Blur

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nota musical22.gif PROJETO HITS
Este artigo está incluído no Projeto Hits, e recebeu a classificação C pela comissão do projeto. Se quiser contribuir neste projeto, contate a Comissão do Projeto Hits e ajude-nos a crescer com bom humor aos nossos ouvidos, organismos e palatos!!
CHits.jpg

Bandeira da Inglaterra.png
Rainhavitoriapre.jpg
GOD SAVE THE DESCIC£OPEDIA!!!
The £ondon Royal British Association of England, Merlim's Order First Class, Scotland Island, Ireland, Beatles Band and Walles and Gales garantem que este é um artigo 100% inglês e industrializado legitimamente da Inglaterra, casto e muito vitoriano e tendo a aprovação da Rainha Elizabeth II, do £ewis Hamilton e da Câmara dos £ordes!

Se o artigo for sem graça, é apenas humor britânico. Afinal, vocês querem o quê, Monty Python?

£embre-se: Oscar Wilde te ama... mas os argentinos, franceses e alemães te odeiam!


ExclamationAlertStyle.jpg Leia nas entrelinhas! Este artigo contém piadas que você só vai enxergar se passar o mouse por cima dos links!


Arband.jpg
Passarinho.jpg
Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical, ou se refere a uma banda.

Além disso, ele pode conter assuntos sobre temas musicais, ou não.

Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!


Undersk.jpg
Indiemo.jpg
Let's see any iranian film?

Este é um artigo INDIE!

... e bota duas gotas de vodka no chá pra pagar de bêbado


60px-Bouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Blur.
Blur
Blurvacas.jpg
A banda tirando foto com groupies
Origem Inglaterra
País {{{país}}}
Período {{{período}}}
Gênero(s) Britpop, Indie
Gravadora(s) Parlophone, Óticas Precisão
Integrante(s) Damon Albarn, Graham Coxon, Alex James, Dave Rowntree
Ex-integrante(s) {{{exintegrantes}}}
Site oficial {{{site}}}


Querendo imitar o Blondie, mas, ao invés da sonoridade, simplesmente se travestiram. Damon ainda acabou com o tesão de uma geração nessa brincadeira

Cquote1.pngVocê quis dizer: The Kinks Cquote2.png
Google sobre Blur

Cquote1.pngVocê quis dizer: OasisCquote2.png
Google sobre Blur

Cquote1.png Ahhhn, Blur! Conheço! É a outra banda do 2D né? Cquote2.png
retardado de Gorillaz sobre Blur

Cquote1.png A banda do Woohoo! Cquote2.png
Qualquer um sobre Blur

Cquote1.png Eita sobrou uma música aqui, mas nem dá tempo de arranjar nome então ponha qualquer merda ae. Cquote2.png
Blur sobre Song 2

Cquote1.png Yahoo! Cquote2.png
Nerd sobre Song 2

Cquote1.png When I feel Heavy Metal! Cquote2.png
Damon Albarn quando ouve Avenged Sevenfold

Cquote1.png Blur! Cquote2.png
Alguém vomitando

Cquote1.png AII OO CLIPEE DA CAIIIIXINHAA DE LEICHEEE ÉÉÉE MUITOOO FOOOOOFOOOOOOOOoOooooOo!! Cquote2.png
Guria retardada sobre Coffee & TV

Cquote1.png Eu espero que eles peguem AIDS e morram! Cquote2.png
Noel Gallagher mostrando seu amor à banda

Cquote1.png DAMOOON, CASA COMIGO! Cquote2.png
de 13 anos sobre Damon Albarn

Cquote1.png Medo. Cquote2.png
Justine Frischmann sobre comentário acima

Cquote1.png HAHAHAHAHHA, ela me traiu pra ficar com você, agora sofre filho da puta! Cquote2.png
Brett Anderson do Suede sobre Justine Frischmann ter terminado com Damon

Cquote1.png Mas você continua sendo corno Cquote2.png
Damon Albarn sobre Brett Anderson

Cquote1.png Aaah tá! Blur é azul em ingrês né? Cquote2.png
Carla Perez sobre Blur

Cquote1.png Como uma banda de merda pode se chamar "azul"? Cquote2.png
Fãns de Oasis sobre Blur

