Bastard!!

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bastard!!
暗黒の破壊神
Bastard!!.jpg
Protagonista do mangá em um momento de relaxamento
Gênero Metal, Porrada, Soft hentai
Mangá
Autor Kazushi Hagiwara
Divulgação Ultra Jump (a Shonen Jump era leve demais pro material)
Onde sai Sei lá!
Primeira publicação 1988
N° de volumes Até a última contagem, 26
Anime
Dirigido por Katsuhito Akiyama
Estúdio AIC
Onde passa Japão
Primeira exibição 1992
N° de episódios Era pra ser 8, mas parou no 6
Filmes -
OVAs -
DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...Enquanto você lê isto, Dark Schneider está comendo sua mãe. E isso considerando só o tempo desta frase.

Cquote1.png Você quis dizer: Berserk versão metal Cquote2.png
Google sobre Bastard!!
Cquote1.png E eu achei que eu que era enrolão... Cquote2.png
Kentaro Miura sobre Kazushi Hagiwara
Cquote1.png All the nation... Fuck the bucetation... Cquote2.png
Massacration sobre Bastard!!
Cquote1.png Puta merda, eu morro e essa porra não acaba?! Vá tomar no cu!!! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre Bastard!!
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Dark Schneider sobre Tia Noto Yoko
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Alexandre Frota sobre Tia Noto Yoko
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Torcida do Flamengo sobre Tia Noto Yoko
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Dark Schneider sobre Arshes Nei
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Dark Schneider sobre Kall-Su
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Dark Schneider sobre tua mãe
Cquote1.png Será ele meu pai? Cquote2.png
InuYasha sobre Dark Schneider.

Bastard!! é um mangá de porradaria e putaria muito antigo, cuja publicação teve início há 21.000 anos, inclusive com o seu primeiro volume publicado no alfabeto cuneiforme fenício, criado pelo mangaká canaanita Kazushi Rasgavara, o qual continua até os dias de hoje a enrolar com a história sem atingir qualquer conclusão. Aliás, diz-se que Hagiwara tem fama de enrolar tanto que algumas das tiras dos mangás de Bastard!! foram utilizadas para mumificar cadáveres de faraós no Egito. Nem quando o estúdio AIC assumiu pra tentar dar um jeito resolveu alguma coisa, conseguiram fazer apenas 6 episódios em 1992 e estão enrolando até hoje para lançar os dois últimos episódios. Por isso, caso você tente procurar por Bastard!! no Google, você só achará bandas de metal e hentai da década de 1990.

Um ponto de observação sobre o mangá é a imensa quantidade de mensagens subliminares colocadas por Satã, simplesmente para fazer propaganda de suas bandas favoritas e espalhar a filosofia Nerd Metal pelo mundo através das eras (o que explica por que o mangá continua a ser publicado até os dias de hoje apesar de todo o seu imenso evidente fracasso). Poucos conhecem o mangá porque Bastard!! é considerado uma coleção de textos apócrifos em 286 religiões diferentes, e portanto é banido em várias partes do mundo.

Em todo lugar que você olhar há um nome referente ao heavy metal. Por exemplo, em uma pedra no canto esquerdo do primeiro quadro da sétima página do capítulo 36 (volume 5, página 71) é possível ler atentamente a inscrição "Pharnassaparllarmenthanenthomohrphocollophorgottus"; Já no capítulo 18 (volume 3), tia Yoko derrota um inimigo com um feitiço chamado Gates of Metal Fried Chicken of Death.

Enredo[editar]

Dark Schneider usando os poderes que aprendeu com Ozzy para derrotar mais um pagodeiro asqueroso.

