Brasília

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se procura pelo carro da Volksmerda Volkswagen, veja Volkswagen Brasília
Município de Brasília
"Capital Federal"
BandeiraDF.JPG Brasao de Brasilia.jpg
Bandeira Brasão
Aniversário 21 de abril
Fundação 21 de abril de 1960
Gentílico 'candango, brasiliense'
Lema E Tutti Finita in Pizza, Amen!
Apelidos Deputado, Senador, Ladrão, Político
Prefeito(a) Igor Tokarski, o revoltz![1] (Eterno partido de Eduardo Campos)
Localização
Localização de Brasília
Estado Distrito Federal
Mesorregião Goiás
Microrregião Metropole pobre do Entorno
Municípios limítrofes Luziânia, Santo Antônio do Descoberto e Planaltina de Goiás
Distância até a capital -- km
Características geográficas
Área 3.219 km² km²
População 500.000 (apenas na região central)
Total: 2.500.000 hab. 2015
Idioma Brasiliês
Densidade ? hab./km²
Altitude 1200 metros
Clima Cerrado ?
Fuso horário UTC +3
Indicadores
IDH 0,900 Ontem
PIB R$ 2,5 mil (não produz nada) out/2016
PIB per capita R$ 1,02 dez/2019

Cquote1.png Você quis dizer: Buenos Aires Cquote2.png
Google sobre Brasília
Cquote1.png Os Goianos do quadradinho?? Cquote2.png
Sulista sobre brasiliense
Cquote1.png PEGA LADRÃO!!! Cquote2.png
José Luiz Datena sobre Brasília.
Cquote1.png Brasília não tem esquina. Aonde que as mães dos políticos trabalham? Cquote2.png
Diogo Portugal sobre Brasília
Cquote1.png Tô aqui muito solto, solteiro no Rio de Janeiro Cquote2.png
Cabeção sobre Brasília
Cquote1.png Melhor cidade do Mundo!! Cquote2.png
Gamense e Brasiliense em um único momento de paz

Oscar Niemayer, o criador.

Brasília (Goiás, 17 de junho de 1960Distrito Federal, 17 de outubro de 1988), conhecida pela sigla de caráter duvidoso, BSB, e também apelidada de Disney brasileira, terra do faz-de-conta, capital da desesperança e canaã, é a maior cidade do interior de Goiás. Ela está localizada na Fazenda Distrito Federal de propriedade da família Roriz-cida. Foi construída durante o governo de Juscelino Kubitschek, presidente com quem todos os atuais presidentes querem se comparar, na tentativa de chegar perto de um mineiro safado que conseguiu fazer a maior obra superfaturada da história e ainda ser reconhecido como "estadista".

Brasília, também conhecida pelos locais como "BRASILA" ou "BrasÓlia" (caixa alta sic), e assinada nos cheques como BSB, também é muito conhecida como o maior presídio de segurança mínima do mundo. É lá que a cada 4 anos, cidadãos de todo o pais escolhem os ladrões mais felizardos e perigosos de seus estados para receberem estadia gratuita, uma renda vitalícia no valor de R$ 33.700,00, toda a sorte de auxílios (moradia, terno, aluguel, etc) e ainda poderem bater ponto apenas uma vez ao mês, não sendo obrigado a morar no local de trabalho.

Brasília também é sinônimo de inflação, o lugar em que se paga caro por tudo. Uma garrafa de cerveja nos bares mais pé-de-chinelo, por exemplo, custa em torno de R$ 3,50, enquanto em outros lugares custa R$ 1,50. Ainda tem lugares que é possível encontrar a mesma garrafa sendo vendida por até R$ 4 reais, como lugares longínquos como Brazlândia ou ainda no Paranoá, mesmo que o perfil dos moradores destas cidades não reflita no preço das coisas.

Por fim, Bras-Ilha (ou ilha de Brás) é outra denominação que faz sentido. Aqui vive a maior população de retirantes que comprou diploma só pra passar em concurso público, ganhou um trocos, mas continua ignorante do mesmo jeito e acha que virou gente porque trabalha como funcionário público em algum cabide estatal. O termo também é justo em vista de ser considerada a "Ilha da Fantasia" do Brasil, sendo entrecortada constantemente pelo meio de transporte típico local que é o famoso Trem-da-Alegria.

História

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Construção de Brasília
Por do Sol em Brasília

Era meados de 1970. A Volkswagen estava preparada para lançar seu mais novo trunfo para substituir o Fusca: Brasília. Inspirada em um avião, segundo engenheiros volkswaguianos, com uma Asa Sul e uma Asa Norte, foi demarcada para ter 1.584 cm³ de cilindrada. Porém, com o aumento da população, essa área já foi turbinada oferecendo mais espaço e versatilidade.

Em 1982, com quase um milhão e meio de habitantes vendidos, Brasília chegou ao fim devido a concorrência com as Linhas Aéreas Gol, que pareciam mais com um avião do que Brasília.

A ideia inicial era fazer como no fim da Segunda Guerra Mundial, arranjar um lugar para os judeus. Logo, JK desapropriou parte do território de Goiás (o Texas brasileiro) e cedeu aos judeus de todas as partes do Brasil. Assim como em Israel, Brasília também possui uma Faixa de Gaza, vulgo Estrutural. Por conta disso, existe uma certa rixa local contra os goianos[2].