Cquote1.png Blur significa "borrado" Cquote2.png
Capitão óbvio sobre Blur

Cquote1.png Não tenho palavras certas para descrevê-los então chamo eles apenas de "mulheres" Cquote2.png
Oasis mostrando que respeita a escolha alheia

Blur é uma banda de britânica de mauricinhos que cansados da vida fácil montaram uma banda para ter uma vida mais fácil ainda e poder cheirar gatinhos a vontade. A banda é formada por um Damon Albarn, um drogado com esquizofrenia, metido e chato (não tanto quanto os caras do Oasis, mas quase tão chato quanto), Dave Rowntree um nerd programador de computadores que deu errado na bateria, Graham Coxon outro nerd, metido a culto e pintor amador (não diga isso para ele se não ele chora) na guitarra e Alex James o emoxinho glamouroso fazendeiro de queijo no baixo. Eles fizeram muito barulho na ilha nos anos 90's iniciando o movimento mamãe quero ser Beatle, apesar de que na Terra do Tio Sam eles só são conhecidos por "banda do woohoo" ou "a banda que Oasis odeia" (apesar dessa classificação englobar todas bandas existentes, exceto The Beatles, eles conseguem superar em todas o ódio). Ou seja, eles são tão famosos nos States que nem você é na sua escola.

Tabela de conteúdo

[editar] Início de tudo (ta, não de tudo, não vou contar sobre o Big-Bang etc, só do começo da banda)

Damon e Graham são amantes amigos de longa data, eles se conheceram na Escolinha Acarajé Feliz quando Damon precisava de alguém para tocar punheta com ele saxofone na peça de teatro dele. Eles tinham muitas coisas em comum. Mentira, o Graham era um nerd, emo, indie, fofo e zé ninguém enquanto o Damon era um moleque encapetado arrogante pra caralho, odiado por todo mundo e zé ninguém. Como os dois compartilhavam a zé-ninguemzisse a amizade começou a se formar. Eles faziam tudo juntos, dividiam a mesa no refeitório, faziam trabalhos escolares juntos, pegavam as gatinhas juntos, levavam porrada dos bullies juntos entre outras coisas constrangedoras.

Assim, eles cresceram e como eles eram muitos amigos, combinaram de ir para a mesma universidade para a amizade não se desfazer. Mas logo Damon quis desistir e montar uma banda, pois como ele nasceu para brilhar ele estava jogando seu tempo e seu talento fora. Graham gostou da ideia, e abandonou a sua faculdade de artes, pois acreditava que não estava aprendendo nada de útil. De alguma forma não muito importante e provavelmente muito chata para contar aqui, eles conheceram outros vagabundos Alex e o não importante, sempre esquecido por todos, o... Qual é o nome dele mesmo? Bem, realmente não importa. Daí essa turminha da pesada, com muita sorte, logo de início conseguiram um contrato com uma gravadora para sugar toda sua alma e dinheiro pelo resto de sua vida.

Inicialmente ele se chamavam Seymour. O nome era tão ruim (e você que já achava Blur tosco!) que a gravadora mandou eles trocarem por qualquer outro. Daí eles trocaram para Ruomyes e a gravadora despediu desistiu deles e deu uma lista de nomes de banda pra eles escolherem. Na lista tinha:

  • Rulb
  • Lurb
  • Rurl
  • Urlb
  • Blur

Com somente essas opções, eles obviamente escolheram Urlb, mas acabou sendo Blur mesmo porque é a gravadora que manda.

[editar] Leisure e outras drogas

She's So High

Como o som dos borrados não era lá grandes coisas, eles só foram contratados mesmo por causa das carinhas bonitinhas, o primeiro álbum foi altamente controlado pela gravadora que queria fazer um super-hiper-mega-ultra-sucesso de cara nas paradas britânicas para encher o cu de dinheiro e conseguir aposentadoria logo. Assim, o estilo do álbum é um tipo de rock britânico meio-pscodélico meio-experimental drogado-pra-caralho-de-montão-a-beça que na época estava em alta (hiiiiiiighh, se você me entende). Dessa forma, eles fizeram sucesso de cara sim, de cara na parede.

O primeiro single "RIARIAIRAIRAIRAIRI ELA TA DORGADA MANO", com seus acordes complexos e uma letra profunda teve uma má venda (por que será?) e vendeu um pouco mais que nada dividido por infinito. Com o segundo single, Não tem outro jeito, vou ter que começar a trabalhar sério as vendas foram um pouco melhores, se equivaleram ao número de pessoas que realmente leem os termos e condições antes de aceitá-los.

