Brejo da Madre de Deus

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png É um acidente geográfico. Cquote2.png
Livros de geografia sobre Brejo da Madre de Deus
Cquote1.png Tropecei num galho que tinha a minha idade. Cquote2.png
Suzana Vieira sobre a vegetação de Brejo da Madre de Deus
Cquote1.png Aqui a ligação com mundo externo é só sinal de fumaça e tambor. Cquote2.png
Suzana Vieira, novamente sobre as comunicações em Brejo da Madre de Deus.
Cquote1.png Eu tenho medo! Cquote2.png
Regina Duarte sobre o filme que gravou em Brejo da Madre de Deus no ano de 1969
Cquote1.png Mais um homicídio no Brejo Cquote2.png
Um blog mal-feito qualquer sobre a violência em Brejo da Madre de Deus.

Brejo da Madre de Deus é uma cidadezinha localizada em um buraco no agreste de Pernambuco, uma cidade miserável que ninguém se importa e que provavelmente é irrelevante até para a sua circunvizinhança.

História[editar]

Situada em um buraco vale formado por várias serras, o território foi descoberto em 1042 a.c. por vagabundos índios que procuravam um lugar para enterrar seus mortos, e assim a região foi usada como cemitério indígena até o ano de 1069, torando-se obviamente um lugar amaldiçoado, o que explica parte do motivo da miséria atual que se vê por lá.

Depois de muio tempo o português André Cordeiro, perdido, chegou a este fim de mundo estas terras junto de seus filhos dos quais 69 eram putas, 4:20 eram maconheiros, 51 eram cachaceiros e 24 eram viados homossexuais. Anos depois chegaram os frades espanhóis que vieram decididos a fundar um hospício (por incrível que pareça isso foi verdade) para abrigar tanta demência reunida na região, só que meses depois houve uma rebelião no hospício, os loucos fugiram e se casaram com as putas filhas de André Cordeiro, até hoje 70% da população da cidade é descendente dessas uniões conjugais.

Política[editar]

A politica da cidade é dividida em duas facções criminosas alas politicas: Os jacarés, mais conhecidos como Cai-foras, o nome advêm do líder do grupo, o Árabe naturalizado recifense Rouberto Cai Fora que tem como maiores inspirações politicas: Saddam Hussein, Osama bin Laden, George W. Bush e Mao Tse Tung; E o Gatos, mais conhecidos como Boca Aberta, o nome advêm do líder do grupo: Dr.Zinho Boca Aberta que tem como maiores inspirações politicas: José Sarney, Benito Mussolini, Maluf e Kim Jong-il.

75% da população vive e morre por seus "líderes" isso se deve ao fato de serem desocupados, burros e ignorantes cidadãos altamente politizados e preocupados com o destino da cidade, tanto é que os correligionários procuram sempre um emprego ou um contrato com a administração pública, visando sempre dinheiro o bem- comum.

Governo Cai Fora[editar]

Depois de ser demitido do desenho Pica-Pau, Rouberto Cai Fora decidiu ser prefeito de Brejo da Madre de Deus e graças ao apoio de líderes locais, foi eleito em 2000.

Governando de seu apartamento de luxo na praia de Boa Viagem no Recife sob o lema "Tralhando por um Brejo fraco desunido" e com a inspiração de Adolf Hitler, Rouberto Cai Fora cumpriu suas promessas de não fazer nada trabalhar pelo povo (e ainda foi reeleito em 2004). Durante o segundo mandato para poder desviar recursos o bem do povo pintou toda cidade de amarelo, nomeou a primeira dama Mônica Cai Fora (mais conhecida como a Olívia Palito de Boa Viagem) como secretária de governo e elegeu seu filho como vereador, esse foi seu maior projeto como prefeito (ou não).

Em sua (breve) terceira administração (suplementar) foi eleito em 2013 com a ajuda de almas sebosas grandes personalidades como Darth Vader, Lampião, Teu Pai, Godzilla e Edir Macedo. Chamou Zé Delírio da Jumenta para ser seu vice prefeito. Repetiu suas administrações anteriores desviando mais dinheiro pintando tudo de amarelo.

