Brun Björn

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Viking arca de Noé.jpg Ek est årtikkel Vikingen!

Este artigo veio das frias terras dinamarquesas! Ele gosta de remar, louva Odin e o Deus Metal, não tem nenhum senso de privacidade ou de educação e seu autor chegou ao Valhalla. Não vandalize ou envolva a Finlândia neste artigo!

St Basils Cathedral-500px.jpg РУССКАЯ ВОДКА

Estin artigovski é russki!

Ele foi o primeiro a ir ao espaço (e nunca voltou).

Smirnoff.gif


CUIDADO!!! CONTEÚDO EXPLOSIVO!

Esta página contém elementos bélicos, químicos, atômicos ou bombásticos,
podendo causar um grande estrago no computador (e na mente) do leitor.
Bombanuclear4.gif
Brun Björn, antes do efeito do cogumelo

Brun Björn, conhecido como o Urso Pardo Feroz, foi o maior guerreiro berserker da história da Rússia (Sim, apesar de ser um viking, Urso Pardo nasceu na Carélia). Filho de um guerreiro viking com uma ursinha cheirosa, Urso Pardo já era um guerreiro desde que tinha 3 anos, quando começou a ter pelos nas orelhas e nariz. Foi o responsável pela morte de milhares de noruegueses e foi o vingador da terra russa, invadida por Erik, o Machado Sangrento.

História[editar]

Quando era apenas um ursinho, Brun tentou seguir carreira nos Ursinhos Carinhosos, mas foi recusado, devido o seu parentesco com humanos. Brun ficou muito chateado, e explodiu, matando todos os malditos ursinhos carinhosos, inclusive aquele elefantinho. Começava aí a história do maior berserker da história, que dedicou sua vida somente às batalhas e guerras contra os noruegueses (que nada tinham a ver com a revolta com os ursinhos carinhosos).

As batalhas e o consumo de cogumelos[editar]

Brun Bjön, já sob o efeitos dos cogumelos

Quando já tinha idade suficiente para editar a Desciclopédia, Brun Björn (Bruninho, para os mais chegados) decidiu entrar para o exército viking russo, com o objetivo de derrotar o exército viking norueguês.

Para desenvolver sua habilidade de ficar super irritado, Bruninho comia uma espécie de cogumelo, o Amanita Bernardinus, que o deixava com a fúria de 13 touros. Com esta raiva, Bruninho partia para a guerra, onde derrotava uns 300 vikings noruegueses a cada rodada.

Muitas décadas após estas batalhas, o resfriamento global fez com que esta espécie de cogumelo fosse extinta, e Bruninho perdeu seus poderes. Sem sua fúria, Brun Björn era apenas mais um, e resolveu morrer de inanição. Seu corpo foi afundado nos mares russos.

Poderes e armas[editar]

O Urso Pardo Feroz, em sua forma humana, não possuia poderes especiais, mas quando consumia seu cogumelo mágico, ele recebia os poderes do Mundo Lisérgico dos Cheirados de Gatinhos do Valhalla, e ficava louco, furioso, explosivo, terrivelmente irritado, soltando fumaça pelas ventas, vermelho, dando gritos de guerra e imbatível. Usava um machado, uma armadura feita com a pele de seus primos ursos e um escudo de madeira. Quando acabava o efeito do cogumelo, Brun voltava ao estado normal e fugia correndo para sua casa.

Ver também[editar]



Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!