Belias

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
820px-Alba.jpg Este artigo é queeeente!

Se quiser editar este artigo, entre numa geladeira, ligue o ar condicionado no máximo e beba uma coca-cola gelada. E não lute contra K'!

Belias, o Gigante é a primeira invocação disponível em Final Fantasy XII e, como tal, possui apenas poderes zoados, fracos e que, certamente, não ajudarão em nada quando aquele chefão forte aparecer e começar a dizimar toda a equipe de herois. Esse inútil personagem representa (malmente, diga-se de passagi) o signo de Áries, mas ninguém se importa.

Origem[editar]

Se um homem de verdade precisa ser feio, forte e formal, Belias já está com meio caminho andado, falta apenas ser forte e formal.

Belias foi criado pelos deuses no tempo que o velho deitado ainda estava de pé. Belias, como foi o primeiro de todos os espers a ser criado, ele serviria como um experimento, pois os deuses queriam ver até onde iria o poder daquelas novas aberrações que eles estavam dando vida.

Imagem em sinal analógico da criatura mandando um salve para o MC Brinquedo.

Porém, como tudo que é novo não é muito bom, Belias acabou sendo um grande erro, e saiu feio pra burro, talvez até mais feio que você. Belias era metade homem e metade animal, ou seja, ele tinha apenas força e nenhum cérebro. Para tentar salvar o esper, os deuses deram para ele o poder do fogo, que era quase tão poderoso quanto o de Varg Vikernes.

Porém, Belias, mesmo com o poder do fogo, ainda se entia excluído, pois, com a chegada de espers cada vez mais perfeitos e poderosos, ele não servia mais pra porra nenhuma e acabava ficando de lado. Assim o tempo foi passando, até que todos os signos zodiacais já tinham um protetor, até mesmo a casa de Serpentário que nem existe tinha um guardião poderosíssimo. Ao perceber que era o mais fraco, Belias se revoltou, e começou a bolar sua revolta contra os deuses.

Porém, Belias nem precisou pensar muito, pois certo dia, Ultima, que era a segunda esper mais poderosa, prerdendo apenas para Zodiark, resolveu armar uma rebelião contra os deuses, e convidou Belias para ajudar na batalha. Essa era a chance perfeita para Belias se vingar e mandar pro saco aqueles que o tinham rejeitado.

Mas, mesmo com todos os espers lutando, eles tomaram uma camaçada de pau dos deuses, que baniram todo mundo para o tártaro. Porém, como os deuses reconheciam que tinham feito cagada, e que Belias era fruto de um grande erro, eles decidiram que Belias não tomaria um banimento definitivo para o tártaro, mas que ele iria viver na Terra, e nunca mais poderia entrar no céu.

Assim, Belias continuou rejeitado, mas, enquanto davas umas voltas no Acre, ele encontrou por lá a família de reis, que estavam descansando do trabalho exaustivo, afinal, no Acre com certeza ninguém iria encontrá-los. Ao conversar com Belias, os reis perceberam que ele era apenas um pobre rejeitado, e resolveram contratá-lo para proteger a tumba real para todo o sempre, recebendo com o pagamento 1 milhão em barras de ouro que valem mais do que dinheiro por mês. Essa era a primeira vez que Belias se sentiu querido, e aceitou na hora, ficando miguxo dos reis.

A amizade de Belias com os reis era tanta que, mesmo depois de mais de 8000 anos, quando todos os reis já estavam com o rosto parecido com o da Dercy Gonçalves, Belias continuou protegendo as tumbas, para garantir que nenhum necrófago iria tentar comer o corpo dos reis.

História[editar]

Belias visitando seu primo, Teemo, em alguma região inóspita do Inferno.

Depois de todos os milhares de anos protegendo as tumbas dos reis, Belias já estava se sentindo solitário novamente, pois apenas os corpos não o deixavam mais feliz. Foi então que apareceu nas tumbas o grupo de Vaan, que estava atrás de algo.

Como Belias não tinha amigos, e não estava esperando nenhuma mosca para tomar um café, ele chegou à conclusão que aqueles sujeitos eram necrófagos, e foi para o ataque. Porém, Belias é tão fraco e vulnerável, que vencê-lo foi a coisa mais fácil do mundo, pois bastou chamar os bombeiros para apagar o fogo dele.

Depois que Belias foi vencido, Ashe explicou para ele que ela também era uma integrante da família real, e que queria agradecê-lo por ter cuidado das tumbas de seus familiares dando pra ele levando ele com ela, pois assim, além dele continuar ajudando à família real, ele também teria companhia. Como Belias não tinha mesmo porra nenhuma para fazer, ele resolveu aceitar a proposta e se juntou ao grupo.

Em batalha, Belias não é lá grande coisa, pois ele morre com um simples peido, mas mesmo assim, se souber usá-lo, ele ainda pode render alguma coisa. Ele tem duas habilidades, que são: Painflare, que é um ataque de fogo tão forte quanto a chama que sai do fogão da sua casa, e o Hellfire, que manda qualquer inimigo com fraqueza por fogo para o inferno sem escalas. Claro que isso não adianta muita coisa, já que não tem quase nenhum inimigo fraco contra fogo.