Brendan Fraser

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Brendan Fraser
Brendan Fraser.jpg
Fraser em sua mais perfeita sanidade
Nascimento 3 de Dezembro de 1968
Dentro do circuito de Indianapolis
Nacionalidade Bandeira dos Estados Unidos Estados Unidos
Ocupação Doido, que vive enfrentando traficantes de animais de alta periculosidade
Principais trabalhos Trabalho de Português, que lhe garantiu uma nota 6 na primeira série
Prêmios Framboesa de Ouro, pela sua atuação na megaprodução "Os lindos dentes do banguela"
Fortuna Sei lá, pergunta pra algum hacker.
Nível de inteligência Icon 00 percent.png Fraser só interpreta idiotas, talvez porque seja um.
Aparência física Envelhecida, afinal, ficar tomando Sol no meio do nada sem protetor solar ferra completamente a pele
Vícios Explorar os piores lugares do planeta
Página oficial No meio do mato não existem computadores, e muito menos internet

Brendan Fraser é um projeto de ator estadunidense, famoso por costumeiramente interpretar protagonistas idiotas. Em seus filmes, que de vez em quando quase sempre se passam no meio do mato, Fraser sempre acaba tendo que enfrentar traficantes de animais, ladrões de relíquias, pedras rolantes que surgem do nada e o perseguem por mais de dois minutos e coisas do tipo. Obviamente, ele odeia tudo isso, mas suporta porque precisa do salário para pagar as mensalidades do Brazzers.

História[editar]

Para Fraser, é super comum ficar lutando com machados contra um sujeito com mais de 10.000 anos nas costas.

Nasceu em Indianapolis, atrás da arquibancada do circuito de Fórmula Indy da região. Poucos segundos após seu nascimento, Fraser bateu a cabeça na quina do banco de ferro, e ficou com sua aparência atual de comediante. Anos mais tarde, já famoso, ele até que tentou corrigir isso, fazendo uma cirurgia plástica com o seu amigo pessoal, Dr. Roberto Rey, mas não obteve bons resultados (Como pode ser notado em suas imagens mais atuais).

Quando criança, ele era uma pessoa normal. Ou algo próximo disso. Sempre que ia no parquinho, que ficava ao lado de sua casa, Fraser sentava a porrada nos outros pentelhos, achando que eles estavam traficando a areia do local para o pessoal da rua de baixo. Além do senso de justiça, nessa época, Fraser já demonstrava algumas habilidades sobre-humanas, como a capacidade de se balançar nos fios de força como se eles fossem simplórios cipós. Se quisesse, poderia facilmente ter entrado na delegação de ginástica dos Estados Unidos, que estava indo disputar um importante campeonato nos arredores do Acre, mas Fraser quis evitar a fadiga, e disse para quem quisesse ouvir que aquela não era a sua vocação, e que seu sonho era ser ator, para finalmente poder ser respeitado, mesmo tendo uma tremenda cara de bunda.

Com 10 anos, começou a fazer um curso de teatro vagabundo, que nem diploma fornecia. Apesar disso, Fraser sempre se dedicava, pois sabia que, se conseguisse se destacar dos demais, no fim do ano poderia interpretar o protagonista José, na manjada peça sobre Jesus, e finalmente poderia perder o cabaço da boca, beijando a Maria, interpretada pela lindíssima Geraldina Bagulhão (Garota de 12 anos, com 145 kg. e sem nenhum dente na boca).

Quando atingiu a maioridade, já especialista na arte da atuação, Fraser resolveu fazer um teste em uma companhia de teatro, que era famosa por já ter se apresentado para aquele figurante que aparece em duas cenas de Todo Mundo Odeia o Chris. Após passar por um rigoroso teste do sofá, aplicado por um negão vindo de Senegal, Fraser conseguiu seu lugarzinho entre os atores. No começo, ele interpretou apenas figurantes inúteis, mas com o tempo, ele virou o protagonista, afinal, a sua cara fazia os espectadores rirem instantaneamente, não importando o que ele fizesse no palco.

O sucesso do garoto, que conseguia divertir multidões sem contar sequer uma piada, logo chegou aos ouvidos de Joel Schumacher, diretor hollywoodiano fracassado que estava mesmo procurando por algum garotinho franzino e com futuro no cinema para praticar seus atos de pederastia, e depois colocá-lo em seus filmes. Após um pequeno acerto entre Schumacher e Fraser, que envolveu favores sexuais em troca de papeis, a carreira do jovem garoto de Indianapolis finalmente estava tomando seu rumo. Infelizmente para Fraser, os filmes de Schumacher são tão ruins que nem tem bilheteria, mas pelo menos ele já conseguiu alguma experiência.

Após algumas atuações magníficas em filmes fracassados com o orçamento estourado, Fraser foi chamado por um outro diretor, chamado Tomás Turbando Pinto, que estava interesado no talento do garoto. Como não tinha muita coisa a perder (Para não dizer nada), Fraser assinou um contrato com esse obscuro diretor, e começou a atuar mais frequentemente, em filmes de melhor qualidade e com alguma bilheteria. Esse foi o começo de seu sucesso em Hollywood.

Carreira[editar]

Atuando muito frequentamente, cerca de 14 vezes por semana, Fraser conseguiu empolgar os cinéfilos, que não viam um humorista com uma cara escrachada desde o Jim Carrey. Adquirindo uma boa fama, Fraser era cada vez mais chamado para interpretar protagonistas em filmes de alto orçamento, como "George, o Rei da Floresta", "Looney Tunes: Back in Action", "Leona, a Assassina Vingativa" e "Os lindos dentes do banguela". Após todos esses trabalhos, Fraser já era considerado o ator mais engraçado de todos os tempos (Detalhe: Ele nunca atuou em um filme realmente humorístico).

Com muito dinheiro na conta bancária, Fraser deixou de ser o sujeito estranho e feioso do pedaço, e se tornou o galã, o charmoso, o sex-symbol dos Estados Unidos. Aproveitando esse sucesso com as mulheres, do qual nunca antes tinha provado, Fraser começou a gastar todas as suas economias com vodkas, viagras e importações de tchecas. Com isso, ele se sentia o sujeito mais sortudo do mundo, e realmente era, afinal, ele saiu do nada e se tornou um dos sujeitos mais populares de Hollywood!

Porém, tudo que é bom acaba. Após ter feito alguns intervenções cirúrgicas com médicos do SUS, para tentar melhorar a cara, Fraser acabou piorando consideravelmente a situação. Seu rosto, que antes divertia as criancinhas, agora as assustava. Resumo da ópera, ele deixou de ser um ator naturalmente humorístico, e passou a ser um ator de filmes de terror, que nem precisa de maquiagem para atuar. Ele está nesta situação até hoje, e se vê obrigado a acompanhar a sua conta bancária esvaziar cada dia mais, o que o torna cada vez mais desinteressante para a mulherada.