Buzzcocks

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Marco Naty dentes.jpg Este artigo é sobre algo ou alguém com falta de beleza!

Não nos responsabilizaremos por qualquer dano em sua visão ou vontade de continuar a viver.
Alguma foto do Clodovil pode estar neste artigo.

Caralhos Zumbidores
Buzzcocks01.jpg
Buzzcocks, uma banda de rara beleza
Origem Manchester United
País Bandeira do Reino Unido Reino Unido
Período 1976 - 1981, 1989 - atualidade surfando na (pouca) fama
Gênero(s) Pópi Panque e Niu Ueive
Gravadora(s) EMO
Integrante(s) Steve, Chris, Danny
Ex-integrante(s) Pete
Site oficial Muito velhos pra mexerem na internet


Cquote1.svg What do I get?? Cquote2.svg
Buzzcocks sobre terem 40 anos de banda e nenhum dinheiro no bolso

Buzzcocks é foi é de novo uma banda de rock desafinado da terra dos beberrões de chá. Uma das primeiras bandas do movimento, porém ao contrário dos colegas da época não tinham rostinhos bonitos, músicas ultrajantes ou integrantes opostos ao ato de tomar banho todo dia, preferindo um punk mais humilde e inofensivo. O que os fez não ter tanta fama, sendo mais lembrados pelos tiozinhos da Inglaterra que falam com sotaque de ovo na boca e usam terno até pra ir na padaria.

História[editar]

A maior glória da vida do vocalista Pete Shelley: ter saído numa capa de disco do AxCx

Em 1976, uma dupla de amigos e caras muito zoados na escola chamados Peter McNeish e Howard Trafford compareceram a um show dos Sex Pistols. Fascinados com toda aquela anarquia, bebidas, drogas e porraloucagem em geral, resolveram montar algo semelhante, que segundo eles seria em Manchester o que os Pistols eram em Londres. Mas como todos sabem, a especialidade de Manchester são bandas de rock triste, com muita música de corno e outras temáticas desesperançosas, haja visto os sons que saíram de lá depois.

Com isso os dois parças tiveram que se ajustar, mudando a temática para amores, rolos e outros problemas de adolescentes de primeiro mundo. Pete mudou seu nome para Shelley em homenagem a Shelley Morrison, uma espécie de Nair Bello americana (eles eram semelhantemente ranzinzas) e Howard mudou para Devoto, por ser devoto da Nossa Senhora da Bicicletinha. E assim surgiram os Buzzcocks, que com essa abordagem foram um sucesso absoluto (na Inglaterra pelo menos), alcançando todos hipsters, frescos e baitolas que preferiam um som mais polido e letras mais introspectivas e poeteiras. O nome da banda foi escolhido em homenagem a um pornô furry de abelhas (imagina a bizarrice).

Contudo, os Buzzcocks estão mais pra um tipo de 3-hit-wonder, ficando mais conhecidos pelos singles que discos em si, acredita-se que nem os cinco fãs fanáticos saibam o nome dos álbuns. Hoje em dia a maioria dos jovens descobre o grupo por playlists de punk clássico do Spotify ou Deezer, e clássicos como What Do I Get, Ever Fallen in Love e Orgasm Addict são ouvidos umas três vezes antes de enjoarem e passarem pra próxima banda.

Integrantes[editar]

Típicos velhos que não sabem a hora de parar, que coisa mais triste. E esse dedinho em riste aí querendo pagar de rebelde? Te manca vovô...
  • Pete Shelley (vocalista) - O simpático frontman. Conquistou alguns fãs com seu olhar de peixe morto, voz de quem não queria estar ali cantando e seu cabelinho de Zacarias, que até hoje é um ícone. Tentou uma carreira solo no New Wave mas quanto menos se falar disso, melhor. Cansado da fama, resolver partir pra terra dos pés juntos em 2018, deixando uma legião de hipsters do Twitter com muita saudade.
  • Howard Devoto (outro vocalista) - Um dos fundadores originais dos Buzzcocks, porém vazou do grupo antes da fama, sendo mais um do "Clube dos Músicos Azarados" junto com Pete Best e Bob Klose. Hoje perambula por algumas bandas de post punk revival, mas é a mesma coisa de estar aposentado, afinal quem ainda ouve isso? Além de cults e indieotas com muito tempo de sobra, é claro.
  • Danny Farrant (baterista) - Afinal toda banda precisa de um. Um cara legal, provavelmente.
  • Steve Diggle (guitarrista) - Era o vice-presidente da banda e um cara muito bonito, lembrando uma fusão de Russo com Meany Ranheta. Com a aposentadoria eterna de Pete, assumiu os vocais e continua fazendo shows pros doidos que ainda queiram gastar 15 conto de ingresso nisso, pensando melhor, ainda bem que essa reconfiguração da banda eu nunca ouvi.

Vídeo dos Buzzcocks[editar]

Toda a feiúra e falta de carisma dessa cambada, em 3 longos minutos: