Cairo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.
Cquote1.png É Al-Qahira seu despeitado Cquote2.png
Árabe sobre capital do Egito

Cairo (em árabe Al-Qahira, em egípcio um desenho de uma coruja misturada com homem) é a capital do Egito e centro mundial das pirâmides, camelos e maldições.

História[editar]

Cairo na época de sua fundação. O bairro de Mênfis.

Cairo é uma das cidades mais antigas do mundo, fundadas por ETs há 3000 anos atrás, o povo que morava nas cavernas na época foi agraciado com parte da tecnologia dos ETs misteriosos como o fogo e conhecimentos avançados de astronomia e de crença religiosa.

Cairo desde então se tornou ícone de sucesso em desertos, é até hoje a cidade com melhores índices de satisfação populacional em relação a proporção calor/água/morte certa. O Cairo durante dinastias lançou moda, foi da cidade que saiu as paixões nacionais por triângulos, camelos e pirâmides.

Em 1169, Cairo foi ocupada pacificamente pelas Cruzadas, o faraó fechou acordo com o papa para treinar o exército europeu para estes invadirem eficientemente a Árabia, pois estavam sedentos por petróleo.

Cairo foi visitada por Napoleão Bonaparte, que mandou contruir uma estátua da liberdade no Egito como cortesia pela aliança feita com o Egito para conquistar a África. Alguns historiadores defendem que foi este acidente histórico que resultou na atual presença maciça de árabes na França.

Imagem mais recente de Cairo, retratando o seu desenvolvimento e movimento.

Cairo apesar de ser como qualquer capital nacional, poluída, suja e com muita corrupção, atrai turistas do mundo todo, para verem pessoas mortas e antigas pedras amontoadas. Uma das principais atrações é o Templo de Mênfis que guarda o Colosso Saci de Mênfis, resultado de 304 anos de trabalho contínuo sem remuneração de pobres coitados. Há também a Sakkara, uma pirâmide considerada a mais feia do mundo, todos comparecem no local para tirar sarro do faraó perdedor que mandou construir Sakkara. Em Cairo também se encontra a Igreja Suspensa, onde antigamente, quando os egípcios eram mestres em mandingas conseguiram fazer uma capela flutuar e ela permanecesse suspensa até os dias atuais.

A Cidade de Cairo atualmente é um dos locais favoritos para ladrões, pois todo mundo sempre possui algo de valor. Cairo possui basicamente três cenários: Deserto, Rio Nilo e feira. A mais comum paisagem é um deserto arenoso com algumas pirâmides ao fundo, em Cairo também há plantações de trigo nas margens do Nilo, e em Cairo há as maiores feiras ao céu aberto do mundo.

A Cidade de Cairo também é respeitada mundialmente por possuir os museus com o maior número de gente morta e ouro no mundo. Os seguranças de museu no Egito, são formados em táticas de guerrilha israelitas e peritos em Krav Magá e artilharia.

Política[editar]

Cairo é a cidade no Egito aonde palacialmente reside o faraó e suas concumbinas. Basicamente os faraós ficam em seus palácios de ouro mandando seus operários produzirem obras humanamente impossíveis em prazos absurdamente curtos. O faraó é considerado, junto ao presidente do Brasil, o cargo de liderança mais vida mansa dos países filiados à ONU.

Geografia[editar]

Cairo foi erguida em bancos de areia que surgiam dentro do Rio Nilo e nas suas margens. A cidade é um labirinto, possui várias ruelas, muitos assaltantes, muita gente, as ruas são tudo iguais, há museus em cada quarterão, os camelos são entidades divinas e a cidade é cercada por pirâmides.

A média de temperatura na capital egípcia é de 67° celsius na sombra de dia, e -12° celsius ao lado da fogueira à noite.

Cairo Histórico[editar]

As Torres Gêmeas de Cairo, as mais prósperas do mundo.

O Cairo Histórico é um conjunto de mesquitas, fontes, vidraças e centros de culto islâmicos/macomunações antiamericanas escondida em algum local que é o caos da cidade do Cairo.

O atual bairro do Cairo Histórico foi erguido no século X, na época da criação da própria cidade de Cairo, quando árabes e egípcios fizeram a conversão de sua cultura pacificamente após 1500 anos de guerra sangrenta. A partir de então o faraó deixava de existir e por ordem de Lincoln, o Egito deveria ser governado por um presidente eleito democraticamente (do contrário os Estados Unidos iria roubar seu petróleo). Então, com a criação do novo Estado Árabe do Egito, cairo foi fundada longe de qualquer pirâmide, maldição ou escaravelho.

O bairro, desde que foi tombado como Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, o local foi proibido de ser palco de explosões e coisas do gênero. As feiras de galinhas (marca registrada da cidade de Cairo, também são proibidas no Cairo Histórico. A única prática tolerada são a reza em direção à Meca e planejamentos em geral pela queda do mundo ocidental.

Curiosidades[editar]

  • Todas as Mesquitas do Cairo Histórico tem formato de um falo humano em ereção.