Billy Crystal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Judeu0.jpg Cadê o moedinha?

Este artigo é judeu! Ele odeia romanos, foi escolhido por Javé e não come lagosta porque é caro e anti-kosher. O autor deste artigo provavelmente é contador e deve estar cuidando da lujinha.

Meu sentido aranha alerta que Billy, talvez seja Gay.

Billy Crystal é um comediante que você provavelmente já ouviu o nome mas nunca viu o rosto. Billy é judeu e então provavelmente é circuncidado, e provavelmente só faz piadas de Judeus, atualmente não aparece faz tempo pois ganhou dinheiro demais como ator e parou de fazer filmes desde 1977, talvez se ele ficasse mais um pouco os seus filmes iriam corroer o próprio cérebro. OPA! Engano... Ele continua na ativa.

Acontece que ele não mostra mais a cara.

Infância[editar]

Filho de pai e mãe judeu que eram bem praticantes, ele tinha que se orgulhar de ser um. Apesar de tudo o pai não abria a mão nem para dar tchau ou Oi. Isso foi alvo de várias piadas de Bill no futuro, mas depois que ele fez a primeira teve que se dividir entre ganhar grana e prestígio e quase levar o tiro do pai em certas datas.

Bill era filho único mas ele tinha sempre um amiguinho do lado para brincar, quando ele pedia dinheiro para o pai, ele ficava cortando, foi assim que ele aprendeu a Matemática. Mas era mais ou menos assim, Bill entrava em casa e pedia 1 dólar para comprar um sorvete com seu amiguinho. O pai levantava e respondia:

Cquote1.png Quê? Quer um Dólar? Eu me contentava com 50 centavos, pegue 25 e divida com seu amigo! Cquote2.png
Pai de Billy

Por fim, restavam 5 centavos pra cada um comprar um sorvete.

Adolescência[editar]

Billy assustando-se após ver o valor que vai ter que pagar pelo divórcio milionário de sua ex-esposa, sem contar a pensão, óbvio.

Ele foi para a Universidade onde aprendeu uma coisa útil que realmente ajudou em sua vida: o Baseball, o pai tinha que parecer mais americano e macho, pois ele não era nenhum dos dois. Então ensinou o baseball para o filho que foi como arremessador.

Por ter ótima qualidade, acabou ganhando uma bolsa de estudos (apesar de que isso fica desigual, um Nerd estuda o dobro e ganha menos em uma bolsa do que Billy ganhou na dele, uma vantagem ao menos do nerd para o valentão) que ele usou para fazer Economia. Acha que deu certo?

New york it's the chance[editar]

Por não ter dado certo em economia e ter sido um fracasso, ele vai para um bar em Nova York, e completamente bêbado (ele nunca tinha bebido) começou a falar merda no microfone que todos acharam engraçado. Assim começa a sua carreira, ele se casa com uma outra comediante local também (apesar de que ela não tinha muita graça) e ele consegue o papel para o seu primeiro filme.

A partir daí tudo começa a melhorar para Billy.

Carreira[editar]

Em sua carreira, ele fez Mais de 8000 filmes e nenhum deles ficou histórico. ELe nunca fez nenhum papel sério, ao contrário de Bill Muray que fez ao menos um. Apesar de tudo ele foi colocado na calçada da fama onde já pode "morrer feliz" com isso. Mas eu não me lembro de uma piada sensata saindo da boca dele.

Ele pagou um divórcio milionário com uma de suas esposas. Bem, deixando de lado isso, ele foi um dos comediantes que mais apresentou cerimônias do Oscar, mas ninguém se importa. Ele apresentou 7 vezes e fez a continuação de Carros.

Prêmios[editar]

Um oscar, dois globos de ouro mas o ponto mais alto dos prêmios mesmo é que ele foi indicado à "pior remake do ano", que ele produziu. O filme era "em busca do ouro perdido" e não é um conselho para assistir. Pelo menos ele não venceu, mas já é uma "honra" ser indicado ao framboesa de ouro.