Papilionoidea

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Borboleta)
Ir para: navegação, pesquisa
Borboleta
Borboleta em sua forma completa
Borboleta em sua forma completa
Classificação científica
Reino: Animal
Filo: Artrópodes
Classe: Insetos
Ordem: Voadora com asas
Família: Borbolea
Gênero: Borboletus belus
Habitantes: Qualquer lugar
Ris. extinção: Bem difícil
Int. Econômico: Fazer quadros
Int. Culinário: Nenhum (seria nojento isso!)
Borboletus belus belus
Distribuição geográfica
Em azul no mapa, os lugares onde as borboletas vivem.
Em azul no mapa, os lugares onde as borboletas vivem.
Borboletinha de Taubaté

Cquote1.png ... Borboletas sempre voltam e o seu jardim sou eu! Cquote2.png
Victor e Leo sobre seu novo sucesso borboletas
Cquote1.png São insetos MARA! Cquote2.png
Seu Ladir sobre borboletas
Cquote1.png Voa, borboletinha de Taubaté! Cquote2.png
Pit Bicha sobre Pit Bitoca borboletas taubaneanas
Cquote1.png Eu tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre seu (que meda!) medo de borboletas
Cquote1.png Eu também tenho! Cquote2.png
Você sobre borboleta
Cquote1.png Na União Soviética, quem sofre metamorfose é VOCÊ! Cquote2.png
Reverssal Russa sobre metamorfose na União Soviética

Apresentação[editar]

Borb morpho anaxibia.jpg

Borboleta é o inseto mais fofo e estranho que existente, e que habita todos os cinco continentes do mundo. Pertencentes da família das borboletáceas superovariadas, nascem de um modo para morrer de outro. Voadoras (a partir do momento em que criam asas pelo menos), são muito louvadas por observadores da natureza borboletal (aka. desempregados ou freqüentadores da Zelite, que possuem tempo de sobra para esse merda observação), casais apaixonados, cantores de dragmusic músicas sertanejas e qualquer outra pessoa que não tenha mais nada do que fazer na vida e decide observá-las, somente para passar o tempo (isso que eu chamo de perder tempo).

A Digivolução Metamorfose[editar]

Efeito-borboleta.jpg

Para chegar aonde chegou (voadora, bela e radiante como a conhecemos) a borboleta passa uma difícil vida na terra, desde o seu nascimento. É chamada de “patinho feio” dos insetos, pois começa sendo triste de dá dor, nascendo uma coisa nojenta e repulsiva, que comumente conhecemos por lagarta. Mais tarde, evolui se tornando um casulo e, após muito esperar, correndo o risco de acabar morrendo na praia, passa a se tornar uma borboleta, sendo esse processo todo (que leva um tempo do caramba) conhecido como digivolução metamorfose.

Metamorfose é uma mudança no “corpitcho” do bichinho, que vai muito além de somente um espichamento crescimento dele. Diferentemente do homem, que nasce com todos os seus membros no lugar (pelo menos nos casos mais comuns é assim, ou pelo menos é o que eu acredito ser), não lhe nascendo mais nada depois de ter sido gerado, e somente vai aumentando de tamanho com o tempo, mas seu corpo em si continua o mesmo (dois braços, duas pernas, um pênis – no caso do sexo masculino), tal mudança para a borboleta sempre trás algo mais consigo, sendo muito mais do que uma simples diferenciação dos seus estados anteriores.

A (nem tanto assim) incrível metamorfose

As borboletas sofrem o que conhecemos (eu coloquei no plural para ficar como se você estudasse isso, mas se você não conhecia por ser um ignorante, agora está conhecendo) como uma Metamorfose Indireta, ou seja, elas, igualmente a um bichinho de bolso, tem estágios de evolução que a diferenciam sempre uma etapa da outra, mudando alguma coisa em seu corpo, o que não ocorre com o homem que sofre uma ‘’’Metamorfose Direta’’’, mostrando que já nasce da forma que vai ficar quando crescer (por isso, não pense que você, que nasceu feio, vai crescer e ficar bonito quando crescer, isso só acontece com insetos, o que você não é – Ou não). considerando que meu pau é de 20cm eu arregaçaria uma borboleta muito facilmente


A metamorfose geralmente acompanha uma mudança no modo Coca-Cola de viver do agente metamorfoseado. No caso da borboleta, esse novo estilo de vida aparece no seu aparelho comedor (a boca em si). Quando em estado larval, a futura borboleta ainda uma simples lagarta, possui uma boca feita necessariamente para mastigar (tendo em vista que ela se alimenta de planta), após sua metamorfose, sua boca ganha o dom de somente chupar (ui!), ou seja, transforma-se em um aparelho boqueteiro de sucção (tendo a sua alimentação mudada de folhas para esperma néctar).

Fases da Metamorfose[editar]

Agora, se a sua escola pública não ensina isso (e a sua particular muito menos), mas cobrou uma atividade enorme a esse respeito, e você não tem mais a quem recorrer a não ser à internet Desciclopédia, aprenda por aqui sobre os estágios pelos quais a ‘’’borboletinha’’’ passa até alçar vôos pelo mundo. São esses:

Fase Larval[editar]

A nojenta e desprezível fase larval
Caterpiegif.PNG

Nascida de um ovo centrolécito (se você não sabe o que significa centrolécito Joga no Google se mata saia de Desciclopédia vá estudar Biologia seu vagabundo), que são os ovos em que o vitelo se concentra no centro do ovo, in ridor ao núcleo (ou você pensa que eu não entendo nada de ovos Biologia?), surge o primeiro estágio da futura borboleta, a lagarta.