População

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Candangos
O que os políticos sabem fazer melhor.

Cquote1.png CANDANGOS SÃO OS QUE 'VIERAM' PARA CONSTRUIR BRASÍLIA E NÃO OS MORADORES OU NASCIDOS EM BRASÍLIA. Cquote2.png
Citação no monumento ao Brasiliense desconhecido

As pessoas naturais de Brasília são conhecidas como Brasilienses ou Candangos. Palavra originária do interior do Nordeste (de onde, afinal, vem quase toda sua população) que significa "cabra ruim". O que não deixa de ser um elogio, a ponto de alguns de seus ignorantes,burros, desinformados habitantes sobre a origem da palavra baterem no peito e dizerem, sem a menor vergonha na cara, que são candangos mesmo, inclusive com adesivos nos vidros dos carros... Ao escolherem uma profissão, os candangos brasilienses, traumatizados pelos seus pais ausentes e separados, não querem seguir a mesma profissão dos mesmos (funcionários públicos). Dessa forma, eles compram a prova passam em um vestibular de uma universidade particular de procedência duvidosa e vão estudar em cursos cretinos como museologia, biologia ou geografia, jurando que vão ganhar R$ 30.000,00 por mês na iniciativa privada como seus pais medíocres.

Ao se formar, os brasilienses vão morar em locais como São Paulo ou Rio de janeiro achando que vão arranjar emprego. Chegando lá, eles se deparam com paulistas descendentes de japoneses que estudaram 20 horas por dia desde crianças e que sabem falar desde o hebraico até o mandarim, além de saberem programar jogos para celular, quando então percebem que não possuem condições para concorrer com os mesmos pois não sabem fazer nem um “O” com um copo e que possuem o mesmo valor de um peido de cigano.

Dessa forma, os brasilienses passam frequentemente a serem vistos correndo atrás de aviões ou trepados em cima de postes, vestidos com roupa de Napoleão e cantando o hino da Grécia, quando então são enviados pelos psiquiatras de volta para suas famílias, no Distrito Federal.

Peculiar cumprimento utilizado em Brasília

Ao retornarem, os mesmos vão trabalhar em cargos comissionados em ministérios, conseguidos pelos seus pais, e são chefiados por nordestinos que felizmente não tiveram a mesma ideia cretina do que eles, e que exigem favores sexuais para mantê-los nos respectivos cargos. Tornam se alcoólatras frustrados e frequentemente são pegos no boteco dizendo que “vão passar no TCU”, mesmo sabendo que não possuem a mínima condição de fazê-lo.

Em Brasília é impossível ser bem atendido em restaurantes, bares, farmácia, padaria, se bobear até o lixeiro te trata mal, e cuidado ao pergunta as horas pra uma candanga ou calanga, você pode ser completamente ignorado ou coisa pior. A educação, a simpatia e a beleza não são o forte das mulheres de brasília. Isso acontece porque a maioria dos seus habitantes é frustrada por não ter passado em concurso público e mamar nas tetas do governo, acusando tudo e todos de "corrupção" até achar uma boquinha pra roubar também...

Brasília tem o maior índice de depressivos por metro quadrado, inclusive um dos shoppings da "cidade". Até meados dos anos 2000 o Pátio Brasil contava com uma moderna plataforma de saltos para suicídios ornamentais, no terceiro andar inclusive. Tal assunto talvez seja correlato à crescente população emos na capital. Considera-se formar uma comissão de especialista para ajudar, mas é provável que ela se perca em um desvio de verbas ou em um retorno na Estrutural.

Brasília é habitada por funcionários públicos mal-acostumados e por políticos corruptos dos quatro cantos do Brasil. Existe hoje, na cúpula das nações unidas um projeto mundial para destruir tudo aquilo num dia em que a maioria dos políticos estiver por lá. Infelizmente é muito difícil já que nunca a maioria deles aparece para a solução ser votada. Outro problema é que o brasileiro não sabe votar, reelege os mensaleiros e têm uma incrível capacidade de escolher o que tem de pior e mandar para representá-los em Brasília. O pior que o erro deles é recorrente de quatro em quatro anos e juram não fazer nada de errado, pois nas eleições, os tais políticos que tanto reclamam nos três anos anteriores aparecem como paladinos da pátria, fazendo uma grande lavagem cerebral em seus eleitores no ano eleitoral.

Apesar disso tudo, os brasilienses se acham os melhores do Brasil. Fato óbvio já que com o mensalão entrando, tudo ganha um colorido especial. São frios, você pode morar em um ponto de ônibus que ninguém nunca falará com você se não te conhecer — mas podem te botar fogo, principalmente se você for índio. A população é composta de: 20% de primos de bebuns, 78,5% de vagabundos funcionários públicos os quais dentre estes, possuem 95% de playboys e playboyolas (tanto do sexo masculino quanto do feminino) que vivem de show sertanojo diplomado e outros cantores da pobre música popular brasileira atual e 5% que levam esses 95% nas costas na hora H, e 1,5% de pessoas legais.

Costumes Brasilienses

Brasília em época de carnaval.

