Bujaru

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Bujaru
"A cidade dos jaburu"
Bandeira de Bujaru.png
Bandeira
Aniversário 30 de dezembro
Fundação 30 de dezembro de 1943
Gentílico jaburus
Lema Nem conheço
Prefeito(a) Não disponível
Localização
Localização de Bujaru
Estado link={{{3}}} Pará
Mesorregião Cidades-dormitório de Belém
Microrregião Favela da Favela Castanhal
Municípios limítrofes Não disponível
Distância até a capital 72m quilômetros
Características geográficas
Área Não disponível
População Não disponível
Idioma caboquês
Densidade hab./km²
Altitude metros
Clima clima equatorial
Fuso horário UTC
Indicadores
IDH
PIB R$
PIB per capita R$

Cquote1.png Você quis dizer: Jaburu? Cquote2.png
Google sobre Bujaru
Cquote1.png Experimente também: Mulher feia Cquote2.png
Sugestão do Google para Bujaru
Cquote1.png Chuta que é macumba! Cquote2.png
Bujaruense sobre uma Jaburuense
Cquote1.png O que esse nome significa? Cquote2.png
Qualquer um sobre Bujaru

Bujaru (ou Bujarú, ou mesmo Jaburu, no caso dos turistas que ainda não se adequaram à pronuncia do verdadeiro nome do local e tentam bancar os palhaços), é uma cidadezinha esquecida dentro do vasto estado do Pará (aquele estado, da Região Norte do país, que vive de tecnobrega e músicas do Calypso).

Assim como muitos mistérios no mundo (como as de se o universo realmente tem um fim, onde fica localizado o Acre e se é verdade que Bujaru é um travesti), ninguém sabe qual foi a real origem da cidade de Bujaru, ou mesmo para que ela serve (ou se ela ainda pode servir para alguma coisa), já que é a única que não faz porra nenhuma para sobreviver naquele imensidão de estado, aproveitando-se da boa vontade de suas cidades vizinhas e, principalmente, da porção de município da qual ela fazia parte na aurora de sua origem sem sentido certo, mas que (pelo menos os moradores de lá dizem) uma origem aquilo lá teve (ou não).

História[editar]

A cidade de Bujaru nos seus finais de semana mais movimentados.

Como já dito logo na apresentação (pra coisa ficar bem mais simples e menos trabalhosa, afinal, não é você que está escrevendo sobre isso, que é um local realmente chato de se comentar), nem o Google sabe ao certo como foi que surgiu Bujaru, ou mesmo pra que porra essa merda serve na vida de qualquer um. A única coisa que se sabe é que lá há um grande contingente de eleitores (bom, pelo menos pessoas moram lá, menso mau), o que torna uma área muito bem vista por políticos candidatos à qualquer coisa que movimente dinheiro (no bolso deles, claro) naquelas bandas, estejam elas localizadas nos cafundós do fim do mundo, ou não.

Sendo assim, pouco importa a história do local, sua evolução de um simples nada para um nada ainda maior agradável local de paz, amor e sexo, drogas e rock'n'roll harmonia, ou saber que, antigamente, quando ainda era somente um "bujaruzinho" de nada, não era nada mais do que um distrito de um município ainda maior, chamado São Domingo do Capim (mas que de interessante tem isso mesmo?).

A cidade toda evoluiu (vamos dizer assim para não falar que ela está estagnada no tempo a mais de oito mil milênios) com a chegada dos nordestinos (claro, sempre eles são os enxeridos), que vieram para aquelas bandas por causa da fertilidade do solo que alí tinha, sendo isso uma coisa totalmente nova para eles, que nem sequer sabia o que era um solo fértil, haja visto que no Nordeste solo fértil só se tem no litoral (isso quando tem) e só vive no litoral a Zelite.

Típica família de Nordestinos que vieram para Bujaru aumentar a população.

Felizes com aquela "incrível" descoberta no meio do nada, os nordestinos migraram em peso para lá, sempre com aquelas ideias de crescimento, enriquecimento e retorno para o Nordeste como um rico latifundiário, coisa que NUNCA acontece. Foi então que a população de Bujaru cresceu, devido à grande sacanagem que rolava ali e a falta de uma televisão (de cores, de preferência) na casa dos pobres, que só foram fazendo filhos atrás de filhos, criando um contingente tão grande que o prefeito achou melhor desmembrar o Distrito e transformá-lo em um outro município, pois senão o prejuízo vinha pro lado dele mais tarde.

Geografia[editar]

Miss Bujaru, provando que lá não tem nenhuma Jaburu.

Bujaru está localizada na margem esquerda do Rio Guamá, um rio que passa bem na frente da cidade de Belém, com suas águas tão sujas quanto as do Rio Tietê, mas sem as capivaras e jacarés deste. Atualmente, segundo o IBGE (que nunca foi uma fonte confiável de estatísticas, mas como é a única do país vamos segui-la), Bujaru possui cerca de um pouco mais de 23.000 habitantes por centímetro quadrado, colocadas em uma espaço do tamanho de um campo de futebol para 500 pessoas (todas em pé), o que deixa bem óbvio que todo mundo deve se conhecer naquele local, ou pelo menos ser todo mundo primo, no máximo, de segundo grau.

A principal atividade dos bujaruenses (para quem não sabe, é assim o nome dos gentílicos desse espaçozinho aí) é fazer absolutamente porra nenhuma, coisa muito comum em todos os interiores do Brasil. O nome da localidade veio em decorrência do rio olho-d'água do que passa bem na frente da cidade, só não venha me perguntar o porquê desse nome ou o que ele significa, com certeza deve ser alguma coisa de índio.

População[editar]

A cidade lá é tão fenada, mas tão fenada, que não conseguimos encontrar (por mais incrível que pareça) as mais comuns espécimes de tribos urbanas, como emos, nerds ou mesmo otakus (êta fim de mundo).

Lazer[editar]

Lá em Bujaru não há nada de interessante, o que não é de se estranhar o fato da população da cidade estar diminuindo a cada ano.

Por causa de sua proximidade com a capital do Pará, Bujaru fica praticamente um faroeste nos finais de semana, afinal, nada tem pra se fazer lá mesmo.