Boa Esporte Clube

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso importante: Futebolismo aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa pra quem você torce, seja o Bahia de Feira, o Fluminense de Feira ou o Sergipe. Seja engraçado e não apenas idiota.


Boa Esporte Clube
Escudo do Boa.png
Brasão
Hino Música de dor-de-cotovelo
Nome Oficial Ituiutaba/Boa Esporte Clube LTDA
Origem link={{{3}}} Minas Gerais- Ituiutaba
Apelidos BOA
Torcedores Aqueles que ganham R$50,00 da prefeitura para assistir os jogos
Torcidas ......
Fatos Inúteis
Mascote coruja, símbolo da nerdice; ET de Varginha
Torcedor Ilustre ET de Varginha
Estádio Fazendinha
Capacidade 11 vacas no pasto e 1.500 caipiras
Sede Fazenda
Presidente Lula
Coisas do Time
Treinador Dunga
Pior Jogador Nuvola apps core.png Você
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Goleiro Bruno que mandou matar a Eliza
Patrocinador Linguiças do Nho Lau
Time
Material Esportivo Chico Bento Materiais
Liga Campeonato Brasileiro
Divisão Série B
Títulos Campeonato Triângulo Mineiro de Caça de Galinhas - 1967
Ranking Nacional 197°
Uniformes Ituiutaba-mg-1.jpg
Ituiutaba-mg-2.jpg


Cquote1.png BOA? Só se for Antártica! Cquote2.png
Cerveja ruim sobre time ruim
Cquote1.png CHUPA!!! Cquote2.png
Torcedor do ABC FC após a final do campeonato Brasileiro Série C 2010

Ituiutaba Boa Esporte Clube é um tradicional Empresa Ltda de futebol, situada no sul do deserto Mineiro, que dedica sua história a alimentar uma rivalidade inútil e mesquinha com o Uberlândia para sempre cagar no pau na hora de enfrentar o Atlético ou o Cruzeiro. Na época da Copa do Mundo no Brasil, por ser a terceira potência do futebol mineiro, as cadeiras do Mineirão foram pintadas de vermelho em homenagem ao Boa Esporte, considerado então tradicional clube do estádio.

Ninguém sabe também, se o Ituiutaba já disputou a Copa do Brasil, porque todos só acompanham esse torneio a partir das quartas-de-final, e o Ituiutaba nunca foi detectado jogando essa fase.

E aquela estrela amarela gigante que o Ituiutaba tem no escudo? Não! Aquilo não é o título do mundial interclubes de 1948, aquela estrela representa o disputado e emocionante Campeonato Triângulo Mineiro de Caça de Galinhas de 1967.

História[editar]

Fundação[editar]

Torcida local acompanhando mais um show de música sertaneja (vulgo, jogo do Ituiutaba).

Apesar de só ser encontrados evidência desse time em 2004, recentes dados arqueológicos afirmam que o Ituiutaba foi fundado em 1947 ainda com equipe amadora peladeira formada por travestis (daí o apelido de "Boa" já nessa época antiga), e apesar de ninguém se importar, foi aquele time que sempre fez número no Campeonato Estadual do Triângulo Mineiro (extinto com a criação de Minas Gerais).

A história oficial de fracassos desta equipe começa em 1998, quando alguém teve a ideia genial de criar o Ituiutaba Esporte Clube e oficializar isso, fazendo a equipe jogar a Décima-sexta divisão do campeonato mineiro onde passou longos anos servindo para porra nenhuma. Normalmente ficaria por lá, mas os outros times mineiros mais bem colocados foram falindo e fechando as portas, de maneira que o Ituiutaba foi subindo de divisão só pra completar tabela mesmo nas divisões superiores do estadual já que outros times desistiam e sumiam.

Ascensão e primeiras participações na Série C[editar]

Em 2004 finalmente sobe do Módulo II e vai pela primeira vez disputar um campeonato mineiro. No ano de 2005 localizou a cidade de Ituiutaba no mapa ficando numa inédita sexta colocação. O nome do time que lembrava "tutu com diabo" ficou marcante, e rapidamente a equipe tornou-se a oitava força do futebol mineiro.

Após seu surgimento, e o sumiço do América Mineiro, o time torna-se especialista em jogar a terceira divisão do campeonato brasileiro após acostumar-se a ir perder semi-finais e quartas-de-final no campeonato mineiro onde sempre perdia para Cruzeiro ou Atlético, comemorando empates com estes dois.

Por 5 anos consecutivos (2005 a 2009), disputou a Série C, assim enfrentando muitos times do interior paulista e carioca, quando o Ituiutaba desenvolveu uma gloriosa história de não ganhar nada e só encher o saco.

Temporada de 2010[editar]

Abusando da criatividade, o Ituiutaba em 2010 viria a conquistar a incrível façanha alcançada por pouquíssimos times ainda em atividade, o de ser rebaixado no campeonato mineiro, um torneio estadual que só tem dois times mais ou menos e outras 10 bostas. Naquele mesmo fatídico começo de ano foi eliminado na Copa do Brasil pelo Goiás.

Apesar de todo fiasco do clube que já flertava com a falência, algo incrível aconteceu no final do ano. O Ituiutaba foi vice-campeão da Série C. Uma cagada que poucos times brasileiros que sofrem na Série C conseguem dar, ao cair primeiramente num grupo só com times falidos, e depois na decisão das quartas-de-final enfrentar e eliminar o Chapecoense, que até então era um time que ninguém conhecia.