Reconhecer um morador de Brasília é fácil. Você sabe se a pessoa mora em Brasília se:

  • Acha normal que para ir ao supermercado, tenha que pegar o carro e rodar 30 quilômetros
  • Quando vai visitar um amigo que mora perto, pega o carro e roda 60 quilômetros
  • Não entende absolutamente nada quando alguém diz Cquote1.png Vou ali na esquina. Cquote2.png
  • Quando vai sair de viagem, fica surpreso quando pega um voo que sai no horário marcado
  • Dirige olhando para os postes temendo a fiscalização eletrônica (pardais)
  • Acha estranho cidades com ruas em subidas e descidas
  • Nunca foi ao trabalho a pé
  • Fica perturbado quando dirige em Belo Horizonte, São Paulo ou Rio de Janeiro
  • Acha normais os prédios projetados por Oscar Niemeyer
  • Nunca andou de transporte coletivo
  • Para o carro para os pedestres atravessarem na faixa
  • Acha estranho cidades onde as ruas e avenidas tem nomes de pessoas
  • Fica bravo quando algum turista ou forasteiro pergunta se quem nasce em Brasília é Candango
  • Trabalha ou tem algum parente que trabalha para algum órgão do governo
  • Diz que não troca Brasília por cidade nenhuma do mundo, e por fim
  • Quando abusa do ufanismo e do saudosismo a ponto de encher o saco que tem está perto.

Alguns tipos marcantes da cidade

Um candango

Cquote1.png Oh, sí, yo amo Buenos Aires, Maradona, tango... O quê!?! Essa não é a capital do Brasil? Cquote2.png
Oscar Wilde sobre capital do Brasil
Cquote1.png Eu roubo muito (jogando baralho), parece até que eu nasci em Brasília. Cquote2.png
Daniela Cicarelli sobre os hábitos pouco ortodoxos do povo de Brasília
Cquote1.png A nova Brasília 4 portas é um espetáculo Cquote2.png
Kent Kohm Vaisi Fulder von Chuppenpaus, Presidente da Volks - Década de 1970
Cquote1.png MÍgUhhh VaMu pÚh PÁtIu BrAxXiL HoJI? Cquote2.png
EMO convidando outro EMO para o point dos emos em Brasília,Pátio Brasil Shopping
Roqueirinha Sapatão - melhor seria em vez de "sapatão" o termo "coturnão" usado por elas como uniforme nos pés. Frequentam os arredores dos Shoppings, principalmente o Pátio Brasil, onde são vistas em duplas se amassando os peitos e chupando a boca uma da outra.

Roqueirinho Bundão - espécie de religião que tem como templo aqueles do consumo, ou seja, os Shoppings. Enquanto as meninas trocam amassos, ficam repetindo o tempo todo os mantras "só, véi", "e aí, véi", "podricrê", "tá ligado", vestidinhos como urubús, fumando o "incenso do capeta". Depois vão pra casa pra se masturbar uns aos outros.

Torcedores Organizados - Embora muita gente não saiba , Brasília tem sim times e o que muita gente não sabe mais ainda é que tem gente que torce para eles, torcedores de Brasiliense e Gama não podem se trombar com camisas rivais que já é motivo de briga e treta , em dia de Brasiliense x Gama nem saia de casa , eles não podem ver alguém com camisas normais de times como Flamengo, Vasco, Corinthians que já querem tomar para rasgar.

EMO - variação do tipo anterior, mas este usa essa desculpa de ser EMO pra ir acostumando aos poucos papai e mamãe de que são BOIOLAS mesmo, sem coragem pra contar de uma vez. Vestem-se, fazem chapinha no cabelo e maquiam-se como viadinhos, mas dizem que não tem nada a ver uma coisa com a outra, "véi". EMO é um termo oriundo de uma corruptela de "homossexual", derivada para EMO-Sexual e abreviada para simplesmente EMO.

Boiola de Banheiro - ficam enrolando horas na baia de mijar, uns olhando pra cara dos outros se masturbando. Quando rola um clima mais intenso, fecham-se nas cabines, onde podem ser identificados pelas quatro patas e gemido alto. Locais mais frequentados: Pátio Brasil e Conjunto Nacional.

Brasiliense teve de se mudar da cidade: Cquote1.png Não aguento a concorrência do Congresso!!! Cquote2.png

Piranha na Menopausa - apesar de estar com as pelancas caídas e a cara que mais parece uma uva-passa, insistem em desfilar de saia curta e blusa decotada, achando que estão abafando. Como não arrumam nem gripe desse jeito, acabam gastando parte da PA (Pensão Alimentícia) recebida dos ex-maridos corruptos, com garotos de programa tão feios quanto elas mesmas.

Coroa Metido a Pleyba - velhotes metidos a playboys que apesar de já estarem fora da garantia há muitos anos, em plena "adultescêndia", curtem sua "podreidade" insistindo em desfilar de tênis e roupas de grife (shortinho e camiseta regata), boné escondendo a careca e com o que sobrou em forma de trancinha, brinco, piercing e tatuagens, desfilando em camionetas ou motocicletonas invocadas. Como não arrumam nem pro café, acabam pegando um traveco bem-dotado pra carcar no rabo deles num motel, mais tarde.

Bicha Velha - depois de se aposentar de uma longa e corrupta vida improdutiva, de pleno ócio, mamatas e mordomias, parece ser este o destino de grande parte dos velhotes candangos, pois como não comem nem môsca e não acham quem os coma de graça, acabam gastando a verba amealhada indevidamente, desviada dos órgãos públicos via superfaturamento ou propinas, para sustentar os travecos e garotos de programa. Uma variação do tipo anteriormente descrito.

