Cacu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa


Caçu (chamada carinhosamente de Cacu nas certidões) é um município do sul de Goiás, um dos últimos e mais longínquos do estado. O que tem de bom eu não sei até hoje.

Existe uma intensa rivalidade entre os municípios do sul goiano, para o título de pior cidade da região, estão na disputa as cidades de Itarumã, Caçu, Serranópolis, Itajá, Aparecida do Rio Doce, Aporé e Cachoeira Alta.

Nome da cidade[editar]

O nome Caçu adotado vem do "Alcaçuz", uma outrora abundante planta alucinógena que o antigo povo de Caçu mascava para disfarçar a fome e combater a tosse. Atualmente essa beleza natural foi devastada até a última raiz e só sobrou mato mesmo. Cientistas disfarçam e afirmam que essa planta jamais sobrevive no cerrado e jamais existiu, e que Caçu foi uma ideia besta que surgiu do nada na cabeça de poucas ideias dos pioneiros do povoado.

Foi estudada a possibilidade de modificar o nome da cidade de Caçu para Cassu porque o cedilha dos Infernos não aparece nas certidões, e todo mundo ficar falando "cacu" está denegrindo demais o povo cacuense, ainda mais as rimas com cu. Mas como era de se esperar de "caçuenses" , óbvio que eles preferiam o "CaÇu",

História[editar]

Um moderníssimo hotel 5 estrelas de Caçu visando o conforto dos turistas do Acre que visitam o local.

Cidadezinha de história antiga, os seus primeiros registros são de 1858 quando armaram por ali uns barracos sob liderança de uns irmãos bem dos desocupados, a famosa dupla sertaneja Pedro e Paulo de Siqueira, de acordo com os registros da prefeitura.

Já em 1888 Caçu já possuía igreja, casas, bares e puteiros, tudo para ser considerado um povoado de sucesso.

Até 1924 era considerado oficialmente uma fazenda de Jataí, quando foi emancipado e virou um dos municípios insignificantes do sul goiano.

Após séculos de história, Caçu ainda não passa de uma currutela insignificante, que porcaria heim...

Geografia[editar]

Cidade isolada no sul goiano às margens do Rio Claro no meio do cerrado, tem uns morros, o céu é azul e o calor é insuportável como qualquer outra porcaria em Goiás.

Situado bem próximo à BR-364, a importante rodovia que liga São Paulo à Terra do Nunca abastece Caçu com caminhões carregados de muambas bolivianas.

Resumindo, não podemos dizer nem que Caçu é um buraco, pois já seria muito. Caçu não é nada.

Economia[editar]

Economia baseada na produção de arroz, milho, jujuba, soja, leite, pamonha e feno.

Uma empresa de mineração se dedica a erodir o solo das redondezas do município.