Temporada de 2011: Mudança para Varginha e novo nome[editar]

Em 2011, graças ao acesso garantido no anterior, os diretores do clube desistiram de falir o clube, e assim mudaram de cidade, movendo o clube para perto de alguma prefeitura que lhe pagasse umas esmolas. Dessa forma a equipe muda-se para Varginha e assume o nome de Boa.

O Ituiutaba Esporte Clube era conhecido no interior de Minas Gerais pelo satírico e carinhoso apelido de BOA, pois a população gay de Uberlândia é conhecida por comer o cu dos habitantes de todas as roças adjacentes, entre elas, Ituiutaba. Após 60 anos sem ganhar nada, o apelido BOA surge quando o Ituiutaba torna-se o time mais fácil e divertido de foder no campeonato, depois do Uberlândia. Quando o clube foi abduzido por Varginha, o antigo apelido virou nome oficial, porque a opção de Varginha Esporte Clube poderia ser confundido com "vagina" diziam os especialistas do marketing além do que, a CBF ficaria confusa.

Como o time não faliu, acabou subindo de divisão no estadual mineiro, sendo campeã do Módulo II, mesmo que nas primeiras rodadas tenha até disputado pra não rebaixar.

Na Série B do Brasileirão conquista uma inesperada e surpreendente sétima colocação contrariando todas expectativas dos especialistas que apontavam o Boa como rebaixado garantido. O time acabou não indo mal porque ninguém conhecia nenhum time chamado Boa, e esse nome engraçado desconcentrava os adversários. Nesta sua incrível participação na Série B chegou a ter chances reais de subir para a Série A, fato não conquistado porque a equipe teve 5 derrotas consecutivas nas últimas cinco rodadas, todas propositais por ordens da diretoria, que decidiu se precaver já imaginando o fiasco e chacota que seria o Boa numa Série A, então evitando subir de divisão por precaução.

Anos na Série B[editar]

A partir de 2012 começou a se acostumar com a Série B do Brasileirão, evitando ao máximo habitar o G4 da competição, mas também não dando bobeira de ir ao Z4. Acostumando-se com o meio da tabela nestes anos todos. Por ser um time altamente in competente, conseguiu rebaixar para a Série C do Brasileirão.

Temporada 2016 (projeto B)[editar]

Para o ano de 2016 o presidente do Boa Esporte percebeu que o escudo do clube tinha um enorme "B" escrito bem no meio, o que simboliza o compromisso do clube em jamais ser o protagonista em qualquer competição, sendo sempre uma equipe B, como o próprio escudo se orgulha em deixar bem explícito. Portanto iniciou-se um audacioso projeto em 2016 de lançar o time para a Série B. O problema é que por erro de projeto, os jogadores burros acreditaram que o projeto era de levar à Série B do Campeonato Mineiro, então em 2016 a equipe ficou na humilhante última posição do estadual, rebaixando.

Pelo menos, no restante do ano teve a decência de se reabilitar durante a campanha da Série C do Brasileirão, competição a qual foi campeã devido ao fato de que todos as outras 19 equipes da competição eram times incrivelmente falidos, mas assim honrando a camisa do clube, colocando o time em todas Série B possíveis.

Contratação do goleiro Bruno[editar]

O problema de ser um time coadjuvante e honrar o "B" enorme do meio de seu escudo é o que Boa acaba sendo um time pouco comentado e esquecido por todos, então o presidente do clube teve uma ideia brilhante e genial para chamar a atenção de todos, e para o começo da temporada de 2017 decidiu anunciar a contratação do goleiro Bruno que matou a Eliza. Tal contratação gerou enorme discussão sobre se é aceitável ou não contratar goleiros assassinos que estão soltos através de habeas corpus, os defensores dos Direitos dos Manos alegam que assassinos inescrupulosos podem matar um jogo de futebol sendo aceitável a sua contratação para reinserção na sociedade e que não existem outros 8.000 goleiros de boa índole e honestos desempregados no Brasil (estes que não precisam de oportunidades e que se fodam, caso existissem, claro, como o antigo goleiro do Boa que nem sabemos o nome porque ele nem existe).

Na onda do presidente, alguns patrocinadores aproveitaram pra fazer falso proselitismo social, como foi o caso da patrocinadora de Whey da equipe e também a patrocinadora master. Ambas só ajudavam a transformar a camisa da equipe num imenso sacolão de supermercado, mas pra um clube sem um tostão furado, não deixa de ser uma baixa.

Hino[editar]

Feia, o Feia
Esse som vai te destruir
Feia, o Feia
Aqui ou em lugar vazio
Feia, o Feia
Que mora em meu cu
Feia, o Feia
Pra mim é sempre sofredor

Feia, o Feia
Esse som vai te destruir
Feia, o Feia
Aqui ou em lugar vazio
Feia, o Feia
Que mora em meu cu
Feia, o Feia
Pra mim é sempre sofredor
Leleleô lelelea
Eu sou horroroso!
E de horror eu vou ficar mais

Leleleô lelelea
Eu sou horroroso!
E de horror eu vou ficar mais

Leleleô lelelea
Eu sou horroroso!
E de horror eu vou ficar mais

Leleleô lelelea
Eu sou horroroso!
E de horror eu vou ficar mais

Títulos[editar]

  • Mundial Interclubes - 1948.
  • Campeonato Triângulo Mineiro de Caça de Galinhas - 1967.
  • Campeão do Interior (times ruins) de Minas Gerais - 2009
  • Vice-Campeão Brasileiro da série C(na pura sorte).-2010
  • Cair pra Série C (2015)
  • Cair no Campeonato Mineiro para o Módulo II (2016)
  • Subir pra Série B ganhando de 1x0 contra o super-poderoso fodástico fodão campeão Bostafogo da Parayba (2016)