Bullet for My Valentine

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Bullet For My Valentine)
Ir para: navegação, pesquisa
Hitler curtindo um som do Fresno. Bullet for My Valentine é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.

Bullcet for my Valentine
Bulletttgai.png
Origem Desconhecida, Bandeira do País de Gales País de Gales
País Bandeira do Reino Unido Reino Unido
Período 1998 até hoje. OH MY GOD.
Gênero(s) Heavy Metal, Emocore, Pagode
Gravadora(s) Anal Records
Integrante(s) Wesley Safadão
Michael Paget
Jason Huehuehuea
Max Porto
Ex-integrante(s) Uns ae.
Site oficial Desconhecido


Cquote1.svg Você quis dizer: Merdallica? Cquote2.svg
Google sobre Bullet for My Valentine
Cquote1.png Experimente também: Trivium (banda) Cquote2.png
Sugestão do Google para Bullet for My Valentine
Cquote1.png Experimente também: Parar de ouvir merda e ouvir metal de verdade! Cquote2.png
Sugestão do Google para Bullet for My Valentine
Cquote1.png Só tocamos com eles por que precisávamos de grana. Cquote2.png
Iron Maiden se justificando sobre Bullet For My Valentine
Cquote1.png São uma vergonha para o Metal!! Cquote2.png
Headbanger sobre Bullet For My Valentine
Cquote1.png Covers bem vagabundos da minha banda, hein? Cquote2.png
Seto Kaiba sobre covers da banda Bullet for My Valentine

Bullet For My Valentine é uma banda de metalcore embora pareçam mais com um Heavy Metal, que lidera o movimento de New New Wave of British Heavy Metal, 2ª geração do movimento que revolucionou o Heavy Metal nos anos 80, porém que agora conta com bandas infinitamente inferiores às do movimento original.

O logotipo da banda já diz tudo: eles gostam de florzinhas e pistolas.

Nota: São rotulados de Metalcore embora não se pareça com oque nossos MigUxuUsS toquem pois este movimento fracassado do EUA não conta com bandas de grande fama como esta e para não deixarem o Trivium, Avenged Sevenfold,Killswitch Engage e As I Lay Dying sozinhos neste cenário gay .

Membros[editar]

  • Wesley Safadão Matt Tuck - Vocal e guitarra base, pior que sua voz só a do David Coverdale atualmente.
  • Michael Paget - Guitarra solo, único membro decente.
  • Jason "HAHAHA" Bowld - Bateria, é viciado em óxido nitroso e por isso toca rindo em todo show.
  • Max Porto Jamie Mathias - Baixo, gritaria de apoio e nova bicha da banda.

Ex-Membros

  • Nick Crandle (1998-2003) - Nada.
  • Michael Thomas (1998-2016) - Bateria, Rabudão tocava o necessário
  • Gayson "Gay" James (2003-2015) - Gritaria Gutural e Baixo, a bicha da banda já que toda banda que se prese tem uma.

História[editar]

Ui! Que tênis mais bonitinhos...

O Bullet For My Viado, também conhecida como BFMV, B24MV, é uma banda galesa formada em milnovecentos e não sei das quantas. Apesar de se parecerem muito com o Manowar Trivium e assim como o próprio não tocar metalcore termo , que só ficou famosa porque trouxe para o Metalcore um pouco de metal do Iron Maiden e do Metallica (bandas que não é necessário ser metaleiro para conhecer).

Musicalmente a banda recebe o rótulo de "emotalcore", com um visual moderno fingindo ser metaleiro. Suas músicas também têm influências do Merdallica e Pantera cor de rosa. Os BFMV eram garotos muito pobres e sempre quando iam pra igreja católica eram molestados pelos Padres tarados de lá, e o pior não é isso... Eles gostavam! Não faltavam a Igreja nenhum dia, pois o Padre batizou o Baixista Gayson Gaymes com esse nome porque ele era o seu garoto preferido na hora de ir para o COMEfessionário...

Tempos depois, os músicos resolveram sair dos covers e colocar a cabeça pra funcionar. Daí depois lançaram um LP chamado Bullet For my Boyfriend, mostrando todo o amor que eles sentiam pelos seus miguxos.

Bullet for My Valentine deve muito de seu sucesso à produtora de video-games EA Games, que insistiu (e ainda insiste) em colocar músicas da banda na trilha sonoras de seus jogos, como Need For Speed, NHL, Madden NFL e Barbie's House Of Fun. Suspeita-se que a banda tenha pago para a produtora incluí-la nas trilhas sonoras mais a verdade é que o rekalque aqui bate e volta. Outras bandas que adotaram tal tática e também cresceram assim no meio musical são Aviadagem Semverfoda e Assbourne.