Mulheres de Brazílha - esse é mais um caso aparte, a calangas candangas fazem parte de um típico cenário brasiliense: em sua grande maioria sao composta por mulheres feias, extremamente mal-educadas, preconceituosa, metidas, arrogantes, interesseiras, estupidas, solteironas, titias eminentes, e tudo isso devido ao fato de não terem a menor autoestima. sim, devido a falta de autoestima, grande parte das calangas candagas acham que quanto mais homens elas esnobarem mais por cima estarão(praticando uma nova modalidade bem popular em brazilha, plano piloto, o falso mole), sem tomarem consciencia de que estão ficando pra titias e de que homem prefere as novinhas para casar e terem filhos, principalmente esse bando de playba candango-pedo que vivem frequentanto esses shows de micaré pra pegar pirralha. outra caracterisca importante das calangas é nos dias de chuvas,dia totalmente desaconselhável para sair pra guerra, já que as calangas teem medo de água que molha, pois essa substancia pode por tudo a perde de um dia inteiro no salão, sua mascara pode cair ou literalmente derreter diante de seus olhos, e seus cabelos incrivelmente lisos podem passar em um piscar de olhos a algo que nem a bombril conseguiu fabricar ate hoje. valendo ressaltar que as calangas fora de seu habitat se tornam pessoas completamente diferentes, quando põem os pés em outros estados parecem baixar um santo nelas(Pomba gira), assim elas deixam o salto alto em casa(o suposto karatêr) e acabam andando so de chinellinha(dão as caras) mesmo, ai sim dando mole pra qualquer um que se habilite. "e ai, vai encarar?!"

Cuidado, povos indígenas. Queimar índios vivos também é um esporte da garotada brasiliense!!!

Homens de Brazílha- outro caso a parte: são os classe média baixa ou média-média que dão em cima das mulheres descritas acima e que só levam fora e vivem reclamando. Mal querem trabalhar ou ganhar um salário decente. Escrevem com ortografia precária, terminaram a faculdade e querem salário de luxo sem esforço. Querem casamento porque a sociedade exige, que a mulher dê um filho para eles, cozinhe para eles, seja a mãe deles e de quebra dê dinheiro pra eles, como a mãe sempre faz. Como mulher não é burra, percebe de longe esses tipos, então eles dizem que elas vão ficar velhas e prá titia, porque homem só quer mulher novinha prá se relacionar e ter filhos. O que a experiência tem demonstrado é que elas acabam se casando com homens trabalhadores ou empreendedores como elas e eles virando homossexuais ou travecos que comem comida pronta em restaurantes japoneses e buffês por kg, proferindo frases como:"quem gosta de homem é homem, mulher gosta de dinheiro".

Brazólia é também o m² brasileiro com a maior concentração de gays já registrado no Brasil. Em todos os banheiros masculinos dos shoppings brasilienses, ao observar as cabines (aquelas com o vaso sanitário), podemos perceber quatro pernas ( com dedos ). Quando não são quatro pernas, são duas pernas e dois joelhos ( sem dedos, claro ). E também é a cidade com o l³(litro cúbico) de cerveja mais caro do mundo, uma nova schin, antes conhecida como Xixi-Cariol, custa entre 200 e 500 reais. Brasília é muito segura para seu veículo, já que a cada estacionamento público gratuito você encontrará um guardador de carros, inclusive em garagens privativas você ouvirá um grito a 2 km de distância: "Pode vigiar ai dotor?!" sob a ameaça de poder ter seu carro riscado, amassado ou até mesmo batido, caso não realize o pagamento na saída.

O típico corrupto candango pode ser facilmente identificado, dispensando-se as onerosas ações da Polícia, escuta telefônica, CPIs e tudo mais. São reconhecidos pelo aspecto que lembra um suíno, esbanjando gordura, com aquele "bigode de maionese", com as feições de um porco e cara de porcalhão. Sempre lembram em seu aspecto a figura de PC Farias ou do Shrek.

A época de acasalamento entre os candangos acontece por volta do mês de maio. Nessa temporada, os papais corruptões e as mamães corruptonas botam seus corruptinhos pra cruzar, visando perpetuar a espécie. Casam-se normalmente em igrejas suntuosas, com milhões de flores, tapetes vermelhos, com presença um monte de corruptos de alto escalão, montanhas de joias no pescoço e braços, roupas assinadas por mestres da alta-costura, com a presença indefectível de Carlinhos Beauty como arroz-de-festa, recebendo seus convivas em casas de festas de decoração espalhafatosa e cafona estilo novo-rico, com a noiva chegando de helicóptero, banquetes monumentais, presentes nababescos e usando perfumes caríssimos pra disfarçar o cheiro de estrume da espécie.

Mas na verdade, o play-corrupto-boy típico de Brasília se casa apenas para satisfazer a expectativa social, sendo que na verdade gostam mesmo é de andar com seu carro tuning tocando Racionais[3], catar um traveco no Setor de Diversões Sul, CONIC ou no Setor Comercial Sul (o grande puteiro de Brasília, depois da fábrica da Coca-Cola em Taquatinga) daqueles que sejam bem-dotados, pra carcar no rabo deles. Isso depois de saírem das boates, sem conseguir comer ou dar o rabo pra ninguém, promovendo arruaças e espancamentos quando em grupo ou tacar fogo num índio, outra diversão típica desses mentecaptos e energúmenos, vagabundos de terceira, quarta e quinta (de)ge(ne)ração, ou seja, simplesmente candanguinhos.

