Córdova (Espanha)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Inquisicaoespanhola.jpg

¿¿¿Porque no te callas???
No robe los picassos de Córdova (Espanha) o la Santissíma Inquisición lo mandará para el colo del capeta!!!

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Are baba... Cquote2.png
Qualquer um sobre Córdova (Espanha)
Cquote1.png Realmente é uma cidade incrível... ou não Cquote2.png
Idiota

O Centro Histórico de Córdova é o local na cidade de Córdova, na Espanha, ocupado por ruínas, prédios quase ruínas, construções antigas, entre outras velharias. Isso não vale só para essa cidade, mas sim para todas os centros históricos das zonas urbanas do mundo. Uma pequena parte dos prédios que formam esse centro histórico são igrejas, catedrais, palácios, fortalezas, sítios arqueológicos, etc.

História[editar]

Uma das primeiras rodas-gigantes do mundo fica no centro histórico da cidade.

A outra parte, que representa a maioria, nem construções são. Essa parte é formada por ruínas ou restos de coisas que eram construções no passado. O centro histórico era ocupado desde a Pré-História. Os romanos dominavam Córdova nessa época. Segundo os livros e a Wikipédia, a província onde ficava a cidade era muito rica. Porém, como você nem eu nunca ouvimos falar disso, essa afirmação é falsa e só engana os trouxas.

A história menos desinteressante começa quando os árabes começam uma jihad na Europa, apoiados pela Al Qaeda. Eles decidem não destruir Córdova porque eles estavam sem aviões e pilotos suicidas para o trabalho. Para que Alá desse uma vaga a eles no céu, eles fizeram mesquitas. Quer dizer, eles não fizeram. Apenas pegaram uma igreja já existente, tiraram a cruz e pronto.

Quando os cristãos recuperaram Córdova, mais prédios foram feitos para encher linguiça e deixar a cidade maior. Com o tempo, as construções antigas viraram ruínas e seu visual emporcalhavam a cidade. Vários problemas começaram a surgir, como uma epidemia de Pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose (os animais transmissores da doença se abrigavam nas ruínas). Então, os moradores isolaram uma área no centro e deixaram lá todos os prédios, obras e outras construções que eram velhas e não prestavam.

O que tem[editar]

Entre as coisas do centro, estão uma das primeiras rodas-gigantes do mundo, feita dentro de um parque de diversões. O restante do parque sumiu em meio aos destroços das ruínas. Outra obra é uma igreja que foi tomada pelos muçulmanos que tiraram a cruz nela e assim a transformaram em mesquita. Depois os cristãos apenas colocaram uma cruz nela e ela voltou a ser uma igreja. As outras coisas são palácios, ruínas, torres, etc.