Boquete (Panamá)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Garota hentai.gif SEM VERGONHA!!

Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!

Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!


Boquete é um distrito da província de Chiriquí, localizado na Ilha de Lost no Panamá.

O prefeito, dono de todos os comércios, dono de todas as boates, dono de todas as casas e única pessoa que nasceu lá é Joey Montana, apesar do mesmo negar.

História[editar]

Cidadões espanhóis comemorando a nacionalização da Província de Boquete para o Panamá.

No começo dos tempos, essa região era habitada por índigenas e corinthianos babuínos, que movimentavam a economia com a exportação de cachimbo da paz para a Jamaica, até a chegada dos espanhóis que precisavam dominar esta rota comercial para o desenvolvimento do seu país. Iniciou-se uma guerra entre a Espanha e a tribo de Putz Qui Párriu (dominante das terras), o conflito entre às duas nações durou 38 dias minutos, foi um verdadeiro nabo por parte dos espanhóis, já que tinham conhecimento moderno de golpes, como o Ali baba Ali mamãe e Apertão de mamilos. Tempos depois, nas regiões próximas aquelas terras, o movimento de independência do Panamá estava se projetando, a Espanha entrou se alvoroçou, um caos no País, junto com propagandas em outdoors e mais 4 horas extras por comercial de Tv foram acrescentadas (essa média corresponderia há 1/3 da de hoje, mas isso é história para outro artigo), tudo para que a população local pudesse fazer sua esmola doação para montar uma quantia cabível para dar ao revolucionários, para que eles pudessem roubar nacionalizar aquelas terras e dá-la ao Panamá. Os revolucionários aceitaram a proposta, e os índios da tribo de Putz Qui Parriu voltaram à sua terra natal, e até hoje constituem a população local.

Economia[editar]

Um dos grandes centros comerciais da Província de boquete na atualidade.

Na economia atual a província tem certas dificuldades para se desenvolver, já que estudos apontam que o local é o segundo maior matagal do mundo (atrás somente do estádio do Santa Cruz), do qual é retirado todas as provisões necessárias para os moradores sobreviverem. Outro grande aspecto da economia local são os jogos do Meia-Boca Juniors, em La Boquetera localizada na capital Boquete para baixo, apesar de que, no passar dos ´séculos, o time dos Boqueteiros-Juniors fora considerado um time da Argentina, por causa de uma perigosa confusão, por serem o povo mais tradicional na arte do boquete, e também pelos países da América serem todos iguais.