Como o dinheiro que eles recebiam não estava dando conta do prejuízo dos instrumentos quebrados em palco, cerveja, os gatinhos cheirados, as pantera que levavam tapas e o chá da tarde, eles foram fazer um tour no nos Estados Unidos onde as pessoas tem banhas gordas e bolsos também. Porém seu estilo de música drogado não chamava atenção pois sofria concorrência de outro estilo de música mais drogado ainda, o grunge. Assim, eles continuaram quebrados e ainda foram vaiados pelos gordinhos. Isso fez que eles ficassem puta revolts e voltassem chorando para o colinho da Rainha Elizabeth.

[editar] Modern Life Is Rubbish e outros lixos

Damon Alborrecido (haha, que piada lixo) com os americanos gordos, chatos, feios e cara de mamão tem uma sindrome "eu sou foda e posso mudar o mundo" e resolve criar um novo e inovador estilo de música nunca visto antes, o britpop, que é simplesmente o resumo de toda música britânica, ou seja, um lixo.

Uma imagem que resume o álbum

O álbum era o começo de uma nova era, podia ver-se um novo movimento nas ruas provavelmente pela liberação da maconha. Os jovens ingleses mostravam-se com uma nova energia britânica, aos poucos paravam de se encontrar no Burger King e se encontravam na casa de amigos para tomar um chá da tarde, contar fofocas da realeza e falar mal dos americanos, deixavam seus livros do Crepúsculo de lado para reler os seus do Harry Potter, deixavam de ver American Pie para ver O Discurso do Rei, deixaram de ouvir Lady Gaga para ouvir Adele. Esse era o espírito gay inglês!

A gravadora americana quando viu o álbum ficou WTF!?!? Isso vai vender menos que a maçã do McDonald's!!! Só que quando a gravadora britânica ouviu, ela ficou OMG!! Essa merda vai vender menos que a bandeira da frança!!! Ou seja, era um lixo, só que inglês (pelo menos ele tinha classe). Todo mundo achou que eles estavam ficando malucos, daí lembraram que eles já eram, então devia ser uma fase normal da doença.

Apesar de toda essa reação negativa... Ah, quem estamos enganando, isso não vendeu porra nenhuma.

[editar] Parklife e a vida no parque de famosos

Eles tentaram de novo, só que dessa vez falando mal dos EUA em vez de tentar falar das qualidades da Inglaterra. Foi sucesso de imediato, porque, claro, o que é mais inglês do que fofocar e falar mal dos outros? Isso junto com jogada de marketing de colocar cachorros drogados como capa do álbum porque quem não gosta de drogas cachorros né?

Agora todo mundo só falava de Blur. Eles eram a banda do momento, se você quisesse ser legal você tinha que ter uma camisa do Blur, se não você tinha chances de ser legal de verdade. Em todo lugar estavam seus lalala e nhênhênhê e ohohoh e woohoo (não, esse ainda não) mais melosos que chá de mel com açúcar (nem sei se essa merda existe). Eles ficaram famosos tão rápido que nem eles acreditavam que as pessoas gostaram daquela merda eles eram realmente tão bons assim. O sucesso foi tanto que eles começaram a ser muito comparados com maconha, pois os dois vendem muito e são uma droga.

Foram muitos os prêmios que eles ganharam no The Brit Awards incluindo melhor banda britânica, banda do ano, banda do ano anterior, banda do ano seguinte, música do ano com Girls & Boys, música do mês com Girls & Boys, música do dia com Girls & Boys, música mais tocada nas das rádios com Girls & Boys, música mais tocada na porra toda com Girls & Boys, música que mais encheu o saco com Girls & Boys, música mais glamorosa com London Loves, música mais drogada com Bank Holiday, música mais nerd com Jubilee, música mais WTF com Far Out, música famosa também mas sem grupo para inserir-la com Tracy Jacks, clipe de música mais britânico com Parklife, clipe de música mais cult com To The End entre outras mais de 8000 premiações. Mas mesmo assim você nunca ouviu falar em nada disso, nem ninguém nenhum cidadão americano que estava mais interessado em caçar pizzas no grunge e provavelmente não ficaram sabendo e nem nunca saberão que esse movimento existiu e eles foram xingados pelas costas.

