Billy Coen

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
BenHur2.jpg Este artigo é da Marinha!

Não vandalize, senão Smoker vai apagar um charuto no seu rabo!

Clique aqui para saber de outros bravos marinheiros que só se fodem!

BadBoy LOGO.jpg Este artigo trata de um Bad Boy!

Se você é considerado um cara fodão, ou um valentão que sempre dá uma de fodão, seja bem-vindo, mas se vandalizar, vai morrer fudido!


Billy The Kid
Tumblr npycm3LSJD1sh4myko2 r1 500.jpg
Nascimento 1972
EUA
Idade Na flor da idade
Altura 1,81m
Peso 74,2Kg
Estilo de luta Atirar e dar voadora
Arma preferida Magnum
Técnica Máxima Secreta Desaparecer e nunca mais ser visto
Religião Magia Negra e Culto Luciferiano
Profissão Vagabundo, criminoso e marginal
Característica marcante A tatuagem e as algemas, ui!
Comida favorita Rebecca Chambers
Frase favorita I'm just a zombie now.
Esporte Correr da polícia
Mania Ser fora-da-lei

Cquote1.png Você quis dizer: Meliante? Cquote2.png
Google sobre Billy Coen
Cquote1.png Você quis dizer: Isca de cadeia? Cquote2.png
Google sobre Billy Coen
Cquote1.png "Aqui estou mais um dia, sob olhar sanguinário do vigia. Você não sabe como é caminhar com a cabeça na mira de uma HK..." Cquote2.png
Primeiras linhas do diário perdido de Billy
Cquote1.png Billy, help! Cquote2.png
Rebecca Chambers sobre Billy
Cquote1.png De novo? Cquote2.png
Billy sobre salvar a Rebecca pela milésima vez
Cquote1.png Cala a boca e vem logo me comer, quero dizer... vem logo me salvar! Cquote2.png
Rebecca Chambers sobre ser salva
Cquote1.png Que delícia, cara! Cquote2.png
James Marcus ao ver as Leechs passeando pelo corpo do Billy
Cquote1.png Mais um amador para upar no RedTube. Cquote2.png
Albert Wesker sobre Billy e Rebecca no centro de treinamento
Cquote1.png Uau, que marinheiro mais tesudo! Cquote2.png
William Birkin sobre Billy
Cquote1.png Eu mesmo deveria ter ido prender o Billy. Cquote2.png
Enrico Marini escondendo uma certa decepção
Cquote1.png OMG! Billy is SOOOO HOT! Cquote2.png
Guria retardada sobre Billy
Cquote1.png Quem? Cquote2.png
noob de Resident Evil sobre Billy
Cquote1.png Quem? Cquote2.png
Capcom sobre Billy
Cquote1.png É o Billy, tenho certeza. Cquote2.png
Fã do Billy ao ver o primeiro trailer de Resident Evil 5
Cquote1.png Agora sim é o Billy, tenho certeza dessa vez! Cquote2.png
Fã do Billy ao ver o primeiro trailer de Resident Evil Damnation
Cquote1.png A história dele acabou, ele não tem mais motivos para aparecer. Cquote2.png
chato e sabe-tudo de Resident Evil sobre Billy e seus fãs
Cquote1.png O Leon é melhor! Cquote2.png
Leonzete sobre Billy


Billy mostrando a técnica que aprendeu com o seu Mestre Louva-a-Deus Jackie Chan


Sobre[editar]

Billy é o sonho de consumo de todo tarado por pixels: é um moreno, alto, bonito e sensual. Um ex-fuzileiro naval musculoso, que usa uma regata, tem o braço direito fechado com uma tatuagem tribal e ainda vem acompanhado por um par de algemas (ui, fiquei até sem fôlego). É mais um badass genérico mal aproveitado do universo dos games, mais especificamente do universo da Capcom, mais especificamente do universo de Resident Evil. Fora isso, não há muito o que dizer sobre ele, porque ele só apareceu em um jogo que tem 300 milhões de versões que contam a mesma porra de história e não se sabe quase nada sobre o seu passado, muito menos do seu presente e quem dirá do seu futuro.

História[editar]

Billy no jogo Crônicas da Rihanna
Qualquer semelhança com algum lutadorzinho é mera coincidência

Após sua saída dos Power Rangers, Billy se alistou na Marinha, pintou o cabelo, malhou muito e até fez uma tatuagem, só para parecer fodão, o que ele nunca foi.

Em uma missão, Billy e a sua unidade foram mandados para a África para investigar a origem do vírus Ebola. Os soldados do seu grupo morreram porque não aguentaram o calor africano de 60 graus e sobrou só o Billy e mais três inúteis. Eles acham um vilarejo e com a esperança de conseguirem algum entretenimento sexual, foram até lá. Mas como o seu superior já estava muito puto da vida por ter perdido os seus soldados sarados, mandou meterem bala nos habitantes do vilarejo. Billy como um ex-Power Ranger, não poderia deixar que isso acontecesse e foi tentar impedir, mas não adiantou nada e todos morreram.

Ao aparecer a notícia da chacina na Globo, os caras da marinha ficaram desesperados e resolveram colocar a culpa no mais otário, ou seja, o Billy. Quando ele estava sendo transportado, na Van do Scooby-Doo, para o lugar onde iria cumprir sua sentença, a Van é atacada por criaturas nada simpáticas, os guardas de tão noobs morrem e Billy consegue escapar, encontrando assim a usuária legalizada de ervas, Rebecca Chambers. Billy propõe a ela que cooperem para conseguirem escapar, também para poder tirar uma casquinha de vez em quando. Rebecca aceita, mas só porque tinha esperanças de se tornar uma Power Ranger rosa.

A roupa com a qual o Billy costumava tomar banho de sol

A partir daí, começam a aparecer todo tipo de criatura de filmes trash. Billy vira o guarda-costas da Rebecca, tendo que salvá-la a todo momento, como agradecimento ela faz maconha de qualidade para ele, entre outras coisas. Tem Wesker e Birkin no meio, e tem também o velho que morreu e está vivo para contar, mas agora está jovem e usa a camisola da avó dele. Depois de escaparem dessa putaria toda, Rebecca deixa Billy livre, fazendo um relatório dizendo que ele morreu, só trouxa para acreditar nisso, mas claro, o fez pensando em oportunidades futuras. Provavelmente Rebecca, de tão inteligente que é, pensou em uma boa desculpa para quando encontrasse o Enrico, do tipo: Então capitão, eu encontrei o Billy né, aí então... Ele só olhou para mim e perguntou "Rebecca, no céu tem pão?" e morreu.

Billy Coen também aparece no jogo Crônicas da Rihanna. É a mesma merda de história, mas nesse ele aparece mais fodão e com uma voadora que aprendeu vendo os filmes do Jackie Chan. Não se sabe o que aconteceu com ele. Há relatos de pessoas que dizem tê-lo visto no México, vendendo margaritas. Outros dizem que ele tentou voltar para os Power Rangers, mas não o aceitaram de volta porque não gostam de criminosos por lá.


Curiosidades nada curiosas[editar]

Uma das primeiras versões do Billy (em seus dias de glória pós Power-Rangers)
  • Está escrito "Mother Love" na tatuagem do Billy, que é o nome de uma música do Queen, uma singela homenagem dos produtores que são fãs de carteirinha!
  • Os "muitos" fãs do Billy (que não veem que a Crapcom está pouco se fudendo para o personagem e que nunca irá trazê-lo de volta) costumam vê-lo em todo lugar, no rosto de cada criança, no sorriso de cada bebê. Alguns achavam que era o Billy no trailer de Resident Evil 5, até descobrirem que não, então, depois de um tempo, começaram a achar que era ele o personagem misterioso que aparecia no trailer de Resident Evil Damnation, até descobrirem que não era. A partir daí, todo novo jogo da franquia que é anunciado, aparece alguém dos confins da internet, especulando se o Billy vai aparecer ou não.
  • Nos primórdios de desenvolvimento de Resident Evil Zero, lá na era paleolítica, os produtores do jogo imaginaram fazer o Billy loiro e com cara de mau, mas como a Rebecca ficaria preocupada o jogo inteiro em ser abusada por ele, decidiram mudar o seu visual até chegar na versão que tanto conhecemos e queremos comer, ops... er... quero dizer, que tanto conhecemos e amamos, fazendo com que a Rebecca se sentisse menos ameaçada por ele e tornando assim o ato consensual, de livre e espontânea vontade.
  • A Capcom teve a brilhante ideia, mais de dez anos depois, de tirar a exclusividade da Nintendo e remasterizar o Resident Evil Zero para os consolos PS3/PS4, XBOX360/One e PC, realizando assim o sonho que muita gente tinha em ver a bunda do Billy em HD.
  • No Japão, a Capcom lançou uma máquina estilo caça-níquéis com a temática de Resident Evil Zero, uma nova versão do jogo só que em forma de hentai, no qual o objetivo é fazer com que Billy e Rebecca fiquem se agarrando o tempo inteiro.


Aparições[editar]

Billy e Rebecca em uma típica caçada zumbi

Billy apareceu em vários jogos e histórias diferentes, porque os produtores têm muita criatividade:

Ver Também[editar]