Bascortostão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Bascortostão (em russo, Бackopтocтao) é a região argentino-basca russa. A sua capital é a cidade de Ufa.

História[editar]

Uma ofensa à cultura russa. A basílica não possui mais de 15 tons de cores diferentes, apenas as cores argentinas.

A região do Bascortostão antigamente chamada Argentostão, foi apenas uma região para aonde eram mandados argentinos mal-feitores (ou seja, qualquer argentino escolhido a dedo).

O povo argentino foi uma sensação por aqulas bandas, pois em toda vastidão da Rússia não há catimba ou pessoas marrentas. Por isso com o passar dos anos aquele povo passou a ser chamado e conhecido como Tostões, pois sempre se achavam o território mais rico e mais poderoso da Rússia. Posteriormente tostão se tornou sinônimo de dinheiro furado e catimba.

Com fama de país de deportados, o então Argentostão foi a região perfeita onde o governo espanhol deportou todos os integrantes do ETA e armarem posteriormente um falso cessar-fogo. O povo basco por sua vez conseguiu ficar longe da Espanha que tanto odiavam e os argentinos que já habitavam a região falavam a mesma língua e todos eram fãs de encrenca, então tudo ficou certo.

Recentemente em referendo, o povo mudou o nome da região em Bascortostão. Se acham o território mais importante, espanhóis e brasileiros são proibidos por lá e ninguém sabe falar russo.

Etnia[editar]

Um monte de gente apinhada. Todos em Bascortostão são castelhanos revoltados pseudo-espanhóis e se dizem new-russos.

Economia[editar]

Tostões de todos os tipos fortalecem Bascortostão. A cunhagem de moedas é a especialidade do país que não trabalha com notas. Essa tradição criou um fenômeno curioso, denominado Música das Ruas Bascortostanesas, que ocorre nos horários de maior movimento das cidades de Barcostostão, onde é possível ouvir um som altíssimo de vários tostões cintilando nos bolsos dos diversos transeuntes.

Geografia[editar]

A região do Bascortostão possui mais de 3.000 tipos de minérios diferentes. Produzem então desde tostões de ouro e prata, a tostões de alumínio, ferro, bauxita e plutônio.