Nesse período a larvinha é completamente virgem e assim ela vai ficar durante toda a sua pequena vida, pois não atingiu ainda a idade certa para realizar tais indecências. A única função da larva nessa fase é comer, comer e comer, por isso elas são tão gordinhas (além de que precisam fugir de predadores também – o que é difícil estando muito gordas), para juntar alimento necessário para sobreviver ao seu próximo estágio, que exige muita disposição, muito saco também cuidado e muito amor tempo.

Fase Casulo[editar]

A endiabrada fase de casulo
Metapodgif.PNG

Esse é o período vital da futura borboleta, em que a lagarta cria um casulo para si (conhecida cientificamente como polpa pupa, trancafiando-se dentro dele por mais de oito mil dias, escondendo-se em um lugar que seja impossível um predador encontrar (o que nem sempre dá certo), sem poder nem saber o que se passa ao seu redor, se chove, faz sol ou qualquer coisa do tipo (um verdadeiro saco pra falar a verdade, mas é exatamente o objetivo que elas decidem fazer, cada um cada um).

É a fase mais entediante pela qual um inseto pode passar. Sendo que ficar nesse estágio é passar cerca de meses em uma única posição, somente adormecendo (ou não), sem saber o que se passa lá fora, correndo o risco de ser morta por qualquer doido que possa passar por onde se pensa está bem escondida e tranqüila. Para se alimentar, a lagartinha que está no casulo, se utiliza de tudo que ela comeu durante a vida toda, pois depois que ela entra no casulo não tem mais como fazer um boquinha e depois voltar pra ele não.

As que conseguem concluir essa chata fase da vida, agora estão preparadas para seguir para uma nova fase, que é a ultima de sua completa metamorfose e a sua ultima de vida. É a fase que mais conhecemos e a que mais é apreciada pelos idiotas que não tem mais nada pra fazer admiradores da beleza da Mãe Natureza (que mal sabem o trabalhão que deu pra isso acontecer tudo).

Fase Adulta – A borboleta propriamente dita[editar]

Finalmente ele chegou ao estágio final
Butterfreegif.PNG

Essa se trata da fase mais evoluída do inseto. Nesse estágio a borboleta se torna absoluta. Em sua metamorfose, ganha uma espécie de aparelho bucal (aka. Boca) diferenciado do seu antigo modo de lagarta, que era mastigador/triturador, adquirindo agora a forma de chupadora, com uma língua grande e enrolada (ui!), devido à sua principal fonte de alimento estar relacionada com a chupação de porra néctar das flores. Além disso, ganha um belo (ou feio, nunca se sabe) par de asas, que a torna ainda muito mais graciosa diante dos olhos dos seus idiotas admiradores. Ganha uma lipoaspiração em seu abdomên, diferenciando-se de sua robusta estrutura corporal do passado. E um par de antenas, tão funcionais quanto o apêndice é para o ser humano.

É nessa fase que a borboleta ganha um status de uma criatura adorável e amada, admirada e louvada por todos, sendo até tema central de música sertaneja (o que, falando a verdade, nem é tão grande homenagem assim), sendo considerada, em alguns lugares, como um sinal de boa sorte ao entrar em alguma casa (principalmente nos domicílios de pobres), sendo que, quando em fase larval, é considerada uma praga, sendo que poucas atingem a fase de casulo (pupa), pelo fato de serem amassadas, apedrejada e mortas bem antes de, pelo menos tentar, chegarem a esse estágio de sua obrigatória vida.

Importância no mundo[editar]

Borboletas aumentando a variabilidade genética. Cena vetada pelo fato da DP não ser um site Pornô

De praga de plantações à doces criaturas amadas pelo homem, as borboletas contribuem e muito para fazer do mundo um lugar bem mais bonito e feliz. Igualmente à suas amigas abelhas, aves e, até mesmo, o vento, trabalham contribuindo para um processo conhecido como trabalho de polinização (no caso das borboletas, é conhecida como Psicologia Psicofilia, que seria quando a borboleta enfia a colher na relação das flores).

Polinização é quando o gameta masculino de uma flor, encontra o gameta feminino de outra, em outras palavras, seria o ato sexual realizado pelas plantas. Para que tal ocorra, algumas vezes, é necessário a ajuda de agentes polinizadores (basicamente um Ménage à trois seria isso), sendo a borboleta um desses agentes que contribuem para essa função de polinizar as plantas ao redor do mundo. A psicofilia, que é o que as borboletas realizam, é normalmente realizada em flores que possui o corpo muito fundo, e que somente o lingão da borboleta pode alcançar, levando o seu néctar para outras flores, realizando a fecundação.

Além disso, a borboleta se faz importante devido à relação sexuada que pratica, aumentando assim a variabilidade genética entre as demais espécias de borboletas existentes, tornando-as mais resistentes aos intempéries do clima e das mudanças de seu habitat, e outras coisas mais que você aprende em evolução nas suas aulas de Biologia (ou pelo menos deveria aprender).

Ver também[editar]

Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Papilionoidea.

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Papilionoidea no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg

<center>

 
Papilionoidea não possui coluna vertebral, logo não pode fraturar um osso
v d e h
v d e h

Uma pequena Medusa(Cnidário)

Outros iguais à ele, logo abaixo