Tudo começa numa terra distante chamada Terra do Metal, mais especificamente no reino de Metallicana, um local sagrado onde música ruim não é permitida e funkeiros, axezeiros, forrozeiro e barangueiros são todos queimados na fogueira como os hereges que são. O reino, todavia, está na mira de uns sacerdotes safados que querem fazer com que Zezé de Camargo & Luciano façam um show ali, algo que os habitantes mais tradicionais querem evitar a todo custo, temendo que isso poderia ser porta de entrada para coisas ainda mais piores, como Cláudia Leite e Pablo Vittar. Esses seres malignos que desejam destruir a Terra do Metal querem destruir o mundo com sua música ruim para reviver a antiga deusa da cocaína, um pó branco parecido com Anthrax mas que mata em igual escala, essa deusa da putaria viria para espalhar a AIDS no próximo carnaval, e seu nome é Putanitta, uma vagabunda que entre muitas maldades incentiva criancinhas a rebolar igual um bando de biscate no cio, e assim passarem o resto da eternidade à base de sexo, drogas e funk.

Um grupo de amantes de rock n' roll, ou seja, nerds, percebendo o perigo que a Terra do Metal passava e como a música ruim estava dominando as massas, muito graças a um terrível demônio chamado KondZilla, para impedir isso, uma roqueira tradicional chamada Tia Noto Yoko, uma sacerdotisa amante de jazz e blues, mas praticamente tão safada quanto os vilões já mencionados, decide contratar um capanga de dupla personalidade, o tal do Dark Schneider, que ora se comporta feito capanga ora torna-se oc afetão da Tia Noto.

Os dois então partem numa eletrizante aventura pelo submundo, precisando enfrentar monstruosidades terríveis tais como glutões como Geisy Arruda e demônios em geral como Pablo Vittar, MC Brinquedo, MC Melody, Caetano Veloso e muitas aberrações. A pressão em precisar lidar com tantas disformidades da natureza foi tamanha que o autor ficou maluco durante a criação da obra, pois precisou, por livre e espontânea vontade, escutar todos esses lixos e isso od eixou maluco, assim o mangá nunca terminou, justamente no momento em que a grande vilã da história, a Putanitta (Porno Dianno em japonês), apareceu no último círculo do inferno para ser comida pelo Dark Schneider.

Personagens[editar]

Dark Schneider
O puto fodão da história, é um mago que na juventude fora treinado por Ozzy Osbourne, Euronymous e outros dos maiores mestres do universo, tornando-se um machista viciado em estupro e outras coisas das quais fazem ele herói só no Japão mesmo. Seguindo os passos de seus grandes mestres, Dark Schneider (DS para os íntimos) tornou-se um estuprador de marca maior (ocasionalmente pedófilo se surge a oportunidade), tendo como objetivo final a conquista do título de "Omaior comedor de bucetas do Universo!!", nem que para isso tenha de detonar o mundo inteiro e espancar quantas mulheres gostosas for preciso. Sua ruína, no entanto, veio aos seus 15 anos de idade, antes do início da história, pelas mãos de um anão dinamarquês que o processou por ter baixado 5000 .mp3 em menos de 15 dias causando assim um déficit assombroso aos cofres de Metallicana. Como não tinha um puto pra pagar um advogado, para escapar da prisão, Dark Schneider lançou um feitiço poderoso o suficiente para selar seu corpo e alma em um menino emo e afrescalhado, mas não sem antes jurar devastar os hímens de todas as moças de bem pelas próximas gerações, proferindo a nefasta proclamação: Lay down your souls to the gods rock n' rooooooolllll!!!, e assim Dark Schneider passou a viver dentro do corpo de um garotinho tímido e meio assexuado. Anos depois a baixaria se instalou no mundo novamente com a vinda do funk tentando arruinar a Terra do Metal, e sem saber o que fazer, uma prostituta chamada tia Yoko, guria retardada por vocação, achou que Nintendo DS seria capaz de botar ordem na casa, e liberou-o do corpo do garoto, para infelicidade sua e de todos à sua volta.
Tia Yoko, pronta para ser enrabada mais uma vez.
Tia Noto Yoko
Uma stripper e puta de luxo profissional, declara ser "80% azeite de oliva extravirgem" apesar de já ter dado para todo mundo (e contando, já que a série ainda não chegou no final). Sua principal função na série é ficar de pernas abertas à espera do primeiro que a quiser vir comer. Nas horas vagas, quando Dark Schneider está dormindo, a tia Yoko alicia Lushe para conseguir um troco a mais e quem sabe perder as pregas do cu, já que Schneider só quer saber de buceta e não faz outras coisas. E não é que até o moleque emo e educado aceita numa boa comer a Yoko! Apesar de parecer, "Tia" não faz parte do nome dela, todo mundo a chama assim porque ela faz com muito carinho, independente do que seja ou com quem seja.
Lushe Lenlen
Um moleque emo pederasta no qual Dark Schneider deu o azar de encarnar. Todo mundo fica surpreso quando aquele pivete retardado assume ser o Lucifer, antigo rei do inferno, que entediado de ficar comer súcubos o dia inteiro, decidiu reencarnar como um shotacon em busca de aventuras mais diversificadas.
Arshes Nei
A outra grande vadia da série, alternativa para quem já cansou de só comer a Yoko. É uma maga elfa afro-descendente (no caso, uma drow), devassa até o caralho dizer chega, a começar por suas roupas de puta de esquina. No passado costumava ser um dos brinquedos sexuais de Dark Schneider (de quem ela era filha, imaginem! Além de tudo o cachorro pratica o incesto!), mas o que ela curte mesmo é colar um velcro com a tia Yoko, por isso entra fácil para o grupinho de aventureiros de Dark Schneider.
Gara
O ninja mais indiscreto destas bandas, foi burro o suficiente de falar na cara de DK DS que ele é quem tinha comido a tia Yoko primeiro, dando a entender que Dark Schneider se esfregou na rola dele indiretamente, já que ambos não usam camisinha. Como consequência, o idiota foi condenado a passar o resto da vida só na vontade,

