Bianca Freire

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Vanessao.jpg IT'S A TRAP!!!

Este artigo pode levar-lhe para muitos lados da Força. Se você não está feliz com seu corpo ou já mandou cortar o pirulito, leia o artigo até o fim, caso contrário, cuidado com as armadilhas e não vandalize!

Bianco Freire
Full feed bianca freire.jpg
Nascimento 29 de dezembro de 1986
Bandeira do Brasil Brasil - Campinas
Ocupação It's a trap!

Bianca Freire é uma ex-modelatriz pornográfica transexual. Assim como a maioria das pessoas que dedicam sua vida profissional a fazer putaria, as informações a respeito de sua vida pessoal são praticamente nulas, ainda mais depois que se aposentou. Há quem diga que ela recorreu à cura gay e voltou a ser homem, então o mais provável é que tenha voltado a usar seu nome masculino de batismo que ninguém conhece.

Antes da fama[editar]

Fama? Mas que fama? Essa pseudomulher nunca foi famosa, sendo conhecida apenas entre aquela parcela mais obscura de punheteiros que se masturbam vendo bizarrices na Deep Web, pois somente essa corja de gente é capaz de se excitar com uma desgraça dessas. A única coisa que pode ser afirmada a seu respeito antes de começar a trabalhar na putaria é que foi um viadinho enrustido e mal resolvido na infância, que possivelmente tentava abusar dos coleguinhas e sofria bullying da parte deles.

Assim como suas miguxas de profissão Mariana Cordoba e Sarina Valentina, Bianca Freire faz questão de ser tratada por pronomes femininos, mas nunca teve coragem de amputar a piroca.

Carreira[editar]

Antes de 2006, ninguém fazia a menor ideia da existência de tal criatura. Ela surgiu do nada trabalhando em filmes pornôs gringos, utilizando como nome de guerra o pseudônimo Vianca Lare, uma decisão bem inútil, já que seu nome verdadeiro com certeza também não é Bianca Freire. Uma curiosidade é que seus primeiros trabalhos mostravam apenas cenas de topless e boquete, sem nunca mostrar seu corpo filmado de frente da cintura para baixo, pois o objetivo era enganar os punheteiros que se consideravam machos. Como as tetas siliconadas balançando já eram um belo atrativo, ninguém se preocupava em questionar os ângulos de câmera estratégicos que não mostravam sua genitália.

Em 2008, inscreveu-se para concorrer em um concurso de beleza sem noção que elegeria a mais bela travesti da América do Sul. Disputou a grande final com outra beldade pirocuda brasileira, Patrícia Araújo, que era a favorita ao título, mas acabou sendo desbancada pela então novata Bianca. Porém, ao invés de rivais, ambas tornaram-se boas amigas, chegando inclusive a atuarem juntas em filmes onde aparecem esfregando seus caralhos e metendo os mesmos no cu uma da outra.

Ao longo de sua bem sucedida carreira pornográfica, Bianca estrelou mais de cinquenta produções, até que começou a sofrer de incontinência intestinal de tanto ter as pregas arrombadas, pois já que não tem buraco na frente, os atores tinham sempre que meter atrás. Antes que seus filmes ficassem ainda mais nojentos e beirassem a escatologia, ela teve bom senso pela primeira vez na vida e decidiu se aposentar em 2009.

Mesmo aposentada, Bianca não aguentou ficar muito tempo longe da putaria, e retornou sua carreira de profissional do séquiço pouco tempo depois. Porém, desta vez ela fazia apenas o papel de ativa, e não mais de passiva. Chegou também a trabalhar em prostíbulos de luxo em Milão e São Paulo, mas atualmente apagou todos os seus perfis em redes sociais e encontra-se desaparecida.