Bulimia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
264939.jpg
ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.
Asclepius.png A Desciclopédia não é um consultório de medicuzinho.
Por isso, tome vergonha e vá procurar um pra fazer seu check-up.
Menina se concentrando para dar tudo de si na privada.

Cquote1.png Na União Soviética, a comida vomita Você! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Bulimia
Cquote1.png Que desperdício de comida, com tanta gente passando fome... Cquote2.png
Sua avó sobre Bulimia
Cquote1.png Fazer piada de gordo pode, agora de anoréxica ou bulímica não... Cquote2.png
Qualquer um sobre a hipocrisia dos leitores revoltados com esse artigo
Cquote1.png Minha filha, é bom que lave a privada de seguida! Cquote2.png
Mãe de bulímica sobre a doença da filha
Cquote1.png Somos praticantes! Cquote2.png
Celebridades de Hollywood sobre Bulimia


Bulimia (do latim: Bully, valentão; e do grego: Mia, Miar) é um esporte doença mental muito parecida com a Anorexia, sendo também muito praticado pelas garotas da alta sociedade, com o objetivo de ficarem e permanecerem magras, e absolutamente sem apelo para o sexo masculino, que gosta de ter uma carne e uma gordurinha para apertar.

Origens[editar]

Tal como a Anorexia, a Bulimia começou na Inglaterra do século XIX, devido ao "ideal de beleza" da mulher de então, que devia ser, literalmente, um esqueleto andante, com a palidez e a falta de dentes subjacente, provocada pela privação de comida ou pela indução voluntária do vômito. Contudo, a Anorexia foi ganhando mais fama do que a Bulimia, sobretudo por causa das suas embaixadoras famosas, enquanto que a "Mia" ficou na clandestinidade, e só foi reconhecida enquanto doença em 1940, mas assim ainda, nunca teve nenhuma "embaixadora oficializada", como a Anorexia teve a Kate Moss.

Causas[editar]

Praticante.

A Bulimia é considerada a prima da Anorexia, sendo que o objetivo é o mesmo: copiar o corpo das "mulheres-cabide" que empestam a indústria da moda, mas os métodos são diferentes. As praticantes disso (conhecidas como bulímicas), a exemplo de suas miguxas anoréxicas, também dizem sofrer de muita repressão por parte da Sociedade Ocidental Capitalista Judaico-Cristã, fato refutado pelos médicos, que afirmam se tratar de mais uma doença psiquiátrica e que as suas praticantes têm de procurar ajuda no manicômio.

Mentalidade de merda de bulímica.

As bulímicas, também a exemplo de suas parceiras no crime, apelidam esse esporte com o carinhoso e fofuxo nome de "Mia", e também elas infestaram a Internet com sites e blogues "Pró-Bulimia", a apelar à prática, insultando as gordas e dando conselhos acerca do melhor modo para vomitar "as calorias" na privada. WTF. A bulímica é muito semelhante à anoréxica em termos psicológicos: fútil e com o cérebro (ou a falta dele) lavado pelas modelos, também seu único objetivo na vida é emagrecer ou manter a magreza, e, para tal, recorre ao vômito, para que seu corpo não absorva as "calorias" nem todas as outras coisas necessita para sobreviver, para atingir seu "peso ideal" (inferior ao de uma vítima do Holocausto), ficar sem dentes e, no fim na linha, morrer. É curioso o quão pouco as bulímicas e as anoréxicas conhecem do corpo humano, mas enfim, elas são malucas e só falam papo de doido.

A bulímica diz ser alvo de discriminação por ser "gorda" (mesmo pesando 20 quilos) e que ninguém se importa com ela por causa disso, ou seja e como dito anteriormente, tem a mesma mentalidade fútil e vazia da anoréxica: mas, enquanto a "ana" não come, a "mia" vomita para ficar mais e mais magra, e para tentar manter a pouca forma magreza, e não correr o risco de ser chamada de "gorda" por suas miguxas anoréxicas, sendo a famosa Maria, vai com as outras. A bulímica enche a cara compulsivamente (com batata frita, bacon, bolo, pizza, hambúrguer, sorvete...) e só faz a contagem das calorias depois, pelo que vai correndo para a privada em angústia depois de perceber que ingerir 0,0003 calorias.

Sintomas[editar]

Espelho, espelho meu... Existe alguém mais gorda do que eu?
  • Elevado grau de retardamento mental;
  • Viver em função da aparência física;
  • Não ter outro objetivo na vida senão "emagrecer";
  • Encher a cara de comida e vomitar de seguida;
  • Achar que as crianças subnutridas de África têm um "corpo lindo";
  • Ganhar câncer no estômago;
  • Vômito a distância;
  • Vômito a distância (sem o dedo na garganta)
  • Vômito a distância (com supositório enfiado na guela)
  • Vômito a distância (com um pau metido na guela)
  • Gemido mais agudo (medido à distância, e com o pau na guela)

Riscos[editar]

Existe enorme risco de que as esportistas dessa modalidade se engasguem com o próprio vômito, seguindo o grandioso exemplo de Jimi Hendrix, famoso praticante dessa modalidade esportiva. Outra famosa que praticava muito esse esporte e também morreu por acidente foi a Princesa Diana, também conhecida como Lady Di, antiga princesa da Inglaterra muito conhecida pelo seu "bom" gosto para homens e pela sua enorme autoestima, tanto que a sua morte foi por conta de ter vomitado um monte depois de uma batida a 130 km por hora.

Não a toa, as praticantes desta modalidade esportiva são obrigadas a pratica-lo escondidas, no banheiro, onde por sorte podem encontrar um onanista que esteja batendo punheta e abrir com isso o caminho para uma foda, apesar disso ser improvável por conta do onanista em geral achar as capas de Playboy mais atraentes do que a bulímica. O jeito é se contentar com o choro e vomitar mais um pouco no banheiro, em especial porque o onanista inveterado tende a feder mais do que queijo francês, sendo completamente insuportável o seu perfume por parte de quem não quer nem saber de comida.

Tratamento[editar]

  • Encontrar uma ocupação na vida;
  • Internar no manicômio.

Bulímicas Famosas[editar]

Afiliados[editar]