nem uma bronha poderia tocar mais pois teve o seu braço decepado. Foi só quando cresceu pelo suficiente na outra mão que sobrou que Dark Schneider colou, com seu cuspe, o braço de Gara de volta.

Kall-Su
Quando Dark Schneider está tocando o terror nas surubas, é ele quem assume o papel de viado passivo da turma. Até mesmo SS DS já lhe afrouxou as pregas mais de uma vez, fazendo assim dele o segundo sujeito mais foderoso do mundo (claro que o fato de ele ser filho do Matt Barlow com o Jon Schaffer também ajudou bastante, apesar de os dois se negarem até hoje a fazer o teste do DNA) - levando sempre em conta que Chuck Norris mora em Oklahoma, em um outro planeta longe da civilização.
Rarz Uru
Outrora o anão dinamarquês responsável por processar Dark Schneider, capaz de degolar legiões inteiras de soldados com um único solo de bateria, agora está reduzido a um filhote de dragão batedor de latas.
Abigail
Esse já se entrega desde o começo: Só o fato de ter nome de travesti já indica a opção do sujeito. supõe-se que ele (ou ela) era pra ser um dos vilões da história, mas como não tem nenhum herói aqui, só fica em cima do muro. Está sempre usando corpse paint por ser feio pra caralho. Já morreu (antes ele do que eu).
Von Jobina
O saco de pancadas da série. Apesar de estar coberto de armadura da cabeça aos pés, só aparece pra tomar Noku.
Princesa Sheela
É a princesa de Metallicana, que não pensa em mais nada da vida a não ser dar o furico para Dark Schneider, de tão apaixonada que ficou por ele. Bem, cada um com seus problemas.
Putanitta, a grande vilã final dessa saga épica inacabada.
Porno Dianno
A líder suprema dos funkeiros, axezeiros e forrozeiros, conhecida no Brasil como Putanitta, é uma funkeira de renome nacional, protegida pela mídia e todos veículos de informação, ela é a grande responsável por influenciar as criancinhas de todo país a rebolarem feito bichas. Por ser a Rainha do Submundo (Funk) ela obviamente está nem aí para reputação e se comporta feito uma biscate o tempo inteiro. Após 140 capítulos finalmente Dark Schneider encontra a maior puta de todos os tempos para o embate final. Putanitta tem o poder de transformar seus oponentes em centenas de chibis, o que ela não esperava é que em sua forma encolhida Dark Schneider fosse se penetrar em seu ânus, fazendo-a gozar. O que acontece depois disso nunca saberemos, pois o mangaká ficou tão traumatizado com sua própria obra que abandonou a história por ali mesmo.

Ver também[editar]