Além de pagar para ser incluída nos jogos da EA Games, a banda também pagou para abrir shows para muitas bandas de renome no meio musical, como Merdallica, Armas e Rosas e Donzela que leva Ferro. O Bullcet for my Valentine ainda tocou em lugares consagrados, como os shows memoráveis no Bar do Juca, o Posto Petrobrás em Irajá e no Bar do Sidão, junto com outras lendárias bandas do Heavy Metal e Hard Rock assim como Sebastian Bach, Kiss, Fred Mercury prateado e Bruce Dickinson em sua carreira solo .

A banda compondo músicas

Conquistas[editar]

Essa bandinha banda conquistou muitos prêmios duvidosos, como "Banda Britânica do Ano", da revista Veja "Kerrang!", assim como o Vibrador de Ouro para Gayzon James. E também ganhou o Grammy (que é um prêmio tão válido quanto uma lista de "melhores" da revista Veja).

Discografia[editar]

EPs[editar]

Álbuns[editar]

The Cum (2005) Álbum que lançou a banda no cenário, infelizmente. Percebemos claramente a inabilidade de Matt CuTucko como vocalista, já que ele praticamente fala as letras ao invés de cantar. Isso se ele não está simplesmente berrando. Com solos deploráveis e riffs sempre muito parecidos (todos em tonalidades menores), as principais músicas do álbum são duas semi-baladas: All These Things I Hate e Your Cock Don't Fall.

Scream with a Cock in My Mouth (2008) Com uma singela melhora nos riffs, o segundo álbum da banda trazia composições mais agressivas, além de algumas baladas (que é coisa de viadinho) e músicas compostas em tonalidade maior. Os fãs não receberam muito bem o álbum, visto que Matt CuTucko começou a cantar mais e berrar menos, que foi interpretado como algo negativo. Vai entender... Os hits do álbum são: Waking The Penis e Ass Burst Into Fire.

Fever To Be Sodomized (2010) Claramente é o álbum mais maduro e menos pior da banda, Fever foi esculachado por grande parte dos fãs de Bullet For My Valentine, que sem terem qualquer bom-senso musical continuam a preferir o fraquíssimo The Cum. Os fãs alegam que preferiam os gritos e berros do vocalista, além dos riffs sem muita criatividade do disco de estreia da banda. Os hits do álbum são: The Last Fuck, The Moon Betraied Me e a faixa-título Fever To Be Sodomized

Temper temper (2013) Lançado em 2013, ainda está em extinção. O álbum contém glútem várias músicas que já estão famosas (Ou Não), esse álbum não foi muito bom pois eles estão virando emos (Ah, vá!) e mudaram seu estilo emorróidacore (agora) e vão tocar um show (solo) no rock in rio (que não tem rock), também nesse rock in rio vai ter muito tiroteio e assalto, então troque sua camiseta de sua bandinha pop e compre um colete a prova de balas que é mais seguro.

Venom (2015) Lançado em 2015, criado depois da viadagem do temper temper, as ex-travestis decidiram tentar fazer musica de macho, já que agora haviam se tornado, o album soou algo até parecido com o Rock, e soou como o The Poison o terceiro e mais odiado pelas maggots fãs revoltadinhas com tudo, voltando com os gritos da ex-travesti matinha tucana e a saída do Gayson "Gay" Games e a entrada do Gaymes Mete-na-tia que faz a mesma porra mas canta mais bonitinho... Os hits do álbum são: No Way Out/I scream to you fuck me, Pariah/Please use all of me, You Want a Battle?(Here's a War!)/You Want a Ass?(Here's a Penis)

Grávido (2018) Lançado em junho de 2018, foi um daqueles álbuns que nem os fãs da banda sabiam (ou sabem) da existência de tão batido que passou, nele a banda mudou o gênero de metalcore (que já estava fora de moda) para nu metal (que estava mais fora de moda ainda). O único hit foi Don't Need You, no qual os internautas perceberam uma grande semelhança com uma música de uma outra banda de vocal horrível devido o produtor ser o mesmo (pelo visto esgotaram-se as ideias no ramo). As demais músicas são muito monótonas pros fãs da banda e de metalcore, e muito fora de moda pra o jovenzinho roqueiro poser que agora só quer saber de Greta Van Fleet, Arctic Monkeys e outras bandas de rock chato, ou seja, lançar e não ter lançado esse álbum seria a mesma coisa.