Dos filhotes que normalmente saem de relacionamentos escondidos, derivam os tipos jovens descritos anteriormente. Já os demais resultam dos casais formados (ver acima).

Geografia

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.

O Canaã do cerrado, como é conhecido assim pelos colegas goianos, se localiza exatamente entre o Rio Tocantins e o Rio Araguaia, na margem direita do Eufrates, onde jorra leite, mel e dinheiro público.

A cidade se situa numa região de clima seco e abafado e a situação só não é pior porque a trupe que idealizou Brasília pensou em criar um grande lago artificial particular na região, apenas para o deleite do presidente, vice e os demais membros da aristocracia brasiliense: o Lago Paranoá.

Lago Paranoá

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Lago Paranoá

Antes da construção de Brasília, a idéia era criar um grande piscinão de ramos para usufruto dos políticos que ali viveriam, mas Oscar Niemeyer era a favor da "democratização" do local com outras pessoas abastadas que não fossem as do meio político. Foi então que o presidente JK e seu vice Rango decidiram mandar criar dois laguinhos para cada um deles (Jaburu e um outro laguinho menor na área de serviço do Alvorada) enquanto a nobreza local desfrutaria do Lago Paranoá, tendo-a como um grande quintal. Quanto aos demais peões que vieram construir a cidade com a promessa de receber alguns farelos de grãos-de-bico em troca, seriam jogados à escanteio para regiões que mais tarde viriam a ser Samambaia, Taguatinga e principalmente em Ceilândia, quanto mais longe do Plano Piloto definido pelo Lúcio Costa, melhor.

Concepção Urbanística

Brasília, na cabeça dos arquitetos comunistas.

Projetada por arquitetos comunistas para ser uma cidade igualitária entre os mais ricos, eles desenvolveram um sistema de endereços baseado em coordenadas onde os locais são facilmente identificados, principalmente para pessoas que vêm de fora da cidade. (Exemplos: "AOS 1/2 A 902", "CLN 405 de PQP Lj.11" ou "EQNP 01/05 Setor WTF Norte"). Lembrando sempre que tudo é dividido em setores e quadras, sendo que depois das 100 vêm as 300, que são longe das 400 mas ficam pertinho das 700 e que se você não tiver carro e tem que pegar ônibus da TCB, além de não pegar ninguém também vai ter que andar pra caralho antes de chegar onde você quer ir.

Concebida menos de 10 anos depois da Bomba de Hiroshima, houve preocupação de dispor a cidade de vasta rede de subterrâneos, sendo certamente a cidade com maior área de subsolos do mundo. Todas as quadras comerciais e residenciais tem subsolos. Há edifícios com até 5 subsolos, enquanto o Banco Central tem 7. Não é de se estranhar que tanta coisa role nos submundos da cidade, por "debaixo do pano". Quem acha muita a corrupção que a mídia descobre em Brasília, não imagina o que acontece nos porões dessa outra verdadeira cidade entranhada debaixo da terra...

Transporte

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Transporte em Brasília
Tá olhando o quê? Tô a serviço do Renan Calheiros!!!

Em Brasília, ao contrário da normalidade, do bom senso e das convenções da lei de trânsito, trafega-se em velocidade baixa na faixa da esquerda e se ultrapassa pela direita. É também norma entre os motoristas da capital federal pisar fundo no acelerador quando alguém tenta uma ultrapassagem — reflexo da educação de ponta recebida pelos brasilienses candangos em autoescolas de Genebra, na Suíça.

Outra anomalia bem conhecida é o fato de que, se estiver com muita pressa e desejar usufruir da via expressa da cidade (onde se prática Travessia do Eixão) toma-se primeiramente o rumo Sul para chegar ao Norte e vice-versa; bem como um deslocamento para a direita deve ser precedido por um longo trajeto para a esquerda, e vice-versa.

Uma característica marcante no traçado urbano de Brasília é a quantidade de trevos no cruzamento das avenidas (aqui chamadas de Vias, coisa de viado mesmo), conhecidas como "tesourinhas" (coisa de boiola mesmo). Para tomar rumo à direita, você deve entrar por baixo do viaduto (monumento aos viados) pegando a direita, subir o viaduto, pegar a direita, entrar por baixo do viaduto de novo, subir à direita de novo, seguir em frente e pronto: você está completamente perdido! Se não for candango, lógico.

O meio de transporte que mais faz o orgulho dos candangos é o arremedo de Metrô que rouba clientela das vans na Rodoviária do Plano Piloto e já vai até Samambaia, Taguatinga e agora perdeu a noção do perigo, entrando na Ceilândia também. Devido à velocidade de suas composições e ao peso absurdo de suas peças, não corre o risco de ser depenada, voltando quase intacta, por isso está dando certo como transporte de massa falida e mal paga. Nem é preciso explicar porque só tem mais uma Estação no Plano Piloto antes de embrenhar no cerradão do sertão goiano...

