Batalha de Rande

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Este artigo é relacionado à história.

Não estranhe se ler que a Guerra dos Cem Anos durou foi 116.

Viado.JPG

Cquote1.svg Você quis dizer: Batalha de Vigo Cquote2.svg
Google sobre Batalha de Rande
Cquote1.svg Você quis dizer: Batalha dos rangers Cquote2.svg
Google sobre Batalha de Rande
Cquote1.svg Hahaha! Cquote2.svg
Espanhóis sobre Galeão afundado

Batalha de Rande/Batalha de Vigo (é a mesma coisa) foi uma de várias batalha naval que ocorreram naquela época, teve lugar no Estreito dos Rangers e na Enseada de São Timão, no interior da Ria do Celta de Vigo, na Galiza, em Espanha. O evento ocorreu em 23 (muitos dizem que foi dia 24 devido aos franceses estarem no meio)de Outubro de 1702 e defrontou às esquadras das coalições anglo-holandesa e hispano-francesa, enquanto ocorria a Guerra de Sucessão Espanhola.

Como começou[editar]

Os anglos-holandeses planejando o ataque (ou eles estão atacando?).

Em uma época bem distante galeões espanhóis escoltado pelos franceses lotados de ouro roubado da América entraram no CT do Celta de Vigo em 23 de setembro de 1702. Eles refugiaram-se no fundo da ria, na enseada de São Gibão, passado já o estreito de Rande protegido pelo castelo do Cordeiro ao Norte, e o dos Rangers, ao Sul, ao invés de dirigir-se ao porto que fazia negócio com o Novo Mundo, acabaram errando o caminho por causa do capitão ser português e por isso foram em outra direção se afastando de Sevilha, enquanto isso os anglo-holandeses descobriram a localização da esquadra dos toureiros e dos não-tomadores de banho.

Planejamento[editar]

Os anglo-holandeses, sob o comando do almirante George Foreman, planejaram um ataque sapo, ou seja dominariam com as tropas de infartaria da marina as defesas de terra,e eles conseguiram uma vez dominados os castelos do Cordeiro, em Desmaio, e de Rande, no outro extremo do estreito, só atacar com a frota.

ATACAR!!![editar]

Em 23 de outubro os "holandeses-ingleses" atacaram os espanhóis com suas poderosas banheiras. Os navios ingleses ultrapassam a fronteira barricada que fechava a passagem para São Simão e batalham com a marinha dos fedorentos franceses. O carregamento de ouro, prata e outras bugigangas estava embarcado em três galeões de combate e de catorze navios mercantes. A má disposição dos navios espanhóis e por haver preguiçosos demais nos navios fizeram que em menos de 10 horas de batalha os tomadores de chá vencerem. Com isso os franceses fugiram e deixaram os galeões espanhóis em chamas deixando via livre para os anglos-holandeses roubarem o tesouro.

O que sobrou dos galeões (sim foi só a âncora que restou).

Após eles terem brincado de batalha naval com os espanhóis, eles saquearam Redondela e a ilha de São Simão. Celta de Vigo se salvou pela sua muralha da China europeia . No dia 30 de outubro Rooke ordena partir à sua armada que deixa a Ria de Vigo, ainda que deixa uma guarnição de 27 navios de guerra junto com outros roubados.

Na volta, os anglo-holandeses levaram vários barcos fodidos, entre eles um galeão espanhol carregado com os tesouros . Saindo da ria do Vigário, na passagem pelas Ilhas Fiques este galeão encalhou e afundou-se.

Cquote1.svg PUTA QUE PARIU!!! Cquote2.svg
Ingleses e holandeses sobre perca do tesouro.

Ver também[editar]