Betamax

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Robô medroso.jpeg Este artigo é sobre uma MÁQUINA!

Ela sabe brincar, pular, cantar, destruir, esmagar e no futuro vai escravizar a humanidade e dominar o mundo, então cuide muito bem dela e não vandalize este artigo!

Frank2.gif
Papelhigipod.jpg

Betamax foi uma invenção que fracassou.

FAIL


Clique aqui para ver outras coisas que não prestam.

Olha o tamanho do fumo ó!

Cquote1.png Tenho até hoje! Cquote2.png
Julius sobre Betamax

Betamax foi um dos trambiques capitalistas mais antigos do Brasil e do mundo, tendo surgido nos anos 70 como uma forma de combater o, segundo eles, "ultrapassado VHS", mas acabou virando um grande elefante branco na casa dos muitos otários que perderam seu dinheiro com essa "tecnologia avançada".

História[editar]

A Sony lançou o seu primeiro Betamax a 10 de Maio de 1975, um leitor de videocassete que usava alguma tecnologia do seu predecessor, o U-Matic, também desenvolvido pela Sony. Foi um sucesso no Japão e muitas empresas começaram então a desenvolver leitores baseados na tecnologia criada pela empresa Nipónica. Os estúdios começaram a lançar os seus filmes neste formato e este começou então a enraizar e a criar hábitos entre as pessoas, especialmente no Japão e nos Estados Unidos. A fita de Betamax era um monstrengo gigantesco que muitos tinham até problemas pra guardar, mas era considerado chique e coisa de gente rica.

Sony e Sanyo eram as marcas que dominavam o mercado dos Beta (nome como ficou conhecido), mas existiam leitores da Toshiba, Pioneer, Nec e outros. Dizem que queriam até criar jogos de videogame no formato Beta, mas por sorte não rolou.

Em 1977 criaram aparelhos que gravavam em duas velocidades, uma novidade pra época, e conseguia arquivar até duas horas de gravação.

A falência[editar]

Esse trambolho era considerado chique e bonito nos anos 70. Pois é, bom gosto é coisa nova mesmo.

Um dado dia, a Sony, já de saco cheio com diversas empresas que andavam usando sua criação sem pagar os royalties de sua patente, decidiu passar a cobrar qualquer outra que inventasse querer lançar seu modelo, e assim intentaram fazer com a JVC. A mesma deu uma banana pra Sony e, utilizando-se de uma técnica conhecida como gambiarra, simplesmente fez sua própria versão de Betamax e a chamou de VHS, que acabou dominando toda a Europa, Brasil e grande parte do mundo, já que os aparelhos eram mais baratinhos, as fitas menos caras e mais longas (algumas aguentando incríveis 8 horas de gravação, contra apenas 2 do Beta).

O Beta só continuou famoso nos EUA e no Japão (e você achando que esses países eram os mais tecnológicos do planeta, tsc tsc), onde demorou séculos pro VHS chegar (nos EUA ele só chegou mesmo quando já existia o DVD). Com isso, só nesses países esse trambolho continuou popular, e a Sony ainda o produziu até o ano de 2002 no Japão, que inclusive é o único país ainda que faz filmagens usando Betacams (câmeras de Betamax). É... as aparências de "país avançado" podem enganar qualquer um...

Ver também[editar]


Betamax faliu!
Graficozero.JPG
Cows1.jpg

Nem o Seu Creysson quita suas dívidas!

Outros que ficaram no vermelho.


Placa70.png

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 70's!
Se você pertenceu àquela época, vê SE TENTA fazer alguma coisa útil, seu velho!