Cacau Melo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Rioband.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.

Cláudia Cristina Melo Corrêa
Cacau melo.jpg
Cacau tentando ser sexy para você
Nascimento 3 de março de 1984
Bandeira do Brasil Brasil - Rio de Janeiro
Ocupação cantriz

Cocô Mole Cacau Melo é uma atriz dessas que já fizeram vários trabalhos nas mais diferentes emissoras, mas não conseguem ser reconhecidas por ninguém devido à mediocridade de suas atuações. Sua aparência comunzona também não ajuda muito, já que ela poderia muito bem ser faxineira de algum dos telespectadores, e todo mundo quer ver na televisão apenas gente que seja muito linda ou muito bizarra, e Cacau não é nenhuma dessas coisas, ela simplesmente é tosca sem graça normal.

Juventude[editar]

Nasceu em algum lugar qualquer do Rio de Janeiro, muito provavelmente alguma favela, mas qualquer um certamente está cagando e andando para saber isso. Seu verdadeiro nome é Cláudia, que de tão comum, toda vez que alguém resolvia chamá-la, umas trocentas outras periguetes também apareciam. Então, para diferenciar-se, ela mesma colocou-se o apelido ridículo de Cocô Cacau.

Carreira[editar]

Fez sua estreia atuando em um seriado chamado Aprendendo a Empreender, exibido pelo canal Futura ali por meados de 2004. Sério, quem cacete assiste o Futura?!? Não é para menos que ninguém deu a mínima para ela... No ano seguinte, ela foi mais esperta, ou mais sem noção, e inscreveu-se em um concurso promovido no Caldeirão do Huck, que estava selecionando uma nova atriz para trabalhar na próxima novela das 8 da época. Como prometeu faxina grátis para quem votasse nela, acabou ganhando a competição.

Após sua estreia global como uma figurante insignificante de América, ela foi guardada na geladeira da Globo por três anos, e quando finalmente saiu, foi para interpretar outra personagem irrelevante e dispensável. Indignada, ela pediu demissão e foi mendigar emprego nas outras emissoras. Acabou sendo contratada pelo SBT, que pega qualquer lixo para atuar em suas novelas podres, e logo de início já interpretou uma das protagonistas de Amigas e Rivais, obviamente um remake escroto de uma novela mexicana pior ainda. Porém, Cacau atuou tão mal, que nem o SBT quis ficar com ela, e devolveu a oferenda para a Globo, que por sua vez, devolveu-a à geladeira.

Em 2009, retornou atuando em mais uma bosta escrita por Glória Perez, desta vez a bizonha Caminho das Índias, e novamente decepcionou a todos, inclusive a si mesma, com tamanha canastrice. Então, naquele mesmo ano, resolveu converter-se à Igreja Universal a fim de pagar seus pecados, e aceitou o convite da Record para interpretar a si mesma em A Fazenda 2. Não venceu o reality show, mas pelo menos ganhou um carro em uma das provas, o que é bem melhor do que ganhar porra nenhuma.

Atualmente, segue contratada pela Record, onde continua a encher linguiça atuando em novelas com as quais ninguém se importa.