Bremen

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Bremen é uma cidade especial alemã integrante da Liga dos Mercadores Sacanas (a Liga Hanseática ), se Berlim não fosse uma cidade tão pop, talvez os presidentes americanos acreditassem que a capital da Alemanha era Bremen. Bremen é uma das cidades comerciais mais influentes do mundo e se um peixeiro aumentar o preço do bagre em 10 centavos influencia a Bolsa de Valores da Nasdaq.

História[editar]

Em 150 a.C. um grego que reprovou em retórica nas aulas de Platão chamado Claudius Ptolemaeus caminhou muito na Europa e resolveu criar uma cabana aonde atualmente está Bremen. Claudius se estabeleceu no que era na época chamado de Baixa-Saxônia e passou a pagar imposto para o governo bárbaro.

Posteriormente, por volta do século VIII e IX, quando bárbaros e cristãos começaram a dividir as mesmas cidades na Baixa-Saxônia, a cidade de Bremen foi um grande levante a favor dos bárbaros e rival dos francos. Na cidade de Bremen a cultura era comer com as mãos, acreditar em Odin e tomar banho.

O Museu de Arte e Música Irmãos Grimm. Único local no mundo onde se instrui canto para animais.

Como o Império Cristão é muito traiçoeiro, Bremen foi conquistada em 787 por Willehad of Bremen, um padre jesuíta muito bom com a espada, acredita-se que matou 500 bárbaros catequizando-os.

Bremen com o passar dos anos, por causa de sua localidade por onde passavam estradas, gente, barcos, trens, aviões, carroças e tudo da Europa foi crescendo, até que em 1032 se construiu o primeiro muro da Europa em Bremen em função de constante furtos. Nessa época Bremen já tinha status de cidade comercial e industrial e fabricava para a Europa inteira bens vitais como a produção de cerveja para a própria Alemanha.

Em 1186, Frederico I, Sacro Imperador Romano-Germânico recebeu do prefeito de Bremen um estoque vitalício de cevada em troca de conceder a liberdade política e religiosa de Bremen. A cidade desde então se tornou reduto de pagãos e capitalistas, ficando famosa por sua força comercial.

A cidade foi teoricamente invadida por Napoleão em 1811, mas a prefeitura de Bremen apenas eximiu os franceses de pagar tributação pelos perfumes fabricados na cidade e fechou acordo de União Aduaneira.

O símbolo da cidade é uma chave que representa que para conseguir se dar bem na vida, o negócio é ter dinheiro.

Durante as Guerras Mundiais, Bremen foi a cidade de suma importância para seu país, produzindo todo tipo de produto demandado por Hitler, desde gás letal a escopetas de vários tamanhos. Em 1947, Bremen se torna a única cidade no mundo a fabricar tudo que se possa imaginar.

Economia[editar]

A especialidade símbolo do comércio de Bremen é a laranja, tanto que a cor laranja é pintada em toda a cidade.

Bremen é uma das regiões comerciais mais importantes do mundo, é conhecida como Feirão Tem de Tudo. Qualquer coisa que vier a sua cabeça, ela existe a venda em Bremen é só questão de procurar, essa cidade é a única no mundo que movimenta a economia de países.

Cultura e Esportes[editar]

Além da herança bárbara de falar grosso e não pechinchar durante o comércio, Bremen é uma cidade que se tornou fã das músicas e lorotas dos Irmãos Grimm. Compositores de músicas infantis, eles inovaram o modo de cantar, usando sons de cavalos, cachorros, porcos e a fazenda inteira em suas músicas (é como se eles fossem o Pink Floyd da música clássica). A famosa história conta a jornada dos animais de uma fazenda que para escaparem do facão viajam para Bremen aonde ganhariam a vida cantando.

O time futebolístico que representa a cidade é o famoso morre-na-praia Werder Bremen que coleciona a incrível marca de 36 terceiros lugares consecutivos no Campeonato Alemão.

Ver também[editar]