não tem dinheiro ou não querem os colocar em escola particular de Mossoró, e onde uns idiotas estudam na esperança de que um dia eles entrem para o tão sonhado IFRN. Os alunos adoram matar aula e no final apenas cerca de 10% dos alunos se formam. Os que não morrem por acidente, são assassinados, enquanto as meninas engravidam antes de aprenderem a ler.

Cultura[editar]

O cenário musical de Baraúna é formado por muitos forrozeiros xexelentos fãs de Wesley Safadão, Bonde do Brasil e outras merdas, lotam as casas de show que acabam acontecendo alguma desgraça (além do show).

Já os rockeiros são todos uns posers ao extremo a ponto de gostar de Justin Bieber, Lady Gaga e Slipknot ao mesmo tempo. 99,9 % desses rockeirinhos curtem bandas posers como AX7 e Linkin Park. Quando tem show de forró, estes roqueiros vão e tem a cara-de-pau de postar no Facebook coisas do Roqui uins. O momento mais "Roquinrol" da cidade é quando passa o carro de som anunciando motovelocidade que sempre toca pequenos trechos das mesmas musicas: Smeel like teen spirit - Nivana (conhecido na cidade como "melow"); Its final countdown - Europe (conhecido na cidade com "pararapapararapampam"); Another brick in the wall - Pink Floyd (nem é conhecido); Sweet child o'mine - GnR (conhecido como "suíte acharam mãe")

A galerinha do reggae com sua pulseirinhas, passam o dia escutando S.O.J.A., falando sobre 4:20 só que são posers como os roqueiroa e na prática nunca fumaram nem orégano. É muito comum nas casas dessa galerinha radical a mamãe fazer leitinho morno antes de dormir.

O forró dos véi e sem dúvida a grande atração da cidade. As festas localizam-se ao lado do cemitério da cidade, ponto muito propício, já que sempre morre algum adolescente burro na saída (à procura de droga ou sexo).

Esportes[editar]

Devido ao calor escaldante, a OMS não recomenda a prática de esporte em nenhum horário em Baraúna, mas mesmo assim, um time de futebol chamado Associação Cultural Esporte Clube Baraúnas recusa-se a seguir esta recomendação e representa de forma precária o futebol da cidade. Até hoje eliminar o Vasco e chegar numas quartas-de-final de Copa do Brasil, em 2005, foi o máximo que já fez, só para ser humilhado na frente de todo o Brasil ao perder de 7x3 e depois 5x0 para o Cruzeiro EC.

Lazer[editar]

Praticamente 90% das ruas de Baraúna tem bar, e se você estiver andando de moto (transporte predominante) certamente irá ver bêbados caídos no chão em todos cantos.

Todo final de semana tem reunião de cachaceiros, e ficam geralmente na praça da matriz, mas isso não impede que os vagabundos e vadias cidadãos locais se divirtam fora de l, com carros de som na maior das alturas incomodando pessoas de bem. Muitas vezes morrem gente nessas festas, mas como tem muito otário na cidade, essas festas estão sempre lotadas mesmo assim.

Turismo[editar]

  • Praça da Matriz - Muito extensa por sinal, com bancos todos mal-acabados, onde noiados fumam suas pedras a vontade, pois os policiais são cabra frouxo demais, tem também uma ruma de crianças namorando com pedófilos, e adolescentes que gostam de encontrar amigos para falar sobre a moda teen'1' do momento ou outro assunto de guria retardada.
  • Furna Feia - Ninguém vai lá, a não ser pesquisadores chatos e arqueólogos. Também é conhecida por sempre tentar ser tomada por Mossoró (já que tudo o que presta, Mossoró quer tomar de Baraúna).
  • Praça Emidio Gama - Local onde tem um mini-campo de futebol, onde se juntam vários maloqueiros e rosqueirus satanistas que estão revoltadinhos por seus pais não terem comprado o novo iphone, e como em quase todo lugar da cidade, lá ficam vários pedófilos namorando com crianças.