Um programa imperdível que já fez parte do guia turístico de Brasília era fazer um "city-tour" nas famigeradas Vans que entulhavam as ruas do DF até o desgoverno Arruda, quando os cobradores disputavam os clientes aos berros e muitas vezes aos tapas. As vans eram recomendadas aqueles que tinham tendências ou instintos suicidas, pois suas chances de fracassarem em suas buscas in-existenciais eram muito remota. Para quem gostava de emoções fortes e muita adrenalina, nada era melhor do que arrepiar-se com as manobras radicais e velocidade alucinante dos "morto-ristas", muitos fugitivos da Papuda ou do CAGE que depois do fim das vans foram se tornar motoristas das empresas de transporte urbano, como a Pioneira e a Marechal.

Educação

Figura muito comum em Brasília, um lobista se prepara para sua reunião semanal com sua bancada parlamentar. Observem a gala e o requinte de quem vai a feira de deputados
Cquote1.png Minha Brasília amarela tá de portas abertas pra mode a gente se amar, pelados em Santos! Cquote2.png
Mamonas Assassinas, defuntos cantores sobre a famosa Brasília amarela

Cquote1.png Já tive esse carro! Cquote2.png
Juca Chaves sobre Brasília
Cquote1.png Eu também! Cquote2.png
Sr. Barriga sobre Brasília

O dia em que a embaixada japonesa se irritou.

Novamente se inspirando na Suíça, Brasília possui o melhor sistema educacional do Brasil. Os professores da rede pública trabalham com muito prazer, pois isso ocorre muito raramente, seja após mais uma greve ou voltando de mais uma licença de araque, no que são campeões mundiais disparados (40% tirou licença no ano passado).

Isso para a felicidade dos alunos, que podem dedicar seu tempo para atividades mais educativas como escutar seu MP4 Player o tempo todo, ler revistinhas de sacanagem, jogar joguinhos ou falar no celular adoidado, atividades instrutivas que são complementadas no lar, com o resto do tempo enfurnados nos bate-papos indecentes do MSN ou em comunidades completamente idiotas do Orkut. Apesar dessa carga de ocupação intensa, o jovem candango ainda encontra espaço para ou ver televisão ou assistir a um filminho pirata comprado no camelô.

Os professores, na maioria das vezes, no entanto, vão a pé para as escolas, já que quando possuem carros, não duram muito nos estacionamentos. Outro fator que contribui para uma aprendizagem de ponta dos alunos, são as greves que ocorrem geralmente uma vez por semana, nas quais os professores ganham de 0 a 0,003% de aumento.

Deixando de lado tais fatos, é importante ressaltar que em Brasília também há fábrica de dipromas para os filhos dos políticos ou afins. Entre os mais famosos estão:

P.S.: Não é porque você estuda em outro colégio, que você deve botá-lo aqui também. Isso se resume aos 3 maiores colégios.

Luciana Gimenez,Pro-reitora de graduação e orientação pedagógica da UNIP
  • UnB - Universidade de Brasília - Instituição que abriga os pseudo-comunistas e pseudo-intelectuais de Brasília, que acham estudar na melhor universidade do país ( só porque a porra do MEC só avalia ela e a universidade do Acre) Inclusive se acham superiores aos alunos da universidade particulares por terem dinheiro pra bancar uns 8 anos de cursinho no GALOIS pra conseguir passar pra... Ciências Sociais. Mas na verdade são jovens revoltados que vivem em função de fumar maconha, participar de comunidades sobre federais no orkut, ler Karl Marx, e experimentar a homossexualidade! Estudar que é bom, coisa nenhuma. financiados com o dinheiro dos SEUS impostos a gentinha que estuda lá provavelmente vai se mandar pro exterior com todo esse investimento SEU na vida deles e ainda vai te zuar por isso.
  • UCB — Universidade Católica de Taguatinga Brasília — Universidade que tenta competir com a UNB, mas não chega perto. É disparado a melhor universidade particular da cidade. É comandada por padres burgueses-capitalistas, que não dão sequer nenhuma bolsa de estudos e ai de você se atrasar a mensalidade.
  • CEUBCara Eu não passei na UnB — Instituição que concentra o maior números de pessoas intelectualmente inferiores, playboys e patricinhas por m² em Brasília! Os alunos se acham verdadeiros deuses, inteligentes, lindos e perfeitos! Mas na verdade eles pagam amigos de outras instituições para fazer a sua monografia final, só para ganhar um diploma! Logo quando eles saem da faculdade, normalmente de direito, os seus papais, muito ricos e influentes arrumam um emprego para seus filhinhos que jamais conseguiriam ganhar dinheiro sem ajuda.
  • UNIEUROUNIversidade EURO-americana ou UNIESGOTO — Leva o nome de de UNIESGOTO, pois se localiza ao lado da estação de tratamento de esgoto da cidade e perto também de um lixão. Segundo babados fortíssimos, o dono da universidade é excelentíssimo senhor, senador e ex-presidente da república, autor de planos fracassados para a economia na década de 80, José Sarney.
  • UPISUm Plano para passar sem IStudar — A penultima universidade das grandes em Brasília, só perde pra UNIP.
  • UNIP — Universidade Paulista — Disparado, a pior universidade da cidade. Abriga os alunos que não conseguiram passar na UNB, Católica, CEUB, UNIEURO [...] e depois de vários nomes a UNIP. Conseguem ser mais medíocres que a UPIS, já que 99% dos alunos querem o diploma somente para o caso de ser preso, ficar em cela especial.

Porém, mesmo com o exemplar sistema de educação, diga-se de passagem que os jovens brasilienses têm o mesmo nível de educação e controle do Joselito e do Boça.

Saúde

Cquote1.png Aí, chefia! Pode vigiar aí?! Cquote2.png
Um dos milhões de vigias de carros de Brasília
Cquote1.png Vai ver se eu tô na esquina! Cquote2.png
Wally, sobre Brasília
Cquote1.png Você quis dizer: Buenos Aires. Cquote2.png
Google sobre capital do Brasil

Mais uma cirurgia bem sucedida num Hospital Brasiliense...

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez de Brasília uma capital pioneira na área da Saúde. Os hospitais de base seguem um sistema de filas muito eficaz e autêntico, chamado Fila Candanga. Os pacientes são autorizados pelos hospitais a acamparem enquanto esperam, e podem trazer quaisquer pertences desejados para um maior conforto na espera da consulta, como cadeiras - para esperar sentado. São hospitais de Base exatamente por isso, ficam sempre no chão, ou melhor, abaixo do solo, em matéria de atendimento.

Outra inovação surgida na capital nessa área, também nos hospitais públicos, são os diagnósticos aplicados pelos médicos aos pacientes. Os medicamentos recomendados são dos mais eficazes da indústria farmâceutica, propiciando melhores tratamentos aos pacientes. Infelizmente, os remédios ainda não são tão acessíveis aos pacientes quanto poderiam, pois uma pequena porcentagem desses pacientes não sabe nem o que significa remédio.

O melhor sistema de saúde para a melhor cidade do Brasil!

Quanto aos hospitais particulares, a situação não poderia ser melhor. Os médicos atuantes no Plano Piloto, da mais alta qualidade e eficiência, sabem realmente fazer seu trabalho de modo incrivelmente exemplar. Muitos desses médicos só podem ter se formado na Harvard ou em Oxford, pois suas consultas tem duração média de 1-5 minutos e cobram mil reais. Mesmo ao estarem atendendo aos pacientes com as mais crônicas doenças, os doutores são igualmente eficazes. Outro curioso padrão que os hospitais brazilienses seguem, é o da formulação dos diagnósticos. Com certeza, algum acordo do qual desconhecemos foi firmado entre os hospitais e as farmácias de Brasília, estabelecendo que os diagnósticos devem ser dados em forma de códigos hieroglíficos que nenhum cidadão brasileiro possa entender - nem pagar, e que nem os farmacêuticos são instruídos como decifrar. Os farmacêuticos, por sua vez, semi-analfabetos, indicam qualquer coisa que custe mais caro para engordarem suas comissões sobre a venda. Um método peculiar, com certeza com a intenção de beneficiar a população da capital.

Nesse quadro de saúde de Brasília, a melhor alternativa é ter um bom Plano de Saúde que inclua remoção imediata através de jatinho para Belo Horizonte, Rio ou SP, coisa que infelizmente não fizeram com Tancredo Neves. Infelizmente, isso só está acessível a uma minoria com acesso ao mensalão. Quanto aos contemplados pelo SUS, a melhor recomendação é adquirir um Plano Funerário, mantendo o carnezinho pago em dia, prevenindo assim qualquer eventualidade. Em Brasília, INSS é sinônimo de Infelizmente Não Será Socorrido.

Culinária

A culinária classe mundial brasiliense é famosa no mundo todo! Gourmets de todo o mundo vem para a cidade aproveitar

O come e dorme sempre foi o forte dos habitantes de Brasília. Entre as comidas típicas e iguarias mais apreciadas estão:

  • Jabá à moda da bancada,
  • Fraudinha (bem ou mal passada na TV),
  • Laranja (muito consumida, de várias formas),
  • Sanguessugas ao molho sugo,
  • Bola regada ao molho 10%,
  • Tutu à moda parlamentar,
  • Lombo de contribuinte (bem ou mal passado),
  • Cuscuz de contribuinte (seco e com areia),
  • Baião-de-caixa-dois,
  • Baião-de-dez porcento,
  • Mané Pelado (bolo de mandioca com título de eleitor)
  • Peixada à moda da repartição (principalmente com Robalo ou Traíra),
  • Dobradinha de leão (à moda milanesa ou à Suíça ou à caymanesa),
  • Rabada de bode expiatório,
  • Churrasco de lula (todos sempre engolem sem problemas),
  • Buchada de polvo (muito apreciada),
  • Especialidades japonesas, como: Sushi, Sashimi, Numvih, Sumih, Pagakih, Fugih,
  • para sobremesa: dossiês sortidos (não incluso no self, pague por fora).

E principalmente a grande especialidade da região:

  • Pizzas de todos os sabores, servidas quentinhas a toda hora, de terça à quinta, nos meses de março a junho, e agosto a novembro, exceto semanas onde haja algum feriado.

Curiosamente o frango xadrez e o caldo de cana causam diarréia crônica profunda, além da prisão de ventre nos habitantes. Por causa disso, há muitos anos que esses pratos foram banidos terminantemente da culinária local, através de Lei inclusive.

Há também alguns relatos de casos em que alguns pratos caseiros nordestinos causaram enormes dores-de-cabeça em vários fidadãof iluftref. Além de outras histórias de problemas com galinhas pintadinhas como Dilma Rousseff que também provocaram muita indigestão.

Brasília na Cultura Popular

A presença da cidade na cultura popular brasileira (e mundial, às vezes) é notória. A cidade não só é conhecida só pelos casos de corrupção, inerentes a cada ser brasiliense, mas também pelos Capitais Iniciais e Legiões Urbanas reproduzidos mundo afora. A presença de indies, otakus e outros seres estranhos na cidade é gritante, fazendo desta, um imenso império de gente esquisita que adora amar o sujo do Conic, o feio da rodoviária e o chiqueiro que é as satélites como a Ceilândia, cidade que os mesmos adoram chamar de "berço da falta de cultura brasiliense".

Abaixo, veja algumas citações de célebres visitantes da cidade. Alguns inclusive nunca moraram na cidade e assim mesmo são adorados pelos moradores da parte planejada:

Cita3.pngEm Brasília, dezenove horas!Cita4.png
A voz do Brasil Brasília
Cquote1.png Projetar Brasília para os políticos que vocês colocaram lá, foi como criar um lindo vaso de flores pra vocês usarem como penico.
Oscar Niemeyer sobre a construção de Brasília.
Cita3.pngUma mistura de COHAB com ibirapuera!Cita4.png
Paulistano Brasília
Cita3.pngO único lugar onde os candangos andam de camisa.Cita4.png
Qualquer pessoa Brasília
Cita3.pngSacanagem! Tão falando mal da minha cidade!!Cita4.png
Você Brasília
Cquote1.png Conheço Brasília, já vim aqui quatro vezes. Sou eterno aqui nessa... em BRASILA!
Cabeção Brasília
Cita3.pngAcho que conheço Brasília, já vim aqui umas vezes. Só venho sacar minha verba indenizatória!Cita4.png
Congressista qualquer sobre Brasília
Cita3.pngFoi aqui que eu fiquei rico, criei meus filhos... Tudo com o esforço e o suor de meu trabalho!Cita4.png
Luiz Inácio Lula da Silva sobre Brasília
Cita3.pngBrasília ser cidade feia! Brasília queimar índio!Cita4.png
Yán Vonhé Metsyuimi, índio yanomami Brasília
Cquote1.png Na União Soviética, o índio queima VOCÊ!!!
Reversal Russa Brasília
Cita3.pngFoi por causa de Brasília que escrevemos a música "Where the Streets Have no Name"Cita4.png
Bono Vox Brasília
Cita3.pngBrasília!? Rapaz! Sei não... é melhor você perguntar lá no posto da BR Distribuidora porque lá quase não tem posto IpirangaCita4.png
Se a propaganda do Ipiranga fosse feito em brasília.

Brasilienses Ilustres

  • Carlinhos Beauty - tão popular, amado e admirado que possui sua própria comunidadde no Orkut. Aliás, um monte.
  • Consuêlo Badra - colunista, colunável, socialite, alpinista, emergente e metida a besta.
  • Clodovil Hernandez- Clô para os amigos, Dô para os íntimos e Vil para os inimigos.
  • Luiz Es(telionate)stevão - ex-sócio do Juiz Lalau, ex-senador, ex-croque e cartola do Brasiliense.
  • Joaquim Ho-Roriz - capataz do fazendão hoje ocupado pelo DF, horrorizou ao ser cassado do Senado poucos meses depois de assumir a vaga, pego com a boca na botija. Autor do maior plano de assentamento de favelados do mundo, que é o DF.
  • Gim Argello - bebida típica do DF, servida com gelo. Está numa tremenda fria, com todo mundo levantando suas maracutais pra acompanhar Roriz, de quem era suplente.
  • Good Night - Mendigo proveniente do setor sudoeste que fala em inglês e é muito gentil.
  • Leonidas Fontes - Herói de Brasília, foi contra tudo e contra todos durante a enchente em Brasília, salvou carros, enfrentou viroses com a leptospirose, a hantavirose e a AIDS entre outros.

Galeria de Imagens do Setor Comercial Sul

Ver também

Notas de Rodapé

  1. O Administrador Igor Tokarski também é conhecido como o sr. não vou nessa Porra!
  2. Goianos é uma espécie brasileira que vive em um estado chamado Goiás. Resumindo, é formada em grande parte por fazendeiros e todo e qualquer chato que compra uma camionete velha, bota um som de quinta e toca sertanejo o dia inteiro achando que faz sucesso. Conhecidos também como farofeiros. Quando alguém dirige mal em Brasília, há 90% de chances que seja um goiano. Os outros 10% é a probabilidade que seja eu mesmo.
  3. Quando você vier para Brasília e quiser identificar um brasiliense, faça o seguinte: Se o carro dele, por mais fudido que seja, esteja tocando rap e funk em alto volume, é candango. Agora, se estiver tocando sertanOjo ou Banda Ca-lixo com o carro lotado de gente, é goiano. Para tirar dúvida, jogue uma moedinha de 1 centavo no meio deles. Os que saírem catando cavaco, pisando no pescoço uns dos outros pra catar a moeda são, definitivamente, goianos.


----

v d e h
BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL