Caipira

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Caipira.
Caipira
Caipira.jpg
Caipira bolando um fuminho
Localização Interior das capitais
link={{{3}}} Minas Gerais link={{{3}}} São Paulo link={{{3}}} Paraná link={{{3}}} Goiás link={{{3}}} Mato Grosso do Sul link={{{3}}} Espírito Santo link={{{3}}} Mato Grosso
Idioma Caipirês
Características Físicas Rosto vermelho, mãos grossas, carro barulhento
Características Mentais Profunda Religiosidade, tranquilidade, adora animar, tem medo de tecnologia
Social
Popularidade Alto Alta
Inteligência Icon 00 percent.png Matuto
Profissões Comuns Serviço público,trabaiador rurar, dona de casa
Nível de Corrupção Icon 33 percent.png Baixa
Manejo
Alimentação arroz, feijâo, ovo com a gema mole, galinha caipira
Moradia Casa simples, banheiro mínimo,quintal cheio de animais, galinha, porco, vacas, bois
Vícios Criar animais, cortar árvores, andar na beira de rios, nadar e pescar nos rios e lagos
Doenças Lombrigas
Mídia
TV Viola Minha Viola, Sr. Brasil, Globo Rural, Canal do Boi
Cinema Os dois filhos de Francisco, Família Busca-Pé (para caipira "made in USA")
Música
Emblem-sound.svg.png
Músicas Sertanejas de raiz
Ilustres
Crystal Clear action bookmark.svg.png
Geraldo Alckmin (de Pindamonhangaba), Inezita Barroso, Rolando Boldrin, Neto ex-jogador do Curíntia , Almir Sater , José Hamilton Ribeiro, etc
Cquote1.png Adoro esta mistura de limão e cachaça, é muito refrescante e hidrata Cquote2.png
Carla Peres sobre Caipira

Cquote1.png Caipira é a rapariga da tua mãe Cquote2.png
Jeremias sobre Caipira
Cquote1.png São gente simples e uma graciiiiiiiiiinhha! Cquote2.png
Hebe sobre Caipira
Cquote1.png Ó paí óóóóó! Cquote2.png
Lazaro Ramos sobre Caipiras
Cquote1.png Mas, o que é isso? O que é?! Cquote2.png
Luciana Gimenes sobre Caipira
Cquote1.png É o meu tio! Cquote2.png
Wanessa Camargo sobre Caipira
Cquote1.png Pópôpó? Cquote2.png
Caipira sobre como fazer café.
Cquote1.png Pópô! Cquote2.png
Caipira sobre como fazer cadé
Cquote1.png Tádibadacama! Cquote2.png
Caipira sobre onde estão suas sandálias.
Cquote1.png Pondiôns! Cquote2.png
Caipira sobre onde costuma aguardar o ônibus.
Cquote1.png Nó! Cquote2.png
Caipira sobre uma coisa espantosa que aconteceu.
Cquote1.png Nú! Cquote2.png
Caipira sobre uma coisa difícil de acontecer mas, aconteceu.
Cquote1.png Ní! Cquote2.png
Caipira sobre uma coisa impossível de acontecer mas, aconteceu.
Cquote1.png Você traiu o movimento urbano, véio Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Caipira
Cquote1.png Povo ignorante! Cquote2.png
Você sobre Caipira

Tabela de conteúdo

[editar] Sobre

O termo caipira (do tupi Ka'apir ou Kaa - pira, que significa "cortador de mato"), é o nome que os indígenas guaianás do interior do estado de São Paulo, no Brasil, deram aos colonizadores brancos, caboclos, mulatos e negros.

É também uma designação genérica dada, no país, aos habitantes das regiões situadas principalmente no interior do sudeste e centro-oeste do país. Entende-se por "interior", todos os municípios que não pertencem às grandes regiões metropolitanas nem ao litoral onde existe o caiçara. O termo caipira teve sua origem e costuma ser utilizado com mais frequência no estado de São Paulo. Seu congênere em Minas Gerais é capiau (palavra que também significa cortador de mato), na região Nordeste, matuto, e no Sul, colono.

O conceito de caipiragem, foi criado em 1563 pelo grande comedor de mato e GÊNIO, Chico Bento. Porem, ainda há controvérsias. Há um movimento que atesta com veemência que o criador do conceito é o Zézin Seim Um Ded Da Mã Cum Nom De Um Pex Squisit, mais conhecido como Lula. Os líderes do tal movimento, como Dercy Gonçalvez e Tua Mãe, declaram estar presente no exato momento em que Lula, montado em seu tamanduá bandeira, retirou seu paiol "Du Baum" da boca, o apontou ao céu de uma forma majestosa e bradou: "CAIPIRAGEM E CACHAÇA! E abuso infantil, analfabetismo, burrice, falta de dente, Chico Bento vai tomar no...".

[editar] Localização

Este espécime é facilmente localizado nas imediações do Belzonte, interior de São Paulo, e em todo Mato Grosso, Mato Grosso do Sul,Minas Gerais, Goiás e Norte do Paraná. Nesses rincões eles podem ser encontrados e vivem harmoniosamente destruindo a natureza. Existe um município chamado ITATIBA onde eles são piores que o habitual sendo mais nojentos e escrotos que todos os outros caipiras de todo o Brasil. Inclusive os caipiras de ITATIBA(ITATÓBA) são odiados por todos os outros caipiras e hoje a cidade dos ITATÓBÂNUS está cercada de pedágios por todos os lados, pois os outros caipiras escrotos querem se livrar dos terríveis ITATÓBÂNUS.

Sua principal atividade é ficar mascando mato seco no canto da boca, falando da vida alheia e contando mentiras, costume secular que tem o objetivo de esconder a boqueira, se alimentam normalmente de queijos e derivados, ignorando a possibilidade do próprio queijo ser um derivado, aliás, o queijão também é a moeda de troca conhecida entre os caipiras.

Todos os caipiras, sem exceção são viciados num bom fuminho de Já de corda, jamais, negam a possibilidade de dar um gole na marvada!

Sentam-se na soleira da porta pra pitá o paieiro e cospem para dentro de casa, depois limpam com a manga da camisa,por isso estão com elas sempre dobradas.

Possuem um dialeto próprio que só pode ser entendido por outros caipiras, ou por seres extra-terrestres como o ET de Varginha, ou, por quem faz Cheiramento de gatinhos. Falam, por exemplo: "Fumo mai vortemo", "pra mor de prozeá", "cinco rear", "um reais", Cróvis pega a bicicreta e vá comprá chicrete pá Creuza", "tivilisão de prasma", "anzór", "futebór", "devogado", "pano pá tapá taio (modess ou band-aid), "culista" (médico oftalmologista), sar (sal), creosene, barde, prefume, vevi (vive) e por aí...

[editar] Habitat

Nó....!

A falta de infra-estrutura não costuma ser um problema para esse povo que dirige carros com um cavalo de potência. O trânsito estressante das grandes cidades não atingem esse espécime humano, há estudos científicos que sugerem que eles tem genes modificados que potencializam a sua paciência, assim como sua preguiça.

Inclusive, há informações que em alguns lugares já é possível assistir a incríveis e emocionantes corridas entre carroças, onde o segundo melhor piloto é um ex-corredor da fórmula 1, mais conhecido como Rubens Barrichello, lá ele é conhecido como pédichinél.

O campeão desse ano é um caipira de origem alemã que ficou conhecido como 'Chumáqui'.

Caipiras vivem, aos montes, em montes, colinas e vales. Onde os gnomos albinos fumam maconha e roubam alface das hortas. Em São Paulo, habitam lugares cheios de morros, onde casinhas emparedadas e cimentadas são o principal habitat caipira.

Um habitat caipira típico, deve conter os seguintes aspectos:

  • Ter porcos dentro das casas.
  • Deve haver uma horta ao lado da casa, contendo milho, alface, cenoura e coisas do gênero.
  • A moradia é obrigatoriamente de madeira. Geralmente pende para um lado.
  • Não há prédios na redondeza. Não há nenhum tipo de comércio na redondeza. Não há absolutamente nada na redondeza.

O habitat caipira moderno consiste basicamente:

  • Uma garagem para cinco carros e apenas um banheiro de 3 metros quadrados.
  • Quartos também pequenos.


  • Muro alto, rodeado de grades (tem muita violência na cidade!).
  • Calçada estreita e mal-feita.
  • Nenhuma árvore ou planta
  • Antena Century
  • Dois carros populares e motoca

[editar] Celebridades

Rubinho exibindo seu carro preparado para a competição!

Engana-se quem pensa que não há famosos entre os caipiras. Dentre os maiores expoentes dessa cultura está nada mais, nada menos que Milton Neves (vulgo Cabeção), mais conhecido como "Caixa dágua", apelido que consquistou ainda criança. Milton Neves, alias, chama-se, na realidade, Milton Estraga Parquinho dos Neves, nome dado pelo seu pai, sr. Amirton Neves, logo que nasceu.

Imagem:Sir-Bob-Dylan.jpg
Bob Dylan, o caipira mais formoso de todos, se mostrando pras moça de família e fazendo os outros caipiras roerem os ossos.

Devido a um pequeno problema físico de dimensões angulares, reza a lenda que se todos os dias, Milton Neves subir no topo do corcovado, ele será capaz de proporcionar um eclipse por dia à Baía de Guanabara.

Também se enquadra como expoente caipira o ex-jogador e agora comentarista de futebol Neto. Tente aturá-lo comentando jogos pela Band. A única expressão não caipirês de seu vocabulário é "quicou". Para tentar afastar o rótulo de caipira, durante as transmissões há um pequeno exagero na quantidade de vezes em que ele fala "a bola quicou". No último jogo que eu assisti, contabilizei duzentos "quicou", cento e ciquenta vontade de falar "quicou" e quarenta e cinco "quiquicou", onde, o craque Neto gaguejou por causa do nervosismo.

[editar] Barganhas

Apesar de todo caipira sonhar em ganhar uma Bolsa Família, a economia é quase completamente sustentada pela agricultura e a fabricação de queijos, que só conseguida graças a exploração infantil, os caipiras costumam ser muito mais reprodutivos que produtivos e por isso sua matilha vem crescendo sem parar, uma vez que não há predadores conhecidos.

A moeda corrente na região é o Queijão, um Queijão pode valer vários ovos, ou até mesmo, umas gramas de fumo, por isso, se você tem vários Reais e não tem um Queijão, então é melhor você arrumar uma garrafa de pinga, caso contrário terá que se explicar.

[editar] Procriação

Caipira - "Tô prantando o inhame úai..."

Como se sabe, os caipiras praticam sexo apenas para procriação e perpetuação da espécie, dessa forma, é exigido algum treino para que na hora H a coisa não vá de mal a pior.

Para isso os caipiras, utilizam de recursos pouco ortodoxos, assim, se submetem as mais variadas formas de satisfação sexual conhecidas e desconhecidas. Certa vez havia na roça uma mulher que mugia, um dia, seu marido chamou-a de vaca, ela não gostou e resolver se vingar. Daquele dia em diante paroiu de dar leite.

Normalmente após fumar seu cigarrinho, o caipira pega uma mulinha, ou cabrita, ou algum outro tipo de animal e se embrenha no mato, sempre com a desculpa que está indo plantar inhame, quando o caipira não encontra um animal, sempre encontra um primo vindo de Campinas ou do Rio de Janeiro, para que o caipira prante nele a mandioca.

Aguns indicadores informam que os caipiras são os maiores produtores de inhames que se tem notícia.

Um caipira nasce da copulação de uma mula com um ser humano e com um pão-doce.

[editar] Idioma, língua e dialeto

O diálogo caipira se convém a voz alta. Se você for falar com caipira, tampa o ouvido ou fique um pouco distante dele. Pois o caipira só consegue dialogar gritando.

E para cumprimentar caipira, não é aperto de mão, é "soltar um gritão". Os caipiras cumprimentam-se gritando, como exemplo um grito de um cavalo. Então não se expante se um caipira cumprimentá-lo assim, este cumprimento dos caipiras, é uma forma carinhosa em cuprimentar.

Também é costume cumprimentar pessoas que você nunca viu antes na vida.

Caipirês é a língua tradicional e cotidiana do caipira. Sofre variações dependendo da região em que mora o caipira.


Exemplo 1 (Caipirês 1 e 3 é encontrado geralmente no Estado de São Paulo, sobretudo na região sul que engloba a regiões (gays) de Sorocaba, Campinas etc.)

  • Tradução: Ai! Que diferente! Que merda!
  • Caipirês 1: Ai! QuÊÊ diferentÊÊ! QuÊÊ merda!
  • Caipirês 2: Ai! Quii diferentchiii! Quii merda!
  • Caipirês 3 (mistura do 1 e 2): Ai! QuÊÊ diferentchii! QuÊÊ merda!

Exemplo 2: (Caipirês 2 e 3 é encontrado na região nordeste do Estado de São Paulo, em Ribeirão Preto e adjacências e no Estado do Triângulo.)

  • Tradução: "Meu Deus do céu! Que praga é essa?"
  • Caipirês 1: Mêêêêl Dels to cél. Qui práguéça?
  • Caipirês 2: Medêls do céér. Má qui prá-gué-essa, sô?
  • Caipirês 3: Medêls do céér. Má qui prá-gué-essa, uai?


  • O barbeiro pergunta pro freguês ao final do serviço: "Arco, tarco ou água verva?"
  • Agora eles também tem tivilisão de prasma
  • Em vez de absorvente higiênico, o caipira compra pano pá tapá taio, ou, para as mulheres, é Módis.
  • E todo caipira que se prese sempre fala Ticureba

[editar] Dialeto Mineiro

Um caipira em ambiente escolar.

Como se sabe o sertanejo mineiro tem como hábito compactar palavras, ou até mesmo, juntar frases inteiras numa só palavra. Abaixo observamos alguns exemplos:

  • Dibadacama = Debaixo da Cama
  • Popôpó = Pode por pó
  • Pópô= Pode Por
  • Pondions = Ponto de onibus
  • Cessasiesseonspassavássi? = Você sabe se esse ônibus passa na (região da) Savassi?
  • Passanão! Vintiumcinquenoiquepassa! = Não, não passa. O da linha vinte e um cinquenta e oito é que passa.
  • Dendapia = dentro da pia
  • Prom nóisvão ? = Para onde que nós vamos?
  • Trussi pcevê = trouxe para você ver
  • Oncetava? = Onde que você estava?
  • Sápassado = Sábado passado
  • Comcetá ? = Como vai você ?
  • Dácarõnpcidade? = Dá uma carona para a cidade?
  • Teado = Telhado
  • Puxadin = Quartinho
  • Belzonte, Beraba, Berlandia = MAior concentração de caipiras Belo horizonte, Uberlandia, Uberaba
  • Bardi = Balde
  • Talba = Tábua
  • Di = Dei (Ex: Eu di pa ele pra mór dele cumê = Eu dei para ele para ele comer.)
  • De buqui ys om de teiboul = The book is on the table (Caipira tentando falar inglês)
  • Pitá = Fumar
  • Cumadi = Comadre
  • Cumpadi = Compadre
  • Ranho = Catarro

[editar] Palavrões

Os palavrões caipirês ou em outras palavras, o ofendimento. Baseia-se em compará-lo à algum animal, ou xingá-lo em outras maneira;

  • Caipora = No interior, este xingamento equivale-se ao filho da puta.
  • Lazarento = No interior, este xingamento equivale-se ao idiota, trouxa, babaca [etc]
  • Morféte = No interior, este xingamento equivale-se igual ao lazarento.
  • Cumbá = No interior, este xingamento equivale-se à rolha de poço, ou chupeta de baleia.
  • Deabo= no interior,este xingamento refere-se á alguém satanista ou algo que da raiva.
  • Frouxo=No interior, este xingamento equivale-se á alguém que Arrega,fracote ou bunda mole.

E entre outros, porém baseia-se o ofendimento dependente de cada região. Mas esses citado acima, são os mais usado pelos caipira.

[editar] Fatos

  • Caipiras não prestam atenção à pessoa com quem conversam, você deve sempre falar para uma terceira pessoa o que você quer dizer para a segunda.
  • O fato de odiarem a natureza - principalmente árvores - é que nunca viveram em casas com pavimento cimentado, por isso, quando existe pavimento ele é diariamente lavado e idolatrado. Folhas são consideradas sujeira.
  • A criação de passarinhos em gaiola é invenção de caipira.
  • Rinha de galo não foi inventada por caipiras, mas por ingleses.
  • Por viverem em uma cidadezinha medíocre, acham que qualquer coisa é equivalente ao que acontece na capital. Um roubo de carro por mês é motivo para dizer que a cidade tem roubo de carros.
  • Os roubos, assassinatos e derivados acontecem com menos frequência nas cidadezinhas medíocres. Por isso os caipiras se assustam quando visitam a capital.
  • Caipiras só tomam banho aos sábados.
  • de cada 100 caipiras 40 são burros, 50 tem inteligência e 10 foram a faculdade uma vez.
  • Por nunca terem vivido na cidade grande, pensam que pessoas de lá odeiam animais e plantas.

[editar] Ver Também

v d e h
Seres que você encontra no Bandeira do Brasil Brasil

Geral: Branco - Caipira - Cigano - Extraterrestre - Negro - Nordestino - Índio - Xavante - Nipobrasileiro

Regional: Acreano - Alagoano - Amapaense - Amazonense - Baiano - Brasiliense - Capixaba - Carioca - Catarinense - Cearense - Gaúcho - Goiano - Maranhense - Mato-grossense - Mineiro - Paraense - Paraibano - Paranaense - Paulista - Pernambucano - Piauiense - Potiguar - Rondoniense - Roraimense - Sergipano - Sul-Mato-grossense - Tocantinense


Putz, além de Caipira andando por aí você vai ter o azar de encontrar também:


v d e h
Piores Seres do Universo
OS PIORES SERES DO UNIVERSO
Emo.jpg
AntissociaisAmericanosAteusBasqueteirosBeliebersviadoBlackheadsBródsonsBroniesBulliesCaipirasCDF'sChannersClubbersColoridosComunistasCornosCrentesCultsDark NerdsDescíclopesDirectionersDuckfacersEmosFanboysFascistasFaveladosFirstsFlammersFloodersForrozeirosFrom UK'sFunkeirosFurriesGamersGaysGóticosGreasersGringosGrungesHeterofóbicoHippiesHipstersHomofóbicosHooligansIndiesJ-RockersJogadinhosJuizes de futebolLiferulersMaconheirosMaGGotsMalandrosMaloqueirosMetaleirosMicareteirosn00bsNarutardsNazistasNerdsNu PunksOnanistasOrkutianosOs ManoOtakusPagodeirosPatricinhasPedófilosPichadoresPlayboysPlayssonsPobresPokemaníacosPolíticosPoopersPosersPunheteirosPunksRappersRegueirosRPGistasScreamosSertanejosSkatistasSkinheadsSograsSonystasSurfistasTagarelasTrollstr00sTrutasUnderloversVagabundosVândalosVegetarianosVidas LokasVileiroseuWikipedistasX9's
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas