Bunny Girl

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Erro ao criar miniatura: Não foi possível salvar a miniatura no destino
Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
AmorFurries.jpg Este artigo foi escrito por furries!!

Por isso, é possível que ele contenha referências a raposinhas, Pokémons ou até mesmo Ursinhos Carinhosos sendo sodomizados por cavalos. Caso você tenha medo de furries, arme-se com um lança-chamas e NÃO leia a pagina abaixo.

Olha só que elegância!

Cquote1.png Você quis dizer: Coelhinha da Playboy Cquote2.png
Google sobre Bunny Girl
Cquote1.png Experimente também: Cat Girl Cquote2.png
Sugestão do Google para Bunny Girl
Cquote1.png Experimente também: Fox Girl Cquote2.png
Sugestão do Google para Bunny Girl
Cquote1.png Obaaaaaa! Cquote2.png
Furry sobre Bunny Girl

Erro ao criar miniatura: Não foi possível salvar a miniatura no destino

Bunny Girl é mais uma espécie doentia de kemono criada para fazer com que os otakus se masturbem até a morte. Existem inúmeras dessas personagens espalhadas por aí em animes, mangás, videogames, quadrinhos e outras formas de alienação entretenimento que todo nerd tetudo e punheteiro adora.

Origem[editar]

Olha só que carisma!

O criador dessa raça maligna é Hugh Hefner, que, em 1953, obrigou a então desconhecida Marilyn Monroe a vestir uma fantasia de coelho que deixava suas partes íntimas à mostra porque ele era voyeur e aquilo lhe dava tesão. Após gravar e fotografar Monroe vestida daquela forma bizarra, Hefner produziu calendários que foram distribuídos e pendurados com sucesso nas borracharias da época. Na hora de assistir as cenas gravadas em vídeo, ele estava muito nervoso e não sabia como o equipamento funcionava, ao que Marilyn sussurrou em seu ouvido "Play, boy!". Foi aí que surgiu a genial ideia de fazer o mesmo procedimento todos os meses, sempre com uma mulher gostosa diferente vestida de coelha, e ao invés de lançar vídeos e calendários eróticos, seria lançada uma revista chamada Playboy. Com o estrondoso sucesso mundial das coelhinhas da Playboy, logo os japoneses adaptaram esse fetiche para o hentai, e assim surgiram as Bunny Girls que você conhece hoje.

Sobre[editar]

Uma Bunny Girl mais clássica, bem ao estilo da revista Playboy, dispõe de um figurino bastante sexy, como lingerie, meia calça e/ou arrastão, cinta liga, salto alto, gravatinha... Mas há também versões bem mais kawaii, estilo lolita. A única regra fundamental é que elas possuam rabo e orelhas de coelho (O RLY?).

Exemplos famosos[editar]

Olha só que simpatia!

Galeria[editar]

Erro ao criar miniatura: Não foi possível salvar a miniatura no destino
Erro ao criar miniatura: Não foi possível salvar a miniatura no destino