Big Brother Brasil 1

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Smilefock.jpg
Sorria Otário!
Você está sendo filmado!

Isso significa que todas as câmeras secretas da Desciclopédia ficarão ativadas e de olho enquanto você permanecer aqui. Aliás, isso também significa que todos os moderadores malvados estarão observando cada movimento que você fizer! MWAHAHAHAHA!!!

TV pós-Globo.

Este artigo é sobre mais um programa de tortura televisiva. Salve-se mudando para o Canal do Boi, ou leia sobre mais essa desgraça da TV.

E assim começou essa coisa, que provavelmente nunca vai acabar

Cquote1.png Faz Parte!! Cquote2.png
Kleber Bambam sobre filosofia, artes, física quântica, bonecas de lata, enfim, sobre todos os assuntos que ele trata com douto
Cquote1.png Eu quero a minha buneeecaa, minha buneca pôooo! Cquote2.png
Kleber Bambam, berrando, sobre a produção do programa ter retirado sua boneca (Maria Eugênia) da casa
Cquote1.png Vamos saudar nosso heróis!! Cquote2.png
Pedro Bial sobre os 12 partcipantes os quais sem eles o Brasil realmente não seria o mesmo!

O que foi?[editar]

O BBB1, também conhecido pelos nomes "Big Brother Beta 1" e "Big Brother na idade da Pedra", foi a primeira edição do programa Big Brother Brasil, foi a joça criada pela rede globo na sua grande tentativa de redução da inteligência, da já muito inteligente população brasileira. Começou com 2 apresentadores Pedro Bial & Marisa Orth, até que essa última cometeu a cagada de contar antecipadamente numa noite do programa a provável decisão do líder. Depois disso foi cruelmente demitida e chamada de burra afastada, deixando apenas Bial na condução do reality show. Marisa Orth na verdade foi a eliminação mais rápida da história do programa. Essa tortura começou no ano de 2001 sendo que o critério para seleção dos participantes era o mesmo já ter trepado se relacionado com algum diretor da globo ou já ter feito bico no programa Zorra Total.

Quem participou dessa porcaria?[editar]

Eis as feras que fizem a alegria do povo, naquele longínquo ano de 2002.

Caetano[editar]

Pra quem não lembra da cara dos babacas participantes, tá ai

O primeiro eliminado, já era aposentado na época e foi o participante mais velho da história do BBB com 165 anos. Mas afinal alguém lembra dele??? Foi eliminado num paredão contra Helena - a perseguida.

Xaiane[editar]

Atriz Pornô dançarina, loira burra, enfim, todos os requisitos para ser uma BBB bem sucedida, entretanto saiu na 2ª semana. Formava junto com Bam-Bam o casal com o menor Q.I da história da espécie do Homo Sapiens, com 0,000002 somados ambos. Foi trocada posteriormente pela boneca inflável de lata Maria Eugênia. Também foi eliminada por Helena.

Bruno[editar]

Aprendiz de troglodita, seguidor do jeito Bam-Bam de ser. Brigou com todos os outros particpantes porque alguém tinha comido seu ânus doce que estava na geladeira. Foi derrotado no paredão mais poliglota troglodita da história, contra Bam-Bam.

Cristiana[editar]

Loira, Carioca, funkeira! Ou seja conseguia reunir os três maiores defeitos que um ser humano pode ter. Perdeu pra Emo-Estela, num paredão disputadíssimo: recebeu míseros 70 % dos votos.

Helena[editar]

Gostosona e loira (pra variar), se fingiu de morta até quando esteve na casa e foi perseguida pelo seu jeito gostosa morta de ser. Depois de sair começou sua brilhante carreira humorística de figurante no zorra total. Foi eliminada num paredão por Leka, no popular paredão das Playboys (ambas posaram nuas depois de sair da casa). Também atuou em filmes pornograficos.

Adriano[editar]

Preguiçoso Baiano, zuador, brigou com todas as mulheres da casa (inclusive André Gabeh), e não pegou nenhuma. Queria espancar até a cadelinha Mole, entretanto era impedido pelos demais participantes. Perdeu vergonhosamente para Vanessa no paredão com 350% dos votos.

Mole[editar]

Uma cadelinha introduzida no programa na tentativa de aumentar o nível das conversas entre os particpantes. Apesar de ser uma sigela cadelinha, Mole foi o participante de maior Q.I do programa. Foi eliminada porque ficou menstruada, e sujava toda a casa a qual os participantes eram obrigados a limpar com a língua.

Estela[editar]

Uma Emo que tirava cocô do nariz e comia em seguida. Era bela igual a bater em mãe. Apesar do apelo a comunidade Emo perdeu pra Bam-bam no paredão.

Leka[editar]

Leka sofria de bulimia e passou 99% do programa chamando o juca. Depois de sair da casa pousou nua, sendo a mulher mais meia-boca a posar para a Playboy. Perdeu também para Bam-bam, que aquela altura da competição já havia alcançado o coração de todos telespectadores, devido a sua grande estratégia.

Sérgio[editar]

Conhecido como serginho, era Francês e estava ilegalmente no Brasil. Apesar disso a Globo mexeu os pauzinhos para que a polícia não pegasse ele dentro da casa e o mesmo fosse deportado. Teve um romance com Vanessa, mas era muito devagar e perdeu a chance de fazer o 1º sexo da história do BBB (grande título não?). Também perdeu no paredão para o insupérável Bam-bam.

André Gabeh[editar]

capa do grande CD de André Gabé com 3 cópias vendidas

André foi o único participante homem?? e negro do BBB que não foi intitulado com o carinhoso apelido de NEGÃO. Talvez porque estivesse mais para negona!! Apesar de tudo não conseguiu os votos da sua comunidade e ficou apenas no 3º lugar, com o grande prêmio de 0,50 centavos mais uma casca de banana (a fruta foi usada para outro fim). Depois que saiu do programa investiu na brilhante carreira de cantor, quando atingiu a incrível marca de 3 cópias vendidas, recebendo o disco de latão, ao vivo no programa do Faustão.

Vanessa[editar]

Chegou até a final, mas mal falou durante o programa todo. Nenhuma pesquisa no Google solta resultados ou informações sobre essa pseudo-pessoa. Apesar disso ficou em segundo lugar com o maravilhos prêmio de 20,00 em modas de 5 centavos, mais um carrinho de mão 0 km.

Maria Eugênia[editar]

Maria Eugênia: no mínimo umas 10 vezes mais esperta que Bam-bam

Boneca de lata, fruto da burrice imaginação de Bam-bam, também foi a única amiga dele durante o programa. Quando a produção do programa esqueceu alguns utensílios na favela casa do BBB, o que despertou a imaginação de troglodita que começou a cria-la. Sua irmã mais famosa, já havia participado da abertura de Rainha da sucata, outra novela Global. Por pouco Maria Eugênia não foi a campeã do programa.

Kléber Bam-bam[editar]

Estado de Bam-bam depois da surra que levou

Um ícone do axé mundial, Bam-bam foi o maior idiota de todos os tempos grande campeão do BBB1. Apesar da fama de burro, Bam-bam traçou uma das maiores estratégias já vista no programa: fingir de moloide e sempre chorar pra enganar o povo brasileiro (além de babar enquanto chorava, apesar dele ser um animal ruminante). Gastou todo o prêmio em alimentação (comprou uma fábrica de esterco), e graças a isso hoje em dia faz bicos no programa mais cult da TV brasileira: a Turma do Didi. Lá Bam-bam faz participações com grandes falas, impossíveis de serem decoradas, apesar disso o mesmo da conta do recado. Sua última aparição na mídia foi na página policial no Carnaval ao brigar com Alan participante do BBB4, e ainda levar umas pauladas dos seguranças durante uma festa em Florianópolis.

História[editar]

Ningém a princípio tinha uma estratégia em mente (salvo Mole, a cadelinha), dado que ninguém conhecia o reality show. Logo que começou o programa, Bam-ban e Xaiane começaram a se pegar, dada semelhança intelectual entre os 2, mas logo a moça foi eliminada. Algumas (mais de 300) briguinhas rolaram mas nada que chegasse a agressões físicas para deleite do povo brasileiro. No mais o de sempre: as mocinhas puritanas rebolavam para a câmera, os votos eram combinados, a Globo mostravam todos tomando banho, Bial falando asneira, você idiota ficava assistindo, etc, etc, etc. Outra pegação, que custou a acontecer foi entre Serginho e Vanessa graças a incopetência do primeiro. Na reta Final, Bam-bam conquistou a simpatia dos burros telespectadores que ficaram com dó de alguém tão estúpido e resolveram engordar a conta bancária do mesmo, votanto como idiotas (em outras palavras gastando dinheiro) e levando ele a vitória em todos os paredões.

Deu Audiência pelo menos?[editar]

A audiência já começou terrível!! Perdia sempre para o programa da Hebe, para o Ratinho, para a sessão das dez que começava as 11 e empatava com as novelas da Record. Tudo isso graças as cantorias de André Gabeh, que imitava Maria Betânia cantando a música batida "I Will Love you", em uma versão forçadamente gay (como se fazer isso já não fosse o bastante).