Bariloche

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira da Islandia (1918 e 1944).png Este artigo é GELAAAAAADO!

Mamutes vigiam o artigo, então vá pra casa, coloque um casaco e beba um chocolate-quente. Cuidado com o Yeti e não lute contra Camus de Aquário!

Casa rosada.jpg ¡¡NO DJORES POR MI, DESCICLOPÉDIA!!

La hinchada del Boca Xuniors há assegurado que esto artículo és un lerrítimo arrentino porteño, y por eso, és lo más merrór de la Desciclopédia, así como Maradona és merrór que Pelé.


Cquote1.png Bem vindos, brasileiros! Hoje passaremos nos produtos Rosa Mosqueta, depois pararemos para vocês comprarem chocolate, seguindo para a loja de lembranças, paramos no meio do caminho para tirar uma foto com o São Bernardo. Se sobrarem 5 minutos talvez possamos tirar foto da neve... Com um pequeno preço extra, claro. Cquote2.png
CVC sobre Bariloche
Cquote1.png Tem alguma coisa para fazer aqui? Sim, ALÉM de gastar dinheiro. Cquote2.png
Você sobre Bariloche
Cquote1.png Tirar foto esquiando pra colocar no orkut, dããã. Cquote2.png
Patricinha sobre citação acima
Cquote1.png Vamos atravessar pro Chile? Cquote2.png
Pessoa inteligente sobre Bariloche
Cquote1.png Cada ano, milhões de turistas brasileiros vem conhecer o seu pai biológico Cquote2.png
Barilochense sobre Turistas Brasileiros

San Carlos de Bariloche é uma cidade quase Argentina, que se situa na entrada da região conhecida como Patagônia. No verão, como a temperatura é amena e agradável, a cidade fica desértica, com exceção apenas de seus 15 habitantes, sendo dois deles lhamas que imigraram da Bolívia. No inverno, em um frio de proporções ridículas, milhares de turistas brasileiros farofeiros com algum dinheiro sobrando vão se deliciar que nem pobre na neve (e torcer para não serem soterrados) ao delicioso vento de -15° C, enquanto compram e compram e compram... e compram. Assim como Buenos Aires, é um destino popular entre brasileiros que gostam de se meter à chiques e internacionais mas não têm dinheiro para um lugar que preste outro país.

Bariloche no verão
Bariloche no inverno

História[editar]

O nome Bariloche vem da palavra vuriloche, que significa povo atrás da montanha, porém, por causa do analfabetismo da população da Argentina (e talvez da ausência do som de V no espanhol) o nome acabou virando Bariloche. Em 1895, um tal de Carlos Fortalezamaisestranha (Karl Wierderhold), um imigrante alemão criou um armazém na entrada da Patagônia. Sete anos depois foi criada a prefeitura, e provavelmente a "cidade" continuaria só com essas duas construções se um bando de turistas não se interessassem pelo local. No século seguinte, poucas pessoas passaram pelo local, e as únicas que passaram queriam se suicidar no gelo.

Ao longo dos anos, a estrutura do núcleo urbano foi sendo delineada para o aproveitamento turístico, pois a antiga ideia de tornar a cidade um centro de torturas da Ditadura Militar não deu certo, porque nenhum soldado conseguiria resistir ao frio, quanto mais levar algum prisioneiro até lá. Dessa forma, o Ministério de Planejamento argentino, em um chute brutal, chegou a conclusão que a cidade seria um belo atrativo para turistas brasileiros, e resolveram investir somas enormes (uns 50 dólares) para torná-la digna de receber tão estimados visitantes.

Economia[editar]

A economia de Bariloche está dividida em dois setores bem distintos:

  • Turismo: Compreende 99.9998% da economia e ocorre principalmente no inverno, com a participação de brasileiros, principalmente.
  • Turismo: Compreende os outros 0.0002% da economia e está presente no inverno. Muitos brasileiros vão para a cidade nessa época.

Turismo[editar]

O turismo na cidade sempre ocorreu, mas mais e mais brasileiros invadem Bariloche à medida que a cotação do dólar baixa. Ele é efetuado principalmente pela Cvocê turismo, uma associação de mercenários que param o ônibus em qualquer loja que veem (vejam, essa é a famosa Terceira Banca Completamente Desconhecida Do Subsolo do Shopping Patagônia, por favor entrem e vejam se querem comprar alguma coisa.) pois recebem 10% de comissão. Os passeios mais populares são o Cerro Otto (sendo otto o cabra-homi mais hardcore da cidade, que atravessou a neve nadando aos 89 anos de idade), o Cerro Cathedral (POOOOOORRRRRRAAAAAA CARAI TA FRIIIIIIIIUUUUUU!!!) e O passeio pelo Lago Nahuel Huapi, onde você fica dentro do barco durante 15 horas para poder sair e ver um bosque-estilo-Bambi por 15 minutos. É claro que A Cvocê sempre arruma mais coisa, como a foto com um cachorro cuja bunda já ficou quadrada devido às horas que ele passa sentado (A foto com el perro es 20 pesos).

Festas[editar]

Bariloche conhecida também como brasiloche, é famosa por ser uma cidade/provincia brasileira dentro da argentina. Absinto liberado e lugares como o brasil tipo carnaval festas juninas .