Bateria

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Crystal Clear app kguitar.png Este artigo fala sobre Instrumentos musicais. - Então procure uma Gibson, Fender ou Ibanez.

Cquote1.pngVocê quis dizer: Instrumento de pedreiroCquote2.png
Google sobre Bateria

Cquote1.pngVocê quis dizer: BarulhoCquote2.png
Google sobre Bateria
Cquote1.pngVocê quis dizer: tun, tun, tu tisssss, tun, tun, tu tisssssCquote2.png
Google sobre Bateria
Cquote1.pngVocê quis dizer: Latão dáqua com tampas de panelasCquote2.png
Google sobre Bateria
Cquote1.png Nunca conheci um... Cquote2.png
Rob Bourdon sobre Bateristas
Cquote1.png Se ninguém me pedir um autógrafo eu viro emo. Cquote2.png
Bob Bryar sobre como ele virou emo
Cquote1.png Que grande idiotice! Cquote2.png
Neil Peart sobre este artigo
Cquote1.png I´m God!!!. Cquote2.png
Keith Moon sobre a citação acima
Cquote1.png Também acho. Cquote2.png
Dave Lombardo sobre as citações acima
Cquote1.png Sou DEUS nisso. Cquote2.png
Keith Moon sobre as citações acima
Cquote1.png Discordo, eu sou melhor. Cquote2.png
Chuck Norris sobre as citações acima
Cquote1.png Ninguem me supera,eu sou o Deus da bateria,sou o mestre. Cquote2.png
Joey Jordison sobre as citações acima
Cquote1.png O que você disse? Cquote2.png
Chuck Norris sobre as citações acima
Cquote1.png Ãããã me desculpe sr.Chuck,eu disse que sou melhor que os humanos,mas o senhor é meu mestre. Cquote2.png
Joey Jordison sobre as citações acima
Cquote1.png UUUU JOEY JORDISON É O MELHOR NENHUM SER NO UNIVERSO GANHA DELE!!! Cquote2.png
Típico maggot idiota sobre Chuck ser o mestre
Cquote1.png ROUND HORSE KICK. Cquote2.png
Chuck Norris sobre as citações acima

Cquote1.png Na União Soviética, a Bateria batuca VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa, sobre esses tambores do Inferno

Baterias arcaicas
Bateria antiga (era preciso aplicar o dobro da força para produzir algum som).

Bateria é um instrumento sonoro barulhento proveniente das tribos de canibais herbívoros da África setecentrional, pessoas que não tinham muito o que fazer e, como possuiam conhecimento musical apuradíssimo, pegaram alguns ossos e bateram em coisas aleatoriamente.

Estava feita a bateria, instrumento capaz de acordar todos os idosos surdos de um condomínio aberto, capaz de abalar as fundações do planeta se manipulado da maneira adequada e, por incrível que pareça, capaz de produzir música e até mesmo outros barulhos como samba e tango. Para batucar, quer dizer, tocar bateria, é necessário um profundo conhecimento musical, afinal nenhum outro instrumento utiliza tantas escalas, modos e técnicas musicais.

A dificuldade de se tocar bateria é tão grande que até mesmo o baterista do Def Leppard, que tem tantos braços funcionais quanto uma criança da AACD tem pernas, consegue tocar.

Tabela de conteúdo

[editar] A Criação Divina

Bateria do Travis Barker

No inicio dos tempos bateristas, guitarristas, baixistas e vocais eram iguais no mundo Heavy Metal e a putaria e o metal reinavam absolutos em um mundo de sacanagem eterna. O Deus Metal havia feito apenas um pedido, que ninguém tocasse no banjo do pagode da farofagem e da paraibagem que ficava no pé de pitombas. Certo dia Dercy Gonçalves, (a primeira baterista da história musical), pegou no banjo e começou a tocar uma música maquiavélica que hoje é conhecida como "dança da lacraia". Isso enfureceu o Deus Metal que a amaldiçoou e a todos os bateristas que viriam a surgir com a praga do eterno desconhecimento. Hoje tudo o que se sabe sobre a terra do metal é que ela fica em alguma parte do Acre, mas como até hoje ninguém nunca encontrou o Acre, a terra do metal (também chamada de land of the metal) está perdida e só é acessivel a poucos metaleiros que são levados até lá pelo lendário Ônibus Metal, mas lembre-se de que a passagem é um real.

[editar] A Fantástica Fábrica de Baquetas

Consolos Baquetas de todas as formas, tamanhos e tipos

Os bateristas possuem um dom, que, para alguns, é divino, de conseguir, através de baquetas desenvolvidas na Terra Da Bateria, (o que é verdade, pois ninguém nunca ficou sabendo de uma fábrica de baquetas, sendo essas feitas sob medida por anões que utilizam bic's vazias e penas de filhotes de pombo em sua composição) passar as suas habilidades musicais (ou falta delas) para um instrumento aritmeticamente planejado e calculado por seguidores de Albert Einstein e por crianças de cinco anos que ficam batendo com a colher na mesa, fazendo com que o som obtido torne a música muito mais harmônica e ritmada. Mas em compensação ninguém dá valor aos bateristas.

Em todo o caso, apesar de parecerem complexas (simplesmente pelo mau uso feito delas por bateristas ruins, que sempre acertam as bordas dos tambores, o que as deixam com uma textura semelhante a uma obra de Picasso), estes poderosos instrumentos nada mais são do que dois pedaços de madeira caros pra cacete, mas que sofrem altas taxas de importação devido ao local onde são produzidas (sendo que se você arrancar duas lascas de uma porta velha e bater em panelas, parabéns: Você obteve o mesmo efeito e acabou de se tornar um baterista R$2.000,00 menos pobre).

[editar] Técnicas

Bateria do Clô
  • Bater: Técnica principal da bateria, que consiste em bater em diversos objetos, como a caixa, o tarol, o crânio emo e afins
  • Instant-Stop: Técnica que consiste em tocar milhares de notas e do nada fazer uma parada gay.
  • Push Off: Técnica que consiste em bater embaixo, ou dentro das partes da bateria.
  • Ghost Note: Fazer o jogo do copo, colocando-o em cima dos tambores.
  • Ghost Play: Fingir que está tocando, só fazendo os movimentos.
  • Bater girando: Técnica muito apreciada pelos bateristas, conhecida também por virada.
  • Bater com os pés: Técnica que envolve bater com os pés em uns pedais para fazer ainda mais barulho
  • Bater com a vassourinha: Técnica utilizada pelos que preferem desmonhecar ainda mais, utilizando baquetas vassourinhas-gays para sons mais froxos, se é que você me entende.
  • Bater punheta: Pois é então.
  • Broken Sticks: Dar uma porrada tão absurda a ponto de quebrar as baquetas vagabundas que você comprou por 5 contos em uma lojinha qualquer.
  • Hand Fatallity: Tocar que nem um louco até sua mão ficar em carne viva e assim você ter que apelar para aquelas luvinhas Gays.
  • Papamama: Chamar o papai e a mamãe para tocar com você.
  • Técnica de pivot: Chamar o Shaq para tocar o bumbo pra você.
  • Neighbour Apurrinhation: Tocar tão alto na cabeça do seu vizinho até ele bater na sua casa te pedindo pra parar.
  • Playback Play: Ficar parado, com um rádio atrás tocando tudo.
  • Crazyfast-hiper Playing: Tocar igual um doido, fazendo viradas e usando todas as técnicas acima, só para ser um pouco reconhecido no final do show e conseguir arrancar o aplauso de 3 pessoas na plateia.\
  • Troxis loco: Tecnica q bate em um prato e para outro
  • Furar o couro: Tecnica usada por bateristas virgens que vivem furando a pele das suas baterias ao inves de irem na zona procurar um couro de verdade para furar

[editar] Manual de como tocar Bateria sem Bateria

Nova Nave da Nasa.
Se você for um fudido que nem eu, essa vai ser a única porra bateria que você vai conseguir comprar.

Esse manual foi retirado do livro "Fuck extreme tecnics-Apuretion and Evolution" no Capítulo 22 da página 171 em "How to Play Drums without Drums". Tocar bateria sem ela é muito fácil, basta você pegar alguns acessórios básicos da sua casa. Você vai precisar de:

  • Um par de lápis
  • Panelas
  • Caixa de papelão
  • Tapa-Ouvidos
  • Embalagens de DVD
  • Imaginação
  • Cola de Bastão
  • Tesoura sem ponta
  • Ajuda de um adulto

Use os chinelos como pedal (obs: se você morar no apartamento depois do primeiro andar cuidado para não apurrinhar muito seu vizinho dando porradas no chão), as embalagens para obter um timbre diferente, as caixas como os tambores, os lápis como as baquetas e as panelas como os pratos,tente pegar as maiores para fazer o ride,e a imaginação pro resto. Se quiser um som mais diferente ainda você pode bater em você mesmo.

Obs: Esse manual foi lido por Neil Peart e Mike Portnoy.


[editar] Alguns Bateristas Famosos

Mike Portnoy, fazendo uma expressão agonizante para parecer que toca bem.

[editar] Como identificar um baterista

Esse cara ao fundo é um baterista, ou não

Primeiramente é muito dificil identificar, pois ele está lá no fundão. Mas, caso consiga vê-lo, aí vão suas características:

  • É aquele maluco que se acha o doidão mas é o mais imbecil.
  • É o mais marombado da banda.
  • É sempre o mais revoltado por ter que ficar carregando aquele monte de coisa foda.
  • É aquele que depois do show é o mais suado...
  • É aquele que não gosta de tocar em pé, por isso só fica sentado.
  • Geralmente são muito bons de cama.
  • É aquele que frequentemente está acompanhado de alguma mulher.
  • Normalmente sofre de obesidade (também, só fica sentado).
  • São tesudos em sua maioria, afinal, levam pra lá e pra cá aqueles "pauzinhos".
  • É aquele que fica sentado lá no fundo onde ninguém vê.
  • Só sabe falar de pedal-duplo e pratos.
  • Costuma sofrer de hemorróida por ficar tanto tempo sentado naquele banquinho.
  • É sempre o mais "adorado" pelo vizinho.
  • Tá sempre duro porque torra sua grana toda em pratos, pedais e baquetas novas.
  • Está sempre rodando nas mãos algum objeto cilíndrico que se pareça com baquetas. Ex: caneta, lápis, etc.
  • É o mais pinguço e cachaceiro da banda.
  • Está sempre puto porque não consegue ser tão popular quanto o vocalista ou o guitarrista.
  • Quanto não tem uma bateria por perto, fica batendo em mesas, cadeiras, painel do carro, banco do carro (se estiver no banco de trás), teclados, caixas de som, mouses, no ar e na putaquepariuqueaparecernafrente, alem de ficar pisando com muita força no chão, so pra dizer que usar um pedal requer tanta força quanto o necessario para abrir um buraco.
  • Se for mulher, ela será mais macho do que Você (independente do teu sexo).


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas