Batwoman

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
20121009225518!Os Incríveis.jpg Este artigo é um(a) super-herói(na).

O texto a seguir é sobre alguém que voa, tem poderes, salva donzelas e prende bandidos. Se vandalizar este artigo, eles te levarão à Justiça.

Para conhecer mais desses seres incríveis, clique aqui.


Batwoman é a identidade fashion da ex artista circence e atual socialite Kate Kane, que foi assim batizada para homenagear Bob Kane, criador de sua versão original, o Batman. Aliás ela é a prima lésbica do Batman (é sério... não é zueira nossa não).

História[editar]

Primeira versão[editar]

Batwoman tendo fantasias eróticas com a Mulher-Gato.

Inicialmente, Kate era apenas uma acrobata, malabarista, equilibrista, domadora de leões, palhaça e mágica de um circo pouco conhecido e não muito rentável chamado Cirque du Soleil. Insatisfeita com sua vidinha medíocre de pobre, ela se inscreve no Big Brother local e polemiza após assumir publicamente sua homossexualidade, causando uma grande revolução entre a comunidade GLS, que organiza verdadeiros mutirões para fazerem-na permanecer na casa e tornarem-na a vencedora. Com o término do programa, após receber seu prêmio milionário, Kate abandona a vida circence e torna-se socialite, ou seja, torna-se uma perua que não faz porra nenhuma além de contar dinheiro e mandar nos outros. Deprimida e entediada por ser rica, Kate então convida sua sobrinha Betty Kane para morar com ela.

Como Kate é lésbica e todo mundo sabe disso, logo surgem boatos verdadeiros maldosos de que ela e Betty tem um caso, então para despistar os jornalistas de revistas de fofoca, Kate se inspira nos quadrinhos de Batman e Robin e decide tornar-se uma heroína com roupa de morcego, assim as atenções se voltariam para seu visual e não para seu lesbianismo. Surge assim a Batwoman! Betty, que não passava de uma guria retardada sem ideias próprias, adorou o que sua tia fez e decidiu imitar, tornando-se assim a Batgirl. Alguns anos depois, ela sofreria uma ameaça de processo da parte de Barbara Gordon e trocaria o nome para Pássaro Flamejante.

E estava formada a versão lésbica de Batman e Robin!

Versão atual[editar]

Batwoman peidando. Pela cara do Gorila Grodd, fedeu bastante.

Atualmente, Kate atua sozinha, sem Betty, que decidiu seguir carreira solo. Azar o dela, pois a Batwoman ficou tão famosa e popular que foi chamada inclusive para atuar ao lado de seu muso inspirador Batman, e como ele sofria com comentários maliciosos envolvendo sua orientação sexual assim como Kate, propôs com ela um casamento arranjado. Ela aceitou e eles inclusive chegaram a transar, tendo um filho que assumiu o lugar do Robin.

Esse relacionamento logo atraiu a inveja de todas as outras biscates anteriormente comidas por Bruce Wayne para disfarçar sua viadagem, pois nenhuma delas chegou a casar com ele. Então ele sobe ao altar e se reproduz com uma sapata?!

Batwoman gosta de matar os vilões, o que realmente é um método muito eficiente para garantir que eles nunca mais farão maldades por aí. Mas como Batman é uma florzinha que não suporta ver sangue e violência, ele desaprova o modo de combate da esposa, que fica puta com ele, desaparece por anos e é dada como morta. Então começam a surgir outras candidatas a Batwoman.

A maioria das novas candidatas é formada por inúteis desconhecidas, mas algumas delas são bem notáveis, como a Batgirl (que acha que já passou da idade de ser chamada de girl), a Mulher Gato (que sempre desejou ser casada com o Batman), a Caçadora (para descobrir segredos ocultos do Asa Noturna) e até a Mulher Maravilha (que diz ter tido uma premonição em que isso aconteceu).

Mas todas elas se deram mal, pois Kate retornou e retomou seu posto!

v d e h
Bem-vindo à DCclopédia!