[editar] The Great Escape e o escapando dos paparazzis

Enfim o Blur estava dando certo, era famoso pra caralho e tinham legiões de fans gurias retardadas que amavam sua música e queriam dar pra eles. O único problema era que a maioria delas eram criancinhas mimadas, sabichonas, chiliquentas e melequentas, o que dava até pra relevar, já que ainda dava pra comer as mães solteironas (ou não) delas.

Assim, para manter o sucesso resolveram fazer um álbum exatamente igual ao anterior, só que mais chato (apesar de parecer impossível, eles conseguiram piorar aquela merda e deixar mais melequenta e ainda). O álbum vendeu que nem água também, mas é obvio que esse reinado do Blur não ia durar muito tempo, se não eles ainda seriam lembrados hoje em dia né gente. Assim, criados em laboratório a partir de uma experiência de recriar os The Beatles (para tentar melhorar o cenário musical inglês, porque tava foda ein), tentando refazer George Harrison o saiu Noel Gallagher, um clone nada a ver, mal feito e mais chato do George. Eles tentaram mais uma vez, e conseguiram errar mais ainda tentando fazer o John Lennon, criando assim Liam Gallagher, um clone mais chato e sem talento nenhum além de saber gritar que nem uma galinha. Assim, eles criaram juntos com outros inúteis o Oasis, que não tinham nada a ver com os Beatles, além do fato de se acharem os Beatles. De alguma maneira, conseguiram fazer que as pessoas acreditassem que eles fossem o quarteto tão adorado e puxado o saco da Inglaterra, por isso conseguiram vender muito no seu CD de estréia Definitely Beatles.

Um típico nerd fã de Blur lutando na Batalha do Britpop

Voltando para o Blur, porque afinal esse artigo é deles (até no artigo deles eles perdem o lugar para o Oasis, puts, que merda). Os borrados começaram a se borrar na calça de medo de perder o lugar nas paradas para os pseudo-Beatles, e assim começaram a troca de xingamentos pesados de um lado para outro como "seu Bobo, chato, feio, cara de mamão!", "você é tão feio que Thom Yorke sente pena sua!" ou "sua mãe é tão gorda que parece americana!". Até que resolveram acabar com as suas diferenças como homens adultos: fazendo guerra. A Batalha do Britpop foi uma batalha sangrenta onde os fans das duas bandas faziam de tudo para ser os primeiros a chegar nas lojas de CDs e para comprar ou o single "Casa Sertaneja" do Blur ou o "Rola com isso" do Oasis. Parece brincadeira, mas entrou armamento pesado no meio, desde pistolas de água ou ketchup à basucas da Nerf. Como os fans de Blur eram mais mauricinhos e seus pais podiam comprar várias armas de brinquedo complexas enquanto os fans de Oasis tinham que se contentar com estilingues e bolinhas de gude, o Blur ganhou.

Mas incrívelmente, apesar de ter ganhado a batalha, eles perderam a guerra. Ninguém sabe explicar direito, mas eles deixaram de ser legais, talvez porque a crítica estava torcendo para o Oasis, talvez porque a crítica ficou com pena do Oasis, talvez porque a crítica gosta de ser contraditória mesmo ou o mais provável, que o destino deles era ser fracassado mesmo e nada podia mudar isso.

[editar] Blur e "borrando" o passado (nossa, essa foi péssima)

Compre agora seus bonequinhos da banda Blur de Lego! Aproveite a promoção que agora eles são fracassados e leve os seus por apenas $1,99!
Depois de serem derrotados completamente pelos bullies hooligans do Oasis, ninguém mais queria saber de Blur, Blur era uma piada para toda a sociedade britânica. Se você gostasse de Blur na escola você seria vítima de bullying de todas as crianças desde o ensino médio ao maternal, até da professora, até do diretor, até mesmo da Promotoria de Justiça de Defesa da Infância e da Juventude.
Um típico dia para Damon nessa época, dormindo em uma praça público de Londres junto a mais 10 mendingos. Atípico seria se ele acordasse na sua casa, e praticamente impossível se ainda por cima estivesse sem ressaca
Eles entraram numa crise de emisse identidade, eles se sentiam como bonequinhos da mídia (literalmente, eles tinham até seus próprios bonecos de lego) e desistiram de todo aquele pop e do glamour britânico e resolveram acreditar buscar no país que eles tanto odiavam uma solução para seus problemas, criando assim outro estilo inovador e inédito: o grunge britânico (ah?). Para isso, eles compraram vários CDs dos Pixies (Nirvana é muito mainstream), utilizaram como inspiração a "mulher maravilha" e compraram muita, mas muita "Coca-Cola". O resultado foi que o álbum ficou tão drogado que fez sucesso até mesmo na Inglaterra, mesmo a sonoridade não sendo tipicamente britânico que lugar do mundo não gosta de uma boa dose de dorgas ein?.