Na eleição de 2016 Cai Fora enganou o povo mais uma vez, prometeu que ia ser o candidato, mas por estar mais sujo que seu cu pau de galinheiro não pode concorrer e colocou a cabeça (Ui) de chapa sua infiel esposa Mônica Cai Fora, que recebeu da população carinhosos apelidos como: Mamãe, Mônica, Chefa, Besta marga, gasparzinho, Olívia Palito e muitos outros. No final Mamãe levou uma lapada.

Governo Boca Aberta[editar]

Na década de 90 se elegeu prefeito com a ajuda do ditador local Zé dos Gatos. Dr.Zinho saiu da prefeitura mas queria continuar no poder então rompeu com o ditador local Zé dos Gatos e apoiou Rouberto Cai Fora em 2000, depois de eleito Rouberto deu um chute na bunda do Dr.Zinho (bem feito) a partir dai viraram arqui-inimigos.

Foi fugiu para Gravatá com vergonha da merda que fez se tornou secretário de saúde na referida cidade, voltou ao Brejo para se candidatar a prefeito, depois de uma derrota em 2004, conseguiu então voltar a roubar a prefeitura em 2008 com a ajuda de um mensaleiro do povo e de almas sebosas grandes personalidades como Lex Luthor, Tua Mãe, Coringa, Montgomery Burns e Roberto Marinho, no seu mandato (2009-2013) ficou conhecido como não fez nada um ótimo gestor sábio e competente, foi retirado da prefeitura por uma liminar da justiça, retornou novamente em 2014 depois da gestão suplementar do Cai Fora, por meio de uma decisão do TSE. Com medo de uma outra derrota despregou a bunda da cadeira e começou a roubar trabalhar pra ganhar votos construindo o hospital e assaltando asfaltando a cidade.

Distritos[editar]

Brejo da Madre de Deus é o único município do mundo onde a "Cidade" (distrito-sede) é menor e menos importante que os distritos da "zona Rural", que são:

  • São Domingos - Dentre os distritos o mais populoso é São domingos, também chamada de terra dos marginais é o local de Pernambuco com a maior taxa de traficantes por metro quadrado. É também a localidade com o maior número de homicídios do Agreste, o distrito é conhecido mundialmente como "A rocinha de Santa Cruz do Capibaribe" pela proximidade geográfica com a referida cidade. Desde 1830 o distrito de São domingos busca se separar do Brejo da Madre de Deus. Eles querem seguir os passos de outas cidades como: Belo Jardim, Jataúba, Pesqueira e Alagoinha que depois de se separarem do Brejo se tornaram cidades maiores e mais desenvolvidas (ou não).
  • Fazenda Nova - Outro distrito que deixa a cidade-sede no chinelo (ou não) é Fazenda Nova, lá é realizada a mundialmente desconhecida encenação da "Paixão de Cristo" no maior curral teatro ao ar livre do mundo (WTF?), todos os anos centenas de crentes, católicos, matutos, velhinhas aposentadas, atores globais e subcelebridades lotam o distrito durante a páscoa. Eles movimentam a economia das cidades vizinhas, enchem os bolsos dos mulambeiros e deixam ricos a família Pacheco que construiu o teatro com a mão de obra gratuita dos escravos do povo da região.
  • Brejo - O distrito sede não tem nada tem muitas atrações como o esgoto rio Laranjeiras, a Favela do Iraque Comunidade Boa Esperança, e o centro histórico que não passa de 24 casas antigas ao redor de uma praça inacabada.

Cultura[editar]

Cultura é algo inexistente na região, sendo o mais próximo disso apenas tentativas de copiar (e falhar) os carnavais de Recife, o são joão da Paraíba.

Turismo[editar]

O Parque das Esculturas. Maior coleção de estátuas de pessoinhas de cabeça-chata do mundo, fica em Nova Fazenda, distrito de Brejo da Madre de Deus.

Os principais pontos turísticos de Brejo da Madre de Deus, na verdade não ficam na cidade, que é deserta e abandonada, mas sim no distrito de Fazenda Nova, que mais parece a cidade em si e não o distrito. O distrito abriga a mais famosa encenação da Paixão de Cristo do Brasil, peça que detém esse título porque os atores, especialmente Jesus, realmente são martirizados de verdade, só para tentarem ficar de pé no calor infernal quen faz por lá nas páscoas. Além disso, esse distrito detém a maior exposição de estátuas em pedra de pessoinhas de cabeça-chata, o Parque das Esculturas.