Buttman

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
Descomics.jpg

Este artigo é parte do Projeto Descomics, o seu universo de personagens.

Cquote1.png Você quis dizer: Batman Cquote2.png
Google sobre Buttman
Buttman ( Joseph "Spanking The Monkey" Pinto Durães Di Caprio Stagliano ) vulgo Joe Stagliano,

Biografia[editar]

Buttman nasceu em Thimphu, capital do Reino do Butão, em 02/01/1930, quando a puta da sua mãe o pariu na viagem do trem que a conduzia para Los Angeles. Este parou na estação e ela resolveu dar uma cagada.

Ali, naquele pútrido banheiro da estação de trem se iniciou a trajetória de sucesso de um dos maiores punheteiros e pornógrafos de toda a humanidade.

Buttman é tido também por muitos punhetistas como uma espécie de profeta desta crença que ajudou a disseminar com a sua arte e maestria com a câmera.

O Pai[editar]

Buttman é o codinome deste mega-empresário, diretor e produtor pornô ítalo-americano butanês de ascendência luso-tailandesa nascido no Reino do Butão e radicado nos Estados Unidos aos 3 anos de idade quando sua mãe, uma garota de programa luso-tailandesa de apenas 12 anos, chamada Amália Pinto Durães, resolveu procurar pelo seu possível pai, um jovem virgem americano que passava férias em Bangkoc ( dizem que foi o Leonardo di Caprio durante as gravações do documentário "A Praia" ).

O Homem Bunda ou Buttman

Amália Pinto, também conhecida no meio prostituto como "Rainha Invertix" ou "Soberana Dominatrix" relata que naquela noite de romance com Leo também o penetrou com o seu robusto consolo de 24,5 X 9,5 cm. Depois daquele dia Di Caprio retornou para os Estados Unidos e nunca mais foi o mesmo garoto.

Família[editar]

Com relação ao sobrenome Stagliano o jovem Joe o herdou do cafetão Silvester Stagliano, patrão da puta da sua mãe , cafetão que a escravizou quando os dois desembarcaram de trem na cidade de Albuquerque, New Mexico.

Segundo relatos da época o cafetão obrigava Amália Pinto Durães a realizar pelo menos 321 programas nas 24 horas do dia, de segunda a sábado, tendo como único dia livre da semana o Domingo, já que Amália jamais aceitou transgredir o santo dia dominical por ser católica romana zelosa.

Aos Domingos a jovem mãe, então já com 15 anos, dirigia-se com seu pimpolhinho, o pequeno Joe, para a Catedral Saint Patrick cujo serviço era dirigido pelos Padres da Congregação dos Servos da Prega, ordem mendicante da Igreja Católica devotada a causas coloproctológicas e intestinais gerais.

Joe aí começou a se interessar pelas questões espirituais da Igreja Católica todavia não pôde ser admitido nos círculos do Seminário da Congregação dos Servos da Prega por ser muito jovem e possuir um pênis menor que 5 cm, criancinha que era, já que, além do pintinho, a Congregação era formada somente por Padres preferencialmente passivos ou seja, os filhos da puta só davam ré no kibe, sempre. A prática da Mordedura da Fronha ou o Belisquete do Azulejo foi efetivamente desenvolvida por estes carismáticos padres.

Infância[editar]

Com seis anos Buttman e a puta da sua mãe, após a morte do cafetão Silvester, empalado por dois marginais rivais, mudaram-se para Los Angeles, Califórnia, onde o pequeno Joe recebeu os primeiros santos sacramentos da Igreja Católica aos 7 anos.

Servia como coroinha do então jovem Padre Mahony na paróquia de Rebostero, subúrbio do condado. Em 31 de fevereiro de 1937 foi batizado, fez primeira comunhão e foi sodomizado 38 vezes por Padre Mahony, conhecido também como "Child Lover" ou Soca-bosta.

A partir desse dia, com a bunda em chamas e 8 hemorróidas para fora, Buttman jurou que jamais serviria a qualquer religião organizada e oficial e transformaria a tragédia de sua vida em algo bom para a humanidade, do seu rabo ferido faria algo construtivo para o mundo.

A Revolta[editar]

Neste momento de revolta e busca existencial o jovem Buttman deixou Los Angeles e se dirigiu até a fronteira do México e se refugiou num autoexílio de 44 anos no deserto mexicano onde sobreviveu comendo cáctus, bebendo água de chuva (quando chovia) e a própria urina (diariamente). Prometeu a si próprio que só retornaria à civilização quando obtivesse as respostas de sua busca espiritual, transcendental e carnal.

Seu cabelo cresceu, suas unhas se tornaram enormes, sua roupa se rasgou, todavia Joe Stagliano não arredou pé do deserto.

Em 14 de julho de 1981 Buttman finalmente recebeu a iluminação - a punheta era a solução e ele seria o profeta desta nova era. Ligou o foda-se e deu no pé do deserto, já não mais aguentava comer cactos e tomar mijo.

A viagem redentora[editar]

Deixou o deserto mexicano, dirigiu-se até Tijuana, foi até a rodoviária local, fez um programa com um pederasta guatemalteco que lhe pagou em dólares, comprou roupas novas, cortou o cabelo e uma passagem de ônibus para a Califórnia.

Logo começou a fazer filmes pornôs que induziriam milhões de jovens, velhos, vagabundos, punheteiros, loucos, gays, nerds e lésbicas, a baterem punheta ao redor de todo o mundo, lançando diversos atores e atrizes pornôs como Sylvia Saint, Emanuelle Paris Hilton, Michael Jackson e outras putas e putos como Alexandre Frota, Gretchen, Vivi Fernandes, Bruna Surfistinha, Lucianta Jumenta e Clóvis Bornay que também tiveram seus momentos de close diante da câmera mágica de Buttman. Cús e bundas se tornaram a especialidade deste gênio da sétima arte.

Do processo criativo de Buttman vários punheteiros se tornaram adoradores de bundas, pelo primor de sua arte milhões em todo mundo puderam desfrutar do virtuosismo e performances de mulheres que encantaram todo o planeta. Buttman se tornou único na sua arte!

Império e Politíca[editar]

Buttman montou um verdadeiro império porno-cinematográfico, processou Padre Mahony e recebeu 500 milhões de dólares de indenização da Igreja Católica pelos danos sofridos nas mãos daquele sacerdote pedófilo.

Criou a ONG - NA SACRISTIA NUNCA MAIS e se tornou o porta-voz de todos que foram abusados e sodomizados no mundo. Ele se tornou uma lenda viva, candidatou-se ao governo da Califórnia em 2000 sendo eleito com 95 milhões, 913 mil e 12 votos pelo Partido Democrata, tendo como vice àquela época o atual Governador da Califórnia, o marombeiro, psicopata, tomador de bomba, ex-Exterminador do Futuro e ex-Mister Universo Arnoldo Yssuasnêgas.

Arnoldo, austríaco de nascimento, filiado ao Partido Nazista, foi durante anos colaborador de Buttman no seu mega-império porno-punheteiro, também foi ex-ator pornô que se retirou das atividades cinematográficas por problemas de saúde ( broxou em 3 cenas de sexo anal com Sylvia Saint e 2 vezes numa cena gay com Alexandre Frota quando se recusou a ser o passivo ). Arnoldo hoje administra a Califórnia e antes de ingressar na política era conhecido no meio pornô como o "Cotoco-Man", sendo sempre escalado por Buttman para cenas que requeriam paus mínimos ou como protagonista passivo em produções gays da Buttman Corporation for Punhetation S/A.

Hoje em Dia[editar]

Atualmente Joe "Buttman" Stagliano vive no Hawaii, é casado com a ex-atriz Sylvia Saint , com quem tem um casal de filhos - Joe JR de 23 anos e a linda Pussy Tits de apenas 2 anos.

Faz tratamento de uma hemorróida trombosada adquirida dos anos de chumbo com Padre Mahony e dirige a "Sociedade Havaiana de Observação do Pássaro Dodô", entidade sem fins lucrativos que se dedica a observar esta curiosa ave que não voa e tem um cérebro de 0,5 gramas.

Stagliano passa os dias aplicando pomada na sua bunda e olhando o binoclo enquanto sua esposa se dedica às artes plásticas, atualmente é a segunda mulher com mais cirurgias plásticas no mundo, perdendo apenas para a piriguete brasileira Ângela Otto von Bismarchi e empatando com a piranha estadunidense Thabita Stevens, também veterana da indústria pornô, revelada pela lente mágica de Buttman nos anos 90.

Os negócios atuais de Buttman são dirigidos por um pool de sócios do mesmo, são mais de 3 milhões de empresas das diversas áreas punheteiras espalhadas por mais de 800 países e que faturam anualmente mais de 5 trilhões de euros fazendo de Joe "Buttman" Stagliano um dos homens mais ricos da Terra. Dentre as empresas de Buttman podemos destarcar a Elegant Angel e a Evil Angel entre outras.

Pequenos acionistas famosos de Stagliano estão espalhados em todo o mundo: o sambista Zé da Feira, a ex-chacrete Rita Cadillac, Jeremias, o falecido cantor Genivaldo Lacerda, o ex-presidente da Argentina Carlos Menem, o falecido ditador Saddam Hussein , Padre Pinto entre outros. Entre os grandes acionistas destacamos: o Diabo, dono de 20% da holding Porn Group Corporation, controladora dos direitos de exibição das imagens captadas por Buttman por toda sua vida, Don Vito Corleone, famoso mafioso siciliano , responsável pelos primeiros empréstimos que alavancaram o império de Stagliano, Clodovil, estilista, político e baitola brasileiro, controlador da Rainbow Movies, ramo gay dos negócios Buttman.

Stagliano está na posição 0 da prestigiosa revista de magnatas "Fodes", que elenca em lista anual os caboclos mais ricos e fodas do mundo. A sua fortuna supera a de Bill Gates, dono da Microsoft, que está na posição 1.

Amália Pinto Durães, a puta que pariu Buttman encontra-se congelada numa cripta criogênica em Pasadena, Califórnia , aguardando ser ressucitada em 2.350 D.C. Até hoje Buttman não descobriu a identidade de seu verdadeiro pai apesar de sua mãe afirmar que foi Leonardo DiCaprio o autor da sacanagem.

Há uma vertente de entendidos punheteiros que afirmam que o pai de Buttman é o Velhinho que comeu e não pagou já que a Profissional do Séquiço foi testemunha da treta braba entre os dois num ménage-a-trois que o Velhinho contratou quando, no ínício do século XX, esteve na Tailândia negociando jegues e vendendo sêmen de jumento para inseminação artificial. Talvez venha daí a preferência de Stagliano em comer spaghetti "grano duro" com bacalhau ralado e farinha de mandioca por cima.

Destino de Padre Mahony[editar]

Padre Mahony cumpriu pena de 213 anos, 16 meses e 37 dias de prisão em Saint Quentin e abandonou a Igreja Católica.

Ninguém sabe ao certo qual foi o destino deste maldito pederasta, muitos afirmam que ele se converteu ao Bundismo e hoje vive no alto do Himalaia junto a jovens monges que renunciaram à vida comum.

Outros acreditam que Mahony, cujo verdadeiro nome é Roger Edward Kikpatrick Fucking Ass Mahony Jr, de ascendência irlandesa nascido no Texas e amigo de infância de Chuck Norris, hoje esteja envolvido com a organização criminosa Parada Gay, grupo de foras-da-lei que anualmente desfilam na cidade de São Paulo em carros alegóricos. Dizem que passou por 43 cirurgias plásticas, inclusive aumento peniano, anel anal e hoje é o principal colaborador da organização Parada Gay nos assuntos referentes a coito anal, destroçamento de pregas, limpeza de cano de descarga, gozo prostático e qualidade total do sêmen. Dizem os paneleiros que o atual codinome de Mahony é "Dudu Empurra-bosta" sendo o responsável pelo exame de próstata mensal de todos os participantes da organização Parada Gay.

Contudo há outros ainda que afirmam que o sombrio pedófilo Padre Mahony, após sua saída da prisão, continua no mundo odioso da pedofilia, possuindo vários perfis no Yogurte, famoso site de relacionamentos da internet e que continua sodomizando rapazinhos incautos em todo o mundo já que sua preferência é sempre ser o ativo.

Decerto que a incógnita sobre este sacerdote pedófilo pertuba a muitos já que ninguém sabe o que foi feito dele ou o que ele anda fazendo com o rabo dos outros. A Interpol tenta há anos rastrear o paradeiro de Padre Mahony, sem sucesso algum.

Outro fato interessante sobre a inspiradora biografia de Mahony é que ele foi o criador da masturbação prostática, massagem prazeirosa sobre a próstata de pessoas do sexo masculino (mulher não tem próstata!) Este método é grandemente disseminado entre os integrantes da Parada Gay. Normalmente a massagem é feita através de instrumento fálico e grande, de preferência na posição de quatro.

Exemplo[editar]

Buttman é o exemplo vivo para todos os punheteiros da Terra-Média, símbolo do sucesso para todos e de superação das adversidades da vida.

Hoje é cultuado pelo Punhetismo como uma espécie de profeta.