Assim, finalmente, conseguiram explodir nos estados unidos. Ta, na verdade só uma única música conseguiu fazer sucesso lá, a WOOHOO song pela sua alta complexidade, onde foi cuidadosamente trabalhada e apresenta uma letra poética e bem profunda, o que combina perfeitamente com a mente apurada e capaz de grande compreenção dos cidadãos americanos.

Cquote1.png Ah, eu começo a bater na minha guitarra... *glup* e daí, ahhnn... Você grita alguma coisa tá, Damon? Cquote2.png
Graham Coxon bebum sobre criação de Song 2

Cquote1.png Ah? O que, o que? Aah, tá bom mlk, eu te amo kkkkkkkkk Cquote2.png
Damon Albarn acordando de uma coma sobre criação de Song 2

Voilà! Entre 10 e 12 minutos essa linda música foi criada e alegrando nossas vidas e explodindo nossos ouvidos desde 1997!

[editar] 13 O álbum com 13 músicas dedicadas inteiramente a dor de cotovelo

[editar] Visita ao Brasil

Blur veio ao Brasil em '98, fizeram shows em São Paulo e no Rio de Janeiro. Alex James Dormiu com 5 fãs paulistas, o Damon e o Graham ficaram bêbados de tantas caipirinhas e o Dave baterista se divertiu com um Nintendo 64 no quarto do hotel.

[editar] Think Tank e pensando como vai ser de agora em diante

[editar] Fim? (ufa)

[editar] Nãããão! (aff)

[editar] Integrantes

[editar] Damon Albarn

Demon Albarn

[editar] Graham Coxon

A comparação de dois trabalhos de Graham, um de quando ele era criança e outro de quando ele era retardado

Graham Coxon, apesar de sua família ser inglesa, nasceu na Alemanha. Muito pequeno já foi para a Inglaterra, e a única característica alemã que possui é o alcoolismo, pois ele costumava tomar mamadeira de cerveja, já que não existe outra bebida na Alemanha.

Desde muito novo já demonstrava seus dons artísticos: enquanto o choro das crianças normais é muito chato e irritante, o choro de Graham era distorcido, lo-fi e experimental, o que deixava tudo muito mais chato e irritante, porém era aclamado por vários críticos também chatos e irritantes. Graham também era um prodígio em nas artes plásticas, suas pinturas eram tão brilhantes que deixavam Michelangelo, Leonardo da Vinci e toda sua turminha do maternal morrendo de ciúmes. O que foi acontecendo é que quando ele começou a ficar mais velhos seus desenhos deixavam de ser genias e ficavam cada vez mais simples e mais banais, parecendo desenhos de pessoas com parkinson criança, quando deveria ser o oposto.
Da esquerda para a direita: Buddy Holly, River Cuomo, Graham Coxon. Opa, quer dizer, da direita para a esquerda. Não, perai... Ah, que seja, da direita pra esquerda ou da esquerda para direita, de cima para baixo e etc: Nerd, nerd e nerd
Isso mostra um fenômeno raro, mas não impossível na natureza de uma Benjamin Button patologia, ou ele só ficou retardado por causa dos neurônios destruídos por excesso de álcool e gatinhos cheirados.

Graham é também um dos membros que formadores da AGN, a Associação dos Guitarristas Nerds, a mesma que River Cuomo participa. Para ser membro da AGN precisa somente e unicamente ter um óculos de aro grosso, o que te faz parecer com o Buddy Holly, o mestre dos nerds roqueiros. Nessa organização há várias disputas de quem é o melhor guitarrista de todos os tempos, e as disputas não são nada fáceis, é necessário ter muita habilidade no Guitar Hero e no mínimo saber tocar Through the Fire and Flames no Expert, de preferência com só uma mão.

[editar] Alex James

[editar] O outro carinha aí...

[editar] Ver também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas