Bridgette B

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Lesbian logo.png Este artigo pode levar-te para o Lado Azul da Força!

Este artigo contém fatos sobre sapatas e coça saco imaginário.

Madonna-Britney-Aguillera.gif
Boneca Espanhola
Opu5ozdwajn9c4mgvuos.jpeg
B achando que está malhando
Nascimento 15 de outubro de 1983
Bandeira da Espanha Espanha
Ocupação Puta paga
Altura 1,73
Signo Balança
Cabelo Louro

Bridgette B é uma puta paga especialista na técnica artística milenar da espanhola, não somente por ter um baita par de peitões siliconados que facilitam a prática, mas também porque ela própria veio da Espanha, então possui total credibilidade.

Foi carinhosamente apelidada por seus fãs punheteiros de Spanish Doll por sua aparência, que é um misto de Barbie e boneca inflável, o que portanto faz dela uma perfeita boneca sexual humana.

História[editar]

Extremamente receptiva de pernas abertas ao diálogo.

Nasceu e cresceu em Barcelona, onde suas características físicas nem de longe lembravam toda sua voluptuosidade atual. Bridgette B, que na verdade se chama Luz Abreu, foi uma garota de cabelos escuros e peitos minúsculos durante sua juventude. Sofreu muito na escola, onde era vítima de bullying e nenhum cara se interessava por ela, já que lhe faltava a maior e mais importante coisa que define uma mulher espanhola de respeito, peço perdão pelo trocadalho do carilho mais óbvio impossível. Enfim, o grande sonho de B desde cedo era colocar silicone, mas tinha medo de contrariar a Inquisição Espanhola e ser castigada por Tomás de Torquemada, já que estudava em um internato católico conservador.

Seu pai trabalhava nas touradas em Madri, mas não como toureiro, e sim como o próprio touro. Enquanto isso, sua mãe ficava com ela em Barcelona, sempre ajudando na profissão do marido e aumentando cada vez mais o tamanho dos chifres dele. Com esta bela tática de cumplicidade adotada pelo casal, a família logo enriqueceu e acumulou dinheiro suficiente para bancar os implantes mamários tão desejados por B, embora ela precisasse mesmo era de um implante cerebral, mas estava cagando e andando para inteligência e queria saber apenas de ter beleza, como toda patricinha fútil que paga de santinha.

Bridgette B pronta para dar algumas aulas de anatomia avançada.

Sabendo que seus pais jamais liberariam a grana para ela, B aproveitou um momento em que o pai foi tomar banho e o assaltou a mão armada, aproveitando que pelado e molhado ele não teria chance alguma de se defender. A arma utilizada por ela na ocasião foi seu vibrador da Hello Kitty, que ela ameaçou enfiar no cu do coroa caso ele reagisse ao assalto. Como bom corno manso que era, de fato ele nem reagiu, e deixou que a filha levasse embora sua carteira contendo um milhão de reais em barras de ouro que valem mais do que dinheiro. A verdade é que ele nem se importou, porque ali dentro estava apenas uma parte da quantia, o resto estava enfiado bem no fundo do seu cu por segurança. Este foi o principal motivo que o levou a não reagir, pois o vibrador acabaria entalando e aí sua esposa e filha descobririam que ele sempre praticava tomar no cu secretamente.

Após cometer o crime, B fugiu de casa e foi morar clandestinamente nos Estados Unidos. Para misturar-se à fauna local, pintou o cabelo naturalmente moreno de loiro e ficou ainda mais burra que de costume, além de adotar seu atual pseudônimo, que segundo ela foi escolhido como forma de homenagem a Brigitte Bardot. Em solo americano, conseguiu financiar as tetas siliconadas, mas aí percebeu que não tinha mais dinheiro para fazer porra nenhuma. Começou então a se prostituir na esquina de uma universidade em Ohio, e como os professores e reitores eram todos seus clientes, ela conseguiu até um diploma de bacharel em merchandising de moda, o que ajudou muito a enriquecer seu currículo na ficha rosa. Seguiu trabalhando com moda durante um tempo, até que foi contratada para ser recepcionista em um puteiro de Los Angeles.

Carreira[editar]

Sua carreira na putaria teve início em 2007, quando foi promovida do cargo de recepcionista para o de stripper. Embora não soubesse dançar, tudo que Bridgette B precisava fazer era tirar a pouca roupa que usava e balançar os peitos e a bunda, então ela tirou de letra.

O primeiro filme pornô veio em 2008, quando foi descoberta por um cafetão da Brazzers ou de qualquer outro estúdio, sei lá.

Atualmente, é uma das putas mais versáteis da indústria do entretenimento adulto, e se presta a fazer todas as modalidades sexuais possíveis e imagináveis até então. Mesmo quando não está trabalhando, ela adora oferecer a bunda por aí.

Vida pessoal[editar]

Por incrível que pareça, Bridgette B é casada. Embora o maridão Markus Dupree também trabalhe na pornografia, o casamento deles é fake, porque B na verdade é lésbica. Não que isso faça alguma diferença, já que no meio de trabalho deles, todo mundo se come de boa sem preconceito.

Ver também[editar]