Buritis (Minas Gerais)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Buritis (Minas Gerais)
Quintal do quintal de Paracatu
Manchetette.jpg
Bandeira
Quem conhece Buritis, e bebe da sua água, nunca mais o esquece
Hino "Pode vi quenti qui aqui tá freveno", Barrão Vremei
Local Bandeira do Brasil Brasillink={{{3}}} Minas GeraisInterior
Idioma Caipira, caipira-mineiro
Geografia
Clima Insuportável
Locais de Referencia Igrejas
Economia Remessas de dinheiro de Brasília
Produtos Exportados Só já foi a época disso
Política
Governo
Nuvola apps core.png
Saneando
Atual Prefeito
Nuvola apps core.png
Dr. Kenny G
Vice-Prefeito
Nuvola apps core.png
Não informado
Mídia
Cidadãos Ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Celso e Renato <sick>
Esporte Símbolo Capoeira gaúcha desde os anos 1970.
Santo Local Santa Antônia do Buriti Seco



Buritis é o mais goiano-abaianado município de Minas Gerais, conhecido carinhosamente como "Bundinha de Minas Gerais". Muito conhecido pelo sossego e hospitalidade do povo, é muito visitado por eremitas e gente que busca fugir da civilização e de qualquer avanço tecnológico.

Sofreu uma forte migração de gaúchos nos anos 1970 e após um longo período de adaptação tornou-se uma cidade mais alegre.

Tabela de conteúdo

[editar] História

A cidade é fundada em 1749 por alguns desbravadores que decidiram ir explorar a PQP do Brasil e nunca mais voltaram. Foram surgindo fazendas e diversas plantações e indústrias de refino de maconha, o combustível motor da economia do interior do Brasil.

Em 1798 passa a integrar oficialmente os Domínios de Paracatu. Assim surge o lema da cidade, a espirituosa frase "Quem conhece Buritis, e bebe da sua água, nunca mais o esquece", claro, graças ao gosto barrento da água semi-potável dos riachos da cidedezinha.

Em 1911 ganha um nome pela primeira vez. Na falta de criatividade para um nome legal, decidiram chamar aquele punhado de buritis de "Buritis".

Em 1960, com a criação do Distrito Federal, Buritis passa a integrar a Liga de Parasitas de Brasília. Tornando-se um dos principais esconderijos dos bandidos do Distrito Federal.

Em 2010, O povo pula de alegria do Arraiá Público não ser mais no pé de Jatobá aos arredores da antiga igrejinha( ta mais pra uma capela) (vide ponto turístico de Buritis igual ou pior que outras 400.000 igrejas de minas gerais) e sim na CASENG- "aliás" o que significa CASENG, o patrimônio histórico mundial da cidade, já que nenhum prefeito se digna-se a demolir esse monstro em pleno centro da cidade e insiste em mante-lo de pe, para assim fazer festas horríveis e megashows de cantores medíocres, um espaço maravilhoso para crianças jogarem futebol descalço e fumar maconha.

[editar] Economia

A economia de Buritis depende exclusivamente do turismo, de gente sem dinheiro para ir a um local melhor. Outra fonte de economia da cidade são as plantações de cana de açúcar, onde escravos do sertão baiano (bóias frias) cortam cana 24 horas por dia, para abastecer a imensa demanda de álcool das pizzarias de Brasília.

A cidade também é beneficiada por possuir cerca de 80% dos assentamentos do INCRA que repassa milhares de reais todos os anos para investimento pesado em invasões de instituições financeiras e terras produtivas.

[editar] Cultura

Um típico casamento feliz em Buritis.

Buritis não conta com uma única banca de revistas para deixar seus cidadãos informados. Estes se contentam em saber as notícias de hoje alguns dias depois. Assinatura de revistas semanais como a Veja são entregues com atraso de uma semana!

Assim se algum desastre for avisado por meio impresso os buritienses nem saberão o que os atingiu.

FOFOCA fofoca fofoca

[editar] Saúde

Os buritienses começaram 2010 com uma revolução na área da saúde, uma vez que as autoridades políticas resolveram presentear a cidade com um sistema de esgoto.

Até então as casas eram atendidas pela precária tecnologia da fossa negra, popularmente conhecida como cisterna. Um alívio para o atendimento do único hospital da cidade que espera ter menos ocorrências de verminoses.

[editar] Turismo

Buritis possui mais de 400 igrejas que até podem ser consideradas pontos turísticos, mas o que o povo de fora vai fazer lá é visitar os buritis e fazendas da cidade onde podem encontrar nas noites as putinhas mais baratas do noroeste mineiro.

Com uma típica fauna, podem ser encontrados mamutes e tamanduás na flora tipicamente do cerrado. As cachoeiras que ninguém visita são outra atração a parte.

[editar] Buritis

As arvores de Buritis são famosas.

As mulheres que vivem em Buritis são famosas por não quererem sair desta cidadezinha, pois lá encontram o lugar ideal para viverem com seus homens

Enfim, é raro ver uma mulher de Buritis solteira...

Hoje em dia com a adivinda da era globalizada e da internet, é comum que em Buritis procurem arranjar emprego em loginhas ou pequenos escritórios onde tem sinal de internet para que elas fiquem conectadas,onde podem ajudar a manter sua prole.

Estas cachoeiras só são muito visitadas pelas barraquinhas na tardinha dos fins de semana e feriados para Buritis. Lembrando que as vezes uma pequena cidade pode revelar.

v d e h
AS FANTÁSTICAS MINAS GERAIS DO PÃO DE QUEIJO
O mapa de Minas Gerais incluindo possessões, territórios intra e ultramarinos e províncias autônomas e rebeldes, além é claro dos TREM (Territórios Remotos do Estado de Minas)
A bandeira de Minas Gerais com a inscrição em latim "Causeus Quae Sera Tamem" que significa "Queijos, ainda que à tardinha!"

Notas:
  1. Possui status de território autônomo de Minas Gerais
  2. Doada por José Serra em 2007
  3. Juiz de Fora foi cedida ao Estado do Rio de Janeiro por Aécio Never em 2003 em troca de Cabo Frio. Vide Guerra Mineiro-Fluminense
  4. Governador Valadares foi vendida aos Estados Unidos por Aécio Never e Lula em 2005 em um acordo com George W. Bush para acabar com a imigração ilegal, passando a ser um território colonial americano com o nome de "American Outland District of Walladars Governator"
  5. A existência de alguns municípios não foi confirmada cientificamente
  6. Províncias conhecidas como TREM - Territórios Remotos do